Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Graeber narra o declínio da Ciência Econômica

» Boaventura: a História absolverá Evo Morales

» Insurgências e reações na América Latina

» A Revolta Latina, a crise dos EUA e a esquerda

» No cinema, o ser fragmentado dos indígenas

» Seriam os neoliberais terraplanistas?

» Paulo Guedes sonha com seu 18 Brumário

» A hegemonia pentecostal no Brasil

» O que muda (para pior) no financiamento do SUS

» Outra Contrarreforma – dessa vez, Administrativa

Rede Social


Edição francesa


» La pêche doit être gérée à l'échelle mondiale

» Le problème juif en Union soviétique

» Le vent s'est levé

» Citoyens, ou... nécessiteux ?

» Une sixième vague

» Retraite à points... de non-retour

» L'offensive libérale contre le monde du travail

» « Donner confiance aux hommes »

» Naissance d'un charisme

» Une nouvelle proie, les télécommunications


Edição em inglês


» Shattering the conspiracy of silence

» This must be called murder

» Bolivia's coup

» Algeria's massive movement for change

» Islamists make common cause with the Hirak

» Grenfell's untold story

» DUP no longer kingmaker

» DUP no longer kingmaker

» Northern Ireland's deep state

» Law's disorder in Nigeria


Edição portuguesa


» Edição de Dezembro de 2019

» Uma fractura social exposta

» «Uma chacina»

» Assinatura de 6 meses: só 18 €

» Golpe de Estado contra Evo Morales

» Será que a esquerda boliviana produziu os seus coveiros?

» A era dos golpes de Estado discretos

» Pequeno manual de desestabilização na Bolívia

» No Brasil, os segredos de um golpe de Estado judiciário

» Edição de Novembro de 2019


agosto 2000


Pokémon

A partir da clonagem da ovelha Dolly, em 1997, todos sabemos que a do homem está ao alcance da proveta. A ciência ultrapassou a ficção, na medida em que ela supera o "método Bokanosky", imaginado por Aldous Huxley em O Admirável Mundo Novo


Ignacio Ramonet

Davos? Não, Porto Alegre...

No ano de 2001, Davos terá um concorrente bastante mais representativo do mundo tal como ele é: o Fórum Social Mundial (FSM), que se reunirá precisamente nas mesmas datas (de 25 a 30 de janeiro) no hemisfério Sul — em Porto Alegre, no Brasil


Ignacio Ramonet

Las Vegas, a capital do pecado

A facilidade com que se pode obter divórcio fez de Las Vegas a capital das uniões e das separações instantâneas. Existem 250 "capelas de casamento" (inclusive algumas "drive in", onde é possível casar-se sem sair do carro)


Ibrahim Warde

A vitrine do capitalismo chinês

Quinta cidade do mundo pela demografia e atividade portuária, Xangai foi eclipsada durante toda a era do maoísmo. Agora, os dirigentes chineses tentam fazer dela uma "cidade global". O que se faz em nome do futuro e sob o signo da desigualdade social


Philip S. Golub

Rumo à globalização?

Opor a razão ao sectarismo implica tomá-lo como uma manifestação social: ele exprime e anestesia as rupturas culturais. Fazer parte de uma ou outra igreja é menos importante que o ambiente do culto onde se encontram adeptos e se cruzam temas místicos


Denis Duclos

O enigmático Hugo Chávez

Gabriel García Márquez viajou de Havana a Caracas com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Durante a conversa, Márquez não reconheceu nele o déspota descrito pelos meios de comunicação, mas ficou na dúvida sobre qual dos dois é o real


Gabriel Garcia Marquez

E se o "bandido" fosse os EUA?

Os Estados Unidos acabam de eliminar de sua linguagem diplomática a expressão "Estado-bandido". Neste texto, Noam Chomsky analisa as maneiras como era aplicado esse conceito por Washington, que reivindicava para si o direito de tomar medidas unilaterais


Noam Chomsky

O que era mesmo o Terceiro Mundo?

A importância e o mérito da invenção do conceito de Terceiro Mundo foram o de lembrar a existência de uma imensa zona do planeta para a qual a questão primordial não era a do alinhamento a um ou a outro dos campos que se defrontavam na guerra fria


Immanuel Wallerstein

Sai a ONU, entra a OMC

A partir de 1989, e devido à hegemonia norte-americana em matéria de segurança, passaram a ser os cálculos de custo-benefício — feitos em Washington — que decidem, em última instância, quem pode matar quem sem riscos de contágio


George Ross

Uma bolha ultranacionalista

O extremismo do ETA — Euzkal Ta Asakatasuna (País Basco e Liberdade) — pode-se explicar por seu isolamento crescente e pelo autismo de sua base social. Mas não deve ser esquecido que eles representam quase 20% da população basca


Cédric Gouverneur

Entre o socialismo e a aldeia global

Fundado em 1921, o kibutz Gan Shmuel enfrenta o dilema de preservar sua identidade, baseada no ideal coletivista e solidário dos pioneiros, ou ceder "ao insuportável crescimento de um individualismo numa sociedade fundada sobre o interesse comum"


Dominique Vidal

Socorro, doutor, não consigo dormir

A Escola do Crime surgiu como necessidade de mercado e para cumprir uma função social. O mercado exige níveis cada vez mais altos na área da delinqüência e a educação criminal é a única que assegura aos jovens um trabalho bem remunerado e permanente


Eduardo Galeano

A origem do mito da Internet

A guerra fria implanta o cenário que antecipa a construção dos conceitos encarregados de anunciar, e mesmo explicar, que a humanidade se encontra no limiar de uma nova era da informação, rumo a um novo universalismo


Armand Mattelart

A euforia cibernética

A Internet não está interessada em permitir aos adversários do neoliberalismo um meio de acesso ao mundo. Embora permita movimentos de contestação — como qualquer outro meio de comunicação — a Internet é um instrumento a serviço da nova ordem global


Serge Halimi

Uma emissora de TV que incomoda

A linha editorial de al-Jazira é tão permissiva que não existe qualquer diretriz no que se refere ao conteúdo dos programas. A ponto de seu principal apresentador dizer: "Aqui, eu abordo temas que nunca esperaria poder abordar quando trabalhava na BBC"


David Hirst

Se o passageiro soubesse...

O acidente ocorrido com o avião Concorde no dia 25 de julho coloca de maneira dramática a questão da segurança no contexto da liberalização do transporte aéreo. Os cortes nas despesas com salários e manutenção explicam a deterioração dos serviços


Bernard Cassen

Os jardins zoológicos humanos

No final do século XIX, não havia um único cidadão francês que não tivesse descoberto uma reconstituição "autêntica" desses ambientes selvagens, povoados de homens e de animais exóticos, entre uma exposição, a missa dominical e o passeio no lago


Nicolas Bancel, Pascal Blanchard, Sandrine Lemaire

A luta contra o alcoolismo

De cinco a seis milhões de pessoas têm problemas relacionados com o álcool, na França. De dois a três milhões, são dependentes. A luta contra problemas relacionados ao álcool custa, à sociedade francesa, cerca de 2,5 bilhões de reais por ano


Patrick Fouilland

O mundo em torno das verdinhas

Quando Selim volta do trabalho, sua filha lhe pergunta se ele ganhou muito dinheiro, seu pai quer saber se depositou sua pensão, sua mulher lhe lembra sem parar de pagar as prestações das compras. O dinheiro acaba alterando o cotidiano de Selim


Gönül Dönmez-Colin

O espelho do mundo atual

Considerada "menor", a ficção científica tem se mostrado mais realista do que a "grande literatura", ao abordar as transformações tecnológicas e sociais causadas pela informática e pela globalização, tornando o controle social ainda mais sofisticado


Valerio Evangelisti

A burguesia, essa desconhecida

O poder da burguesia é o somatório da posse dos meios de produção, de um capital social (relações entre membros da classe), cultural (obras de arte) e simbólico (uma marca de prestígio ou a companhia de alguém de alta reputação)


Alain Bihr

Esperanças traídas

El Maleh não se propõe a pintar um afresco histórico de seu país a partir da exposição lógica ou cronológica dos fatos, mas a falar de poesia. Suas lembranças misturam-se e ele joga com a imaginação e a força da linguagem


Juan Goytisolo

Um grande desencanto

A utopia política do "mundo melhor" apagou-se em silêncio depois de massacres, deportações e campos de concentração. Vanguardas revolucionárias caíram no descrédito e o homem "regenerado", "purificado", não viu o dia senão em detestáveis caricaturas


Henri Madelin

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos