Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Para compreender a “Améfrica” e o “pretuguês”

» O sofisticado descolonialismo de Roberto Retamar

» A era dos eleitores cínicos

» Pós-capitalismo na era do algoritmo (final)

» Contingenciamentos: a barbárie nos números

» O horror como mera constatação

» João Gilberto pra acabar com a apatia

» Boaventura: Descolonizar o saber e o poder

» Morte e gozo sobre rodas

» Morte e gozo sobre rodas

Rede Social


Edição francesa


» Quand l'Espagne révolutionnaire vivait en anarchie

» Il y a soixante ans, l'aube de la guerre d'Espagne

» Mourir pour des images

» L'évêque aux côtés des tueurs

» Quand les intellectuels s'enflammaient pour une cause…

» La France favorable à un système international de gérance

» Les savants, le public et la sonde Rosetta

» Les mondes perdus de l'anticipation française

» L'ordre mondial selon John Maynard Keynes

» L'offensive des intellectuels en Iran


Edição em inglês


» Voting advice applications in Ukraine

» July: the longer view

» An interview with Franco ‘Bifo' Berardi

» Learning the lessons of the Arab Spring

» May 2019 parliamentary election

» A religious map of India

» Universal access to care

» Benin's fight against tuberculosis

» Towards an equal and healthy Africa

» Ivorians mobilise against AIDS


Edição portuguesa


» Edição de Julho de 2019

» Inconsistências (ou o sono da razão?)

» Comércio livre ou ecologia!

» Edição de Junho de 2019

» As pertenças colectivas e as suas conquistas

» A arte da provocação

» 20 Anos | 20% desconto

» EUROPA: As CaUsas das Esquerdas

» Edição de Maio de 2019

» Os professores no muro europeu


setembro 2001


Como a paz foi perdida

Taba, estação balneária no Golfo de Aqaba, início de 2001. Representantes israelenses e palestinos estão reunidos desde 21 de janeiro, para tentar “salvar a paz”. Um documento, “explosivo”, da delegação israelense, abre caminho para o conseguir


Alain Gresh

A cor do dinheiro

Uma família afro-americana média, com uma renda anual de até 15 mil dólares, dispõe de uma riqueza líquida de zero, enquanto uma família branca que percebe os mesmos rendimentos detém uma riqueza líquida da ordem de 10 mil dólares


Dalton Conley

O adversário

Os atentados de 11 de setembro devolveram à direita norte-americana – os assessores mais próximos de Bush – um importante dado estratégico de que os havia privado o colapso da União Soviética, há dez anos: um adversário. Finalmente!


Ignacio Ramonet

Como a paz foi perdida

Taba, estação balneária no Golfo de Aqaba, início de 2001. Representantes israelenses e palestinos estão reunidos desde 21 de janeiro, para tentar “salvar a paz”. Um documento, “explosivo”, da delegação israelense, abre caminho para o conseguir


Alain Gresh

Documento de Taba

Texto, não oficial, apresentado pela delegação israelense no encontro de Taba, em 23 de janeiro de 2001. O documento, que foi divulgado pela delegação palestina, é uma resposta privada ao texto sobre refugiados palestinos de 22 de janeiro de 2001.


O novo xadrez no Oriente Médio

Uma visão reveladora da corrente política e social que se denomina “islamita”, e de que o Hamas é a expressão palestina, é a de que o que pode mobilizar o mundo árabe e muçulmano é a religião, e não as “revoluções”


Paul-Marie de La Gorce

Na pista dos bem-nascidos

Malditas as tradições sindicais e a memória coletiva! Criticando a nostalgia do passado de seus empregados, que colocava em risco a empresa, o duque de Brissac escreveu: “Eles são sedentários e ficam grudados no lugar, como o marisco na pedra...”


Michel Pinçon , Monique Pinçon-Charlot

Quem são eles?

A riqueza econômica é profissional e patrimonial, em proporções variáveis. Ela é composta pelos bens que representam o capital empresarial (imóveis, ações) e pelos bens familiares (propriedades, obras de arte, veleiros...)


Michel Pinçon , Monique Pinçon-Charlot

A família Seillière

A amizade prolonga-se por alianças matrimoniais. Irmãs Demachy casaram-se com irmãos Seillière. De um dos casamentos, nasceu Jean Seillière, que se casou com Renée de Wendel. As grandes famílias são um pequeno mundo onde a teia de alianças é rigorosa


Michel Pinçon , Monique Pinçon-Charlot

As jornadas de iniciação

As crianças aprendem que a cultura é um elemento inseparável de suas vidas, que perpassa as relações de amizade, que suas famílias são sempre acolhidas com a maior deferência, que existe uma afinidade profunda entre o seu dia-a-dia e o da cultura


Michel Pinçon , Monique Pinçon-Charlot

“Como gastar?”

Um suplemento mensal do jornal Financial Times, com o sugestivo nome de How to Spend It (Como gastar), resolveu, finalmente, um problema existencial que angustiava boa parte dos milionários: como gastar o dinheiro...


Serge Halimi

As desigualdades de renda

A volta de grandes patrimônios no início do século XXI, a um nível comparável àqueles do início do século XX, é facilitada pela redução generalizada dos impostos sobre rendas mais elevadas


Thomas Piketty

A febre e o termômetro

Longe de ser fruto do acaso ou da negligência administrativa, o empobrecimento estatístico comprova, na realidade, uma profunda transformação da demanda social para conhecer os números da desigualdade


Thomas Piketty

“A parte do leão”

Dirigentes políticos ocidentais dão a entender que a liberalização do mercado de capitais teve por objetivo irrigar os países do Terceiro Mundo com prosperidade e alegria. Segundo o FMI, essa irrigação é dirigida para os Estados Unidos


Serge Halimi

Os paradoxos das finanças islâmicas

A exemplo do Citibank, que abriu em 1996 sua filial islâmica no emirado de Bahrein, a maioria dos bancos ocidentais está empenhada nesse tipo de atividade, sob a forma de filiais ou “guichês islâmicos” Há até um “índice Dow Jones do mercado islâmico”


Ibrahim Warde

Por um projeto popular coletivo

Mesmo sem apoio popular, a Comissão Européia extrapola a legitimidade que lhe conferem os tratados e aciona um gigantesco arsenal legislativo, produzido por quase meio século de construção européia e conhecido pelo nome de “aquisição comunitária”


Bernard Cassen

O que é o Parlamento Europeu?

O Parlamento não pode redigir e adotar por si próprio um decreto ou uma proposta. Seu poder de veto não se aplica à política agrícola comum, à política fiscal, econômica ou monetária. Por outro lado, aplica-se a certos dispositivos na área social


Bernard Cassen

A caminho da refundação?

Na ausência de um projeto europeu alternativo, as posições se cristalizam: alguns, como os Verdes, defendem uma “federação”; outros, como os alemães, são favoráveis a uma “Constituição” européia, transformando a União num Estado...


Anne-Cécile Robert

O álibi de Bruxelas...

Existe uma visão, muito difundida, segundo a qual seria a Comissão Européia – a tecnocracia de Bruxelas, sob a influência dos lobbies econômicos e fora do controle dos Estados – que dirigiria a União Européia. Essa visão é falsa


Yves Salesse

Entre o orgulho e o tédio

Sem ter que se submeter aos ajustes estruturais impostos a tantos outros países, Cuba encontrou os meios de sobreviver e reativar sua economia. Um novo ciclo de crescimento permitiu que o PIB aumentasse 5,6% no ano 2000


Françoise Barthélemy

O eterno pomo da discórdia

No estreito de Nemuro, onde poucos quilômetros separam a Rússia do arquipélago japonês, cerca de 30 ilhas – as Kurilas do Sul – são objeto de um interminável litígio entre os dois países. Que vem desde o final da guerra, 1945...


Guy-Pierre Chomette

Uma conquista do Exército Vermelho

A 18 de agosto de 1945, três dias após a capitulação do Japão, Stalin envia o Exército Vermelho à conquista do arquipélago. Em menos de três semanas, e sem encontrar qualquer resistência, os soviéticos anexam, uma a uma, todas as ilhas


Guy-Pierre Chomette

Os clandestinos do Sahel

Cento e quarenta imigrantes clandestinos africanos encontrados mortos no deserto de Tenerê, ao tentarem chegar à Líbia, de caminhão. Dezenas de milhares atravessam o deserto para chegar à Líbia ou à Argélia, porta para o Ocidente. Muitos perdem a vida


Ali Bensaad

Quem são os “sem religião”?

Uma mudança fundamental ocorre na sociedade francesa: metade das pessoas declara não pertencer a qualquer tipo de religião. E por que esses “sem religião” subitamente deixaram de se identificar com as instituições religiosas existentes?


A Igreja na contramão

A encíclica Humanae Vitae foi redigida com o objetivo de aceitar a contracepção. Mas Paulo VI, aconselhado por um certo Karol Wojtyla, condenou a contracepção que não fosse natural. E a Igreja entrou na contramão de uma sociedade em busca da liberdade


Dominique Vidal

Pelo fim dos direitos autorais

É legítimo que os artistas recebam uma remuneração justa por seu trabalho. Mas os direitos autorais, que, aparentemente, seriam uma de suas principais fontes de renda, vêm se tornando um dos produtos mais comerciais do século XXI


Joost Smiers

A hora do livre-comércio

De maneira premonitória, desde o fim da década de 1920, o italiano Antonio Gramsci vê no progresso dessas técnicas de gestão da cultura um projeto de reestruturação global das relações sociais, que denomina “americanismo”


Armand Mattelart

Uma “modernização” liberal

Um documento da Comissão Européia, datado de 1977, define o “setor cultural” como “o conjunto sócio-econômico formado pelas pessoas e empresas que se dedicam à produção e à distribuição de bens e serviços culturais”


Armand Mattelart

A volta do Judeu Süss

Um canal de televisão francês (Arte) apresenta em setembro uma noite de debates sobre cineasta alemão Veit Harlan, com um documentário sobre o diretor de “O judeu Süss”. O filme serviu de apelo ao ódio racial contra os judeus na década de 40


Lionel Richard

Os limites da justiça internacional

A lentidão do movimento por um direito internacional só permite punir uma ínfima parte dos crimes que são objeto de reivindicação de justiça pela consciência humana. Por isso, as vítimas apelam para jurisdições de âmbito nacional


Monique Chemillier-Gendreau

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos