Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Gilvan, trabalho e sono no capitalismo periférico

» Por um imposto global sobre as transnacionais

» As eleições 2020 na encruzilhada brasileira

» Cinema: Os últimos soldados da Guerra Fria

» A eleição mais árdua de Evo Morales

» Reviravolta no Oriente Médio: os curdos podem resistir

» Atualismo: assim percebemos o tempo no século XXI

» Porto ameaça cartão-postal amazônico

» Banco Mundial, parceiro de maldades de Bolsonaro

» Por que os EUA traíram a guerrilha curda

Rede Social


Edição francesa


» Un journalisme de racolage

» Une Europe des citoyens

» Ces dures grèves des ouvriers américains

» 17 octobre 1961 : rendez-vous avec la barbarie

» La gauche dans son ghetto, la droite à la radio

» Les médias américains délaissent le monde

» Fruits et légumes au goût amer

» La Bolivie dans l'étau du néolibéralisme

» La crise suscite de sérieux remous en Irak et relance la guerre froide en Proche-Orient

» Les rivalités entre Washington, Moscou et Pékin


Edição em inglês


» Iraq's demographic time bomb

» October: the longer view

» Socialism resurgent?

» Power to decide who's guilty

» East Germany's loyal returnees

» Ankara realpolitik

» South Africa's lands must be shared

» Turkey's rival Islamists

» Argentina's unlikely presidential duo

» Reversing the polarities


Edição portuguesa


» A crise catalã nasceu em Madrid

» Quantas divisões há entre os curdos?

» Edição de Outubro de 2019

» Estabilidade para quem?

» Washington contra Pequim

» Edição de Setembro de 2019

» Portugal não pode parar?

» Quem elegeu Ursula von der Leyen?

» Edição de Agosto de 2019

» Plural e vinculado à esquerda


LIVROS

Balada irlandesa

Imprimir
enviar por email

Ler Comentários
Compartilhe

Você sabia que as intervenções públicas de Gerry Adams divulgadas pela televisão inglesa eram sistematicamente dubladas, no estúdio, pela voz de um ator? Talvez seja por isso que ele chama a política britânica de obscena

Bruno Fouchereau, Bruno Rochette - (12/09/2000)

O presidente do movimento nacionalista irlandês é bem conhecido. Um corpo armado de uma cabeça, olhos de gato numa redoma, uma barba bem cuidada. E a paciência de um combatente. Também é bem conhecido seu papel de protagonista principal no projeto do processo de reunificação da Irlanda. Assim como a aversão que tinham por ele os ingleses — tanto políticos como jornalistas: você sabia que suas intervenções públicas, divulgadas pela televisão britânica, eram sistematicamente dubladas, no estúdio, pela voz de um ator? Um documentário filmado em 1997 por Arthur Mac Caig (que passou no canal Arte, na França, em 28 de maio de 1998) mostrava o fato. E o ex-companheiro de cela de Bobby Sands (que morreu no dia 5 de maio de 1981, após 66 dias de greve de fome, e foi enterrado no cemitério católico de Milltown, em Belfast Ocidental, ao lado de dez de seus camaradas) não deixa barato, quando denuncia a obscenidade da política britânica com relação à Irlanda. Esta antologia de contos, lançada agora na França, irá permitir a muita gente — embora ele já tenha uma obra importante — descobrir o escritor Gerry Adams.

A guerra civil e "a outra guerra"

Foram as primeiras grandes passeatas de protesto, organizadas em 1968 e 1969 pela Associação pelos Direitos Civis da Irlanda do Norte — da qual Gerry Adams, presidente do Sinn Fein e nascido em Belfast, em 1949, é membro até hoje — que marcaram, na opinião da minoria católica nacionalista, "o começo do fim" de uma ordem injusta das coisas. Isso porque remeteram à velha situação de um povo sujeito à coroa da Inglaterra, que teve suas terras ocupadas e foi dominado por quatrocentos anos pelos "herdeiros da evicção". Em seu primeiro conto ("A guerra civil"), Willie Shannon e sua irmã Catherine — inofensivos aposentados que vivem sob o mesmo teto, ambos solteiros, e guardam secretamente suas histórias de amores perdidos — descobrem pela televisão, durante um passeio que fazem a Roma, as imagens das primeiras passeatas em Derry e os incidentes que se seguiram. A guerra civil será aquela que, pouco a pouco, irmão e irmã irão travar um contra o outro, quando voltarem a Belfast — paralela à outra guerra. Esse conto ilustra maravilhosamente o clima sutil, insinuante, em que se desenrola o enredo do livro.

Um passado que não se decide a passar

"Uma boa confissão" remete ao debate que agitou a Igreja católica irlandesa e seus fiéis por ocasião do atentado de Enniskillen (novembro de 1987), que provocou onze mortes e feriu mais de 60 pessoas, todas protestantes. Em "Os exilados", Adams lembra que a Irlanda inundou o mundo com o dobro de sua atual população e que a emigração permanece, como uma sombra, na alma de cada irlandês. Já em "Vovó Harbison", a personagem tenta poupar seu neto dos dissabores que passou com soldados britânicos.

William B. Yeats (1865-1939) dizia que na Irlanda havia demasiado ódio para tão pouco espaço — e a vida de cada irlandês estava mutilada para sempre. E acrescentava: "Após minha permanência em minha mãe, fiquei com o coração fanático." No conto "As montanhas de Mourne", Gerry Adams nos aproxima da "prostituta de fronteira", que revela o lado humano através da curta passagem de dois homens — um "papista" e o outro "orangista" — por ocasião do Natal de 1969. Lutadores pela liberdade de sua terra, mas pouco livres, politicamente. O que não deixa de ser um sinal. Uma semana longe da confusão e da tensão de Belfast e um encontro fundamental num pub do condado de Down irá conduzi-los, a ambos, ao dito "vale do silêncio"... Ou, como trinta anos (1968-1998) se irão revelar cruelmente necessários para esgotar o sentido nominal do lugar. Ainda que seja necessário um longo tempo para que terminem os depoimentos residuais sobre um passado que não se decide a passar.

A antologia, composta de dezoito contos — todos eles delicados e nem todos de caráter político — foi publicada por uma editora basca recentemente criada.

Gerry Adams, A Rua e outros contos , ed. Gatuzain, Baiona, 2000, 183 páginas.

Traduzido por Jô Amado.




Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos