Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Seriam os QR Codes microespiões do capital?

» A complexa relação entre o neoliberalismo e a dor

» Boaventura: o poder cru e o poder cozido

» Mulheres com um jeito vagalume de ser

» 21 de outubro de 2021

» Para desvendar as lógicas do capital e da guerra

» Teatro Oficina reabre em celebração de reexistência

» Cinema: o que não perder no grande festival

» 20 de outubro de 2021

» Como narrei a ditadura brasileira

Rede Social


Edição francesa


» Trompeuses métaphores du cancer

» Etes-vous heureux, ravi ou enchanté de travailler dans un institut de sondage ?

» « Le Monde diplomatique » en Algérie

» Infernal manège des sondages

» Droit du travail : vers des « jugements automatiques »

» Mes vacances en Terre sainte

» Les bonnes recettes de la télé-réalité

» Mme Michèle Alliot-Marie emportée par la foule

» Jusqu'où obéir à la loi ?

» Ces « traîtres » qui sauvèrent l'honneur de la France


Edição em inglês


» ‘Le Monde diplomatique' in Algeria

» Millennial Schmäh

» UK: what happened to the right to food?

» Taiwan at the heart of the US-China conflict

» October: the longer view

» What do we produce, and why?

» Hunger in France's land of plenty

» In search of a good food deal

» Georgia's love-hate affair with Russia

» Latin America faces tough choices


Edição portuguesa


» Edição de Outubro de 2021

» Um império que não desarma

» Convergir para fazer que escolhas?

» O mundo em mutação e o Estado - em crise?

» Edição de Setembro de 2021

» Transformação e resiliência

» O caminho de Cabul

» Edição de Agosto de 2021

» Ditadura digital

» Desigualdades digitais


julho 2006


Sem guerra?

O confronto entre Estados Unidos e Irã, relativo ao enriquecimento de urânio, viveu em junho uma reviravolta positiva. É possível, agora, esperar uma saída sem conflito. Por que a Casa Branca recuou?


Ignacio Ramonet

A Ásia teme as mulheres

Como se espalharam, na maior parte do continente, valores, preconceitos e políticas que reduzem o nascimento de meninas e elevam sua mortalidade. Qual a relação entre falta de mulheres e coisificação do sexo feminino. Que medidas procuram enfrentar o problema


Isabelle Attané

Desiguais diante da morte

Em todo o mundo, a expectativa de vida das mulheres supera a dos homens, por razões genéticas, sócio-culturais e comportamentais. Na Ásia é diferente...


Isabelle Attané

Os números do preconceito

A discriminação demográfica contra as mulheres já se reflete tanto na composição das populações asiáticas quanto no perfil de novos nascimentos


Os esquecidos da História

Vítimas, no passado, de massacres como o de Sabra e Chatila, mais de 400 mil palestinos continuam vivendo no Líbano – a metade em campos de refugiados. Além da pobreza e precariedade, defrontam-se com um processo “de paz” que os exclui politicamente


Marina da Silva

A Líbia se reencontra com o mundo

Depois de um isolamento de dez anos, o país do general Kadhafi se abre aos produtos importados, à TV via satélite e à internet. Mas mantém um sistema redistributivo avançado, direitos femininos incomuns no mundo árabe e um governo quase sem oposição


Helen de Guerlache

Em busca de um novo sistema político

A abertura da Líbia ao mundo ainda não se traduziu em construção de uma vida democrática. O espaço da sociedade civil ainda é muito limitado. Mas há sinais animadores


Helen de Guerlache

A terceira pilhagem do Congo

Marcadas para 30 de julho, as eleições gerais poderiam selar o fim das guerras civis e a reconstituição do Estado nacional. Mas a exuberância das riquezas minerais atrai empresas que pressionam por lucros máximos e responsabilidade zero


Colette Braeckman

Uma estranha força “de apoio”

Que interesses teriam levado a União Européia a enviar dois mil soldados à África, em missão supostamente destinada a “garantir as eleições” congolesas


Raf Custers

O difícil caminho para a paz

Após a independência, e o assassinato de Patrice Lumumba, uma sucessão de ditadores e guerras. Com a União Nacional e a Constituição, haverá, agora, esperança?


A voz pálida da França

Análise da mudança silenciosa, porém muito preocupante, da diplomacia de Paris. Uma reaproximação com Washington, e uma atitude hostil ao Islã, podem reforçar o risco de uma confrontação entre Ocidente e mundo árabe


Alain Gresh

Concorrência: lei ou mito?

O pensamento neoliberal apóia-se, em essência, na idéia de que os seres humanos produzem grandes obras coletivas, quando estão livres para agir em favor de seus interesses egoístas. Esta hipótese tem base científica? Ou é simplesmente um dogma?


Jacques Sapir

Transgênicos contra a malária?

Visto com entusiasmo nos anos 90, o desenvolvimento de mosquitos resistentes ao parasita que provoca o impaludismo empacou. Além de entender os problemas científicos, é útil questionar a idéia de que os grandes problemas de Saúde exigem soluções «de ponta»


Christophe Boëte

Os herdeiros do DDT

A pretexto da luta contra a malária, um pequeno grupo de cientistas, apoiado por transnacionais e à frente de ONGs de mercado, procura reabilitar um inseticida para o qual existem, há muito, alternativas ambientalmente corretas


Philippe Rivière

Em nome da Natureza...

Sob o rótulo fraudulento de “turismo ecológico”, três mega-projetos ameaçam transformar sítios arqueológicos e santuários naturais do México e América Central em parques temáticos para turistas milionários


Anne Vigna

Viajar, conhecer e preservar

O que é o “turismo comunitário” e como ele permite conhecer novas partes do planeta, mantendo contato com os habitantes do local e participando da preservação de sua cultura e ambiente


Anne Vigna

Quando os Estados Unidos foram nazistas

Em Complô contra a América o escritor norte-americano Philip Roth revela o lado fascista de seu país. Num romance que é bem mais que ficção política, ele imagina o que teria acontecido se os EUA tivessem se aliado a Hitler em 1940...


Guy Scarpetta

Elogio da Gratuidade

Deturpado pelo marketing, ou visto como sinal de populismo, o ato de oferecer sem exigir contrapartida financeira continua ocupando lugar central na existência humana. E é pista para transformações radicais da sociedade


Jean-Louis Sagot-Duvaroux

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos