Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» A desigualdade brasileira posta à mesa

» Fagulhas de esperança na longa noite bolsonarista

» 1 de setembro de 2020

» O fim do mundo e o indiscreto racismo das elites

» O milagre da multiplicação de bilhões — para os bancos

» Movimento sindical em tempos de tormenta

» 31 de agosto de 2020

» A crucificação de Julian Assange

» Nuestra America: os cinco séculos de solidão

» Ir além do velho mundo: lições da pandemia

Rede Social


Edição francesa


» Du « grand tour » à Sciences Po, le voyage des élites

» Pouvoirs du roman

» Guérilla contre l'avortement aux Etats-Unis

» Au-delà de la fraude électorale, le Pérou profond

» Privés de vie privée

» Tous les chemins mènent au Maghreb

» Ni dieu, ni maître, ni impôts

» La France se penche sur sa guerre d'Algérie

» Injustice française

» Accaparement des méninges


Edição em inglês


» Fake news: A false epidemic?

» The financiers who backed Brexit

» January: the longer view

» Mutual suspicion in Greece's borderlands

» Border tensions

» Disunited States of America

» The British monarchy's smoke and mirrors

» UK Brexiteers' libertarian goal

» Time to reform the Peruvian system

» Russia's attempted return to Africa


Edição portuguesa


» Edição de Janeiro de 2021

» O presidente, a saúde e o emprego

» Quem será o próximo inimigo?

» Edição de Dezembro de 2020

» A democracia desigual e os neoliberais autoritários

» A amarga vitória democrata

» A segunda morte da Europa

» Ofereça uma assinatura de 6 meses, apenas €18

» Edição de Novembro de 2020

» A máquina infernal


Crise dos Estados-Nações

Uma prática velha como o mundo

As organizações militares privadas prosperaram nos períodos de transição sistêmica quando, sob governos enfraquecidos, poderosas forças militares encontravam-se disponíveis no mercado, como no fim da Idade Média, quando contribuíram para a destruição total da ordem feudal

Peter Warren Singer
1º de novembro de 2004

A revolução pelo direito

O direito internacional existente baseia-se na lógica da soberania dos Estados, que foi subvertida pelo processo de globalização. A jurista Chemillier-Gendreau, propõe uma revolução pelo direito, rumo à democracia

Chistian de Brie
1º de agosto de 2002

A cultura como fator da realpolitik

A globalização insere-se no contexto contraditório de Estados-nação e processos político-econômicos supra-nacionais. Homogeneização e diferenciação caminham juntas. Mas que forma assumem a convergência da tradição cultural e as novas tecnologias?

Constantin Von Barloewen
1º de novembro de 2001

O mito enganoso do pós-nacional

O Estado-Nação não está morto — e a maior prova são os EUA, que continuam moldando a globalização segundo seus interesses. Para enfrentar a hegemonia norte-americana, a saída é propor, como alternativa ao livre comércio, a ampliação dos direitos sociais

Noëlle Burgi, Philip S. Golub
12 de abril de 2000

Desarmar os mercados

Por que não criar, em escala planetária, a ONG Ação pela Taxa Tobin de Ajuda aos Cidadãos (ATTAC)? Em conjunto com os sindicatos e entidades culturais, sociais ou ecológicas, ela poderia agir como um formidável grupo de pressão cívica.

Ignacio Ramonet
1º de dezembro de 1999

Palavras-chave no mesmo grupo
[temas atuais]

Outros grupos de palavras-chave

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel