Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» A cultura alimentar proibida pela lei

» A sociedade dos afetos regredidos

» UberCapitalismo: a contrarrevolução do século 21

» UberCapitalismo: a contrarrevolução do século 21

» Revolução Russa: mitos, erros e atualidade (1)

» Frugalidade, opção anticapitalista

» Henrique Meirelles e o Consenso de Washington

» Rio Doce, a farsa da “recuperação”

» Boaventura: a ilusória “Desglobalização”

» Boaventura: a ilusória “Desglobalização”

Rede Social


Edição francesa


» L'autre combat des femmes kurdes d'Irak

» Révolte silencieuse pour sauver l'Unesco

» La France condamnée à désarmer

» Ces grandes puissances, obstacles à un monde non nucléaire

» Des champs pétrolifères contestés

» Les frontières incertaines du Kurdistan

» Pour un nouvel ordre économique mondial

» Une voie nouvelle : enrichir la revendication

» En finir avec le franc CFA ?

» Nihilisme et radicalisation


Edição em inglês


» “Tell me how this ends?”

» “Enemy Combatants” again?

» The empire comes home

» The scandal of Pentagon spending

» Autopilot wars

» The Trump presidency

» Trump is in your head

» China's new Silk Road

» Slovakia: severe interregional disparities

» North Korea: a nuclear world


Edição portuguesa


» Ordenar a floresta contra incêndios: não basta a silvicultura

» Os incêndios florestais, mais uma vez

» Edição de Outubro de 2017

» Trabalho à esquerda

» O século de Lenine

» «Nova rota da seda»: um trunfo geopolítico para a Rússia

» Edição de Setembro de 2017

» Blocos de actividades para o Estado e para o mercado

» Donald Trump ultrapassado pelo partido anti-russo

» Edição de Agosto de 2017


Direito à terra

Guaranis: do jejuvy à palavra recuperada

Muito além de mortes banais, os suicídios indígenas em Mato Grosso são também protesto, ritual, performance de uma cultura que sobrevive por um fio muito tênue e belo. Agora, uma campanha nacional quer defender suas terras e matas, seu tempo distinto, sua singularidade possível

Fabiane Borges, Verenilde Santos
17 de fevereiro de 2008

Os novos feudos
Ayesha Siddiqa
14 de janeiro de 2008

Os sem-teto às portas de São Paulo

Após visitar o acampamento do MTST, no Morro do Osso, em Itapecerica da Serra, o repórter francês transmite sua visão sobre a crise habitacional da maior megalópole da América do Sul e a força dos movimentos sociais brasileiros

Phillippe Revelli
12 de novembro de 2007

A contra-reforma agrária egípcia

Mais de meio século depois da “revolução nasserista”, que pôs fim ao “antigo regime” nos campos do Egito, as velhas famílias latifundiárias voltam a gozar seus privilégios, sob os auspícios do neoliberalismo. Mas os camponeses não estão passivos frente a essa escalada

Beshir Sakr, Phanjof Tarcir
15 de outubro de 2007

Viagem à Venezuela indígena

Uma reportagem revela, nas regiões mais remotas do país, os avanços e contradições da política de Hugo Chávez para os índios. Aqui, ao contrário da Bolívia ou Equador, é o Estado que procura assegurar direitos negados há séculos

Alexis Lemoine, Maurice Lemoine
28 de julho de 2007

A revolução agrária bolivariana

Menos de dois anos após a promulgação da Lei das Terras, o governo de Hugo Chávez distribuiu mais de um milhão de hectares de terras improdutivas entre camponeses pobres. Mas os latifundiários reagem: grupos de jagunços, armados, aterrorizam a população

Maurice Lemoine
1º de outubro de 2003

Notas

Palavras-chave no mesmo grupo
[temas permanentes]

Outros grupos de palavras-chave

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel