Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Boaventura: para que o futuro seja de novo possível

» Seis elementos da conjuntura brasileira

» Trump quer a guerra – e conquista o establishment

» Sob Temer, a grilagem volta sem freios

» Tiradentes, herói sem nenhum caráter?

» Como pulsa hoje nosso desejo de rua?

» França: a esquerda vive, quando não se rende

» A indispensável Reforma Política

» Quilombolas: a longa batalha pelo território

» Bem-vindo à escola do século 19

Rede Social


Edição francesa


» Glossaire

» « Ce sont les entreprises qui créent l'emploi »

» Deux jeunesses face à la « loi travail »

» Condamnés à s'entendre

» Les patrons ont-ils lu Marx ?

» Le PIB, une mesure qui ne dit pas tout

» Un demi-siècle de diplomatie wahhabite

» Tous les totalitarismes se valent

» Le monde selon Donald Trump

» Le Sahel entre deux feux djihadistes


Edição em inglês


» Whistleblowers, moral injury, and endless war

» Forty-five blows against democracy

» Memory loss in the garden of violence

» Iran elections: presidential debates or reality TV show?

» The American way of war is a budget-breaker

» The hazards of military worship

» Mosul on my mind

» Forbidden questions?

» The empire expands

» Making sense of the deportation debate


Edição portuguesa


» Os genes do euro e as vacas que não voam

» Agitação anti-sistema na Europa e nos Estados Unidos

» Crise e estagnação no labirinto

» Edição de Maio de 2017

» O desígnio de Marcelo

» O Estado profundo

» Militarismo: uma paixão francesa

» Edição de Abril de 2017

» A liberdade e o medo

» Outra vez a armadilha do voto útil?


Ciência, Política e Ética

A quem pertence o DNA?

Transnacionais farmacêuticas, antropólogos, governos e polícias buscam reunir o maior número possível de dados genéticos sobre as populações. Saúde e Ciência podem se tornar pretextos para que algumas empresas controlem a produção de medicamentos inovadores e para invasões de privacidade

Franz Manni
23 de junho de 2008

O papel da arqueologia "que destrói"

Vistos como obstáculos ao desenvolvimento, incapazes de revelar cenários magníficos, os arqueólogos preventivos avançam. Querem recolher e montar, peça por peça, quebra-cabeças que permitirão compreender o que fomos e para onde (não) devemos caminhar

Nicole Pot
21 de dezembro de 2006

Coexistência, engodo dos tolos

Numa montanha do Círculo Polar Ártico, a Noruega cava uma galeria gelada, procura reunir a biodiversidade do planeta e demonstra, na prática: não há defesa contra a contaminação por transgênicos

Frédéric Prat, Robert Ali Bric de la Perrière
1º de abril de 2006

"Plantas-remédios": desnecessárias e perigosas

A manipulação genética é utilizada há um quarto de século para produzir, em laboratório, insulina, vacinas e outros medicamentos. Cultivar as plantas na natureza não traz nenhum benefício novo, e introduz o risco de contaminação

Christian Vélot
1º de abril de 2006

O trigo e o joio

Por seu potencial futuro, a transgenia deve ser cada vez mais praticada em laboratório. Mas não há sentido em cultivar plantas modificadas agora - quando nenhum risco foi afastado, nenhuma conquista relevante alcançada e o único interesse que prevalece é o das transnacionais

Arnaud Apoteker, Jacques Testart
1º de abril de 2006

Um rosto, obra da mão

Uma primeira cirurgia é uma experimentação. Isso não reduz seu caráter terapêutico. A questão que se poderia colocar é saber se a operação é inocente, nociva ou benéfica

François Delaporte
1º de março de 2006

Que tal pensar em segurança?

O desenvolvimento vertiginoso das tecnologias que trabalham a matéria átomo por átomo pode ser formidável esperança - ou terrível pesadelo. É hora do controle democrático sobre as pesquisas

Dorothée Benoit-Borwaeys
1º de março de 2006

Abaixo a religião da Ciência

É hora de romper com o mito do Progresso herdado do Iluminismo. Ele impede de pensar que mesmo face à ciência e suas produções, os homens poderiam ser livres e iguais

Jacques Testart
1º de janeiro de 2006

Cérebro, mentiras e antiterrorismo

O ambiente de vigilância social que se espalhou no Ocidente após o 11 de setembro acaba de parir mais um monstro: o suposto monitoramento cerebral, para detectar mentiras

Olivier Oullier
1º de dezembro de 2005

As vítimas da Big Pharma

As populações do Sul, em especial as africanas, são cobaias dos testes clínicos de grandes laboratórios que testam ali, à guisa de princípios éticos, medicamentos que servem aos mercados do Norte

Jean-Philippe Chippaux
1º de junho de 2005

Os sábios, o público e os discos voadores

Assistir passo a passo a chegada de uma sonda a Marte nos coloca na posição de experimentadores, que pertencem a uma nova visão de ciência, na qual leigos e cientistas deixam de ser apartados pelo saber

Pierre Lagrange
1º de dezembro de 2004

A invenção dos marcianos

Futuro fundador da Sociedade Astronômica da França, Camille Flammarion publicou, em 1884, ’Terras do céu’ um tratado de planetologia em que são expostos os conhecimentos científicos da época. Ele critica rudemente os "romancistas" que, em nome da essência divina da humanidade, se recusam a aceitar a existência de planetas habitados, ou ao contrário imaginam seus habitantes como semelhantes à humanidade terrestre. Suas considerações sobre as "formas vegetais e animais" de Marte teriam enorme repercussão, alimentando a paixão da época pelo planeta

Camille Flammarion
1º de dezembro de 2004

A Sagração dos Mutantes

A associação entre o maior produtor de peixes de aquário e um grupo de pesquisadores de Taiwan fez nascer o primeiro animal de estimação transgênico, o TK3, um peixe-zebra que, manipulado geneticamente, adquire fluorescência e pode se adaptar ao gosto do freguês

Franck Mazoyer
1º de janeiro de 2004

A luta contra a tecnociência

Ex-secretário-geral da Confederação Camponesa, René Riesel, julgado pelos mesmos “delitos” que José Bové, corre o risco de purgar uma pena de seis meses de prisão por sabotagem de culturas transgênicas. Ele se recusa a pedir qualquer redução da pena

Thomas Feixa
1º de novembro de 2003

O vídeogame como arma de propaganda

Comparar a guerra ao videogame é uma forma de aproximar o virtual e o real para “des-realizar” atos condenáveis. Assim, esses jogos vão se tornando um instrumento de propaganda política, enquanto os intelectuais os desprezam como algo infantil

Stéphane Pilet
1º de outubro de 2003

O lado oculto do clone

Apesar da indignação geral, experiências que tinham como perspectiva a clonagem humana não foram proibidas e, portanto, continuaram a ocorrer, demonstrando a ambivalência da ética da ciência oficial

Jacques Testart
1º de abril de 2003

O pesado jogo dos transgênicos

A Comissão Européia balança sobre a moratória aos OGMs, mesmo diante do caráter irreversível de sua contaminação ambiental e da possibilidade de um punhado de grandes empresas norte-americanas controlarem a agricultura mundial

Susan George
1º de abril de 2003

Os cientistas partidários dos transgênicos

Em uma ação conjunta a Academia de Medicina e a Academia de Ciências (francesas) saíram de sua torre de marfim para divulgar, em dezembro de 2002, relatórios polêmicos em que afirmam que os transgênicos não representam problemas para a saúde

Bernard Cassen
1º de fevereiro de 2003

Nascem as armas eletromagnéticas

Aparelhos de tamanhos variados, compostos de uma fonte de alimentação, de um gerador de impulso, de um tubo hiperfreqüência e de uma antena, produzem impulsos eletromagnéticos tornando vulneráveis todos os equipamentos elétricos e eletrônicos

Karyn Poupée
1º de fevereiro de 2003

A primeira batalha

Fabricante exclusivo dos ’software’ que permitiam a análise das seqüências de DNA, a Applied Biosystems teve seu programa, codificado, quebrado pelos próprios pesquisadores envolvidos no projeto. E foi obrigada a jogar a toalha...

John Sulston
1º de dezembro de 2002

Genoma humano a salvo da especulação

Atribuindo o Prêmio Nobel de Medicina a Sydney Brenner, H. R. Horvitz e John Sulston, o comitê recompensou os principais protagonistas do empreendimento científico que resultará, em 2003, na passagem ao domínio público da totalidade da seqüência do genoma humano

John Sulston
1º de dezembro de 2002

O que dizem os dinossauros?

De repente, os dinossauros passaram a ganhar espaço nos jornais. Mas não é por um interesse bizarro por “mundos perdidos”: o que move a mídia são os sonhos loucos que aparecem com as promessas genéticas de um novo “salto” da humanidade

Serge Tisseron
1º de agosto de 2002

A exclusão do povo

Ao se fecharem em suas corporações, diante dos medos e questionamentos provocados pelas novas tecnologias, os cientistas acabam excluindo as preocupações populares, dando margem a reações “obscurantistas” que se poderão multiplicar

André Bellon
1º de junho de 2002

Entusiasmo pela utopia

Uma exposição organizada pela Biblioteca Nacional da França, apresenta, de forma ousada, todas as formas daquilo que foi chamado de utopia. A riqueza dos documentos impressiona

Lionel Richard
12 de abril de 2000

Palavras-chave no mesmo grupo
[temas atuais]

Outros grupos de palavras-chave

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel