Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» EUA voltam ao Iraque: “terrorismo” ou petróleo?

» Três caminhos diante de Marina Silva

» A fogueira dos fundamentalismos

» UPPs: uma estranha forma de mediar conflitos

» Quem lê, ouve e vê tanta notícia?

» O mais novo fantasma da Monsanto

» O mais novo fantasma da Monsanto

» À Guisa do Prefácio

» Mário lê Memórias sentimentais, de Oswald

» Os Condenados: novo capítulo da trilogia de Oswald

Rede Social


Edição francesa


» En Cisjordanie, le spectre de l'Intifada

» Dégel sous les tropiques entre Washington et La Havane

» Le cerveau ne pense pas tout seul

» La politique déboussolée : purge à la française

» Au Venezuela, la tentation du coup de force

» Le Venezuela se noie dans son pétrole

» Etat islamique, un monstre providentiel

» Une timide brise de gauche souffle sur New York

» Les puissants redessinent le monde

» Douzième coup d'Etat en Thaïlande


Edição em inglês


» The Senate Drone Report of 2019

» Go West, young Han

» American torture — past, present, and… future?

» The abolition of abolition

» Why no one remembers the peacemakers

» Kiev's Soviet legacy

» No exit in Gaza

» Party on!

» Neoliberalism is alive and well

» In the vortex of power: man and state in Arab politics


Edição portuguesa


» Aproximação nos trópicos entre Washington e Havana

» Edição de Dezembro de 2014

» Corrupção e desigualdades

» O inimigo interno

» Edição de Novembro de 2014

» Orçamento de pobreza

» Sabia que na Bolívia…?

» Pré-distribuição: uma nova agenda política para a esquerda

» Depois do Meco, o tempo da praxe boa?

» Nas raízes económicas do conflito ucraniano


Curdistão

Qual autonomia para os curdos?

Expulsos de suas regiões tradicionais pela política de ?arabização? do Ba?ath ao longo das últimas décadas, os curdos foram beneficiados pela guerra que derrubou Saddam Hussein e agora definem o modelo de autonomia que irão pleitear

Michel Verrier
1º de março de 2004

Curdos: eternamente traídos

Desde o final da I Guerra Mundial, inúmeras potências utilizaram-se dos curdos para abandoná-los na última hora. Nos anos 70, com ajuda norte-americana, israelense e iraniana, eles foram usados para enfraquecer o regime ba’athista

1º de abril de 2003

Oitenta anos depois…
1º de outubro de 2002

Paisagens antes da guerra

Indesejáveis para o regime turco, os curdos são tolerados pelo governo de Teerã (existem 10 milhões no Irã, quase 15% da população do país). Seu sonho é um só: que Bush bombardeie logo o Iraque para poderem voltar para sua terra...

Michel Verrier
1º de outubro de 2002

Palavras-chave no mesmo grupo
[países]

Outros grupos de palavras-chave

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel