Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Para compreender a “Améfrica” e o “pretuguês”

» O sofisticado descolonialismo de Roberto Retamar

» A era dos eleitores cínicos

» Pós-capitalismo na era do algoritmo (final)

» Contingenciamentos: a barbárie nos números

» O horror como mera constatação

» João Gilberto pra acabar com a apatia

» Boaventura: Descolonizar o saber e o poder

» Morte e gozo sobre rodas

» Morte e gozo sobre rodas

Rede Social


Edição francesa


» Quand l'Espagne révolutionnaire vivait en anarchie

» Il y a soixante ans, l'aube de la guerre d'Espagne

» Mourir pour des images

» L'évêque aux côtés des tueurs

» Quand les intellectuels s'enflammaient pour une cause…

» La France favorable à un système international de gérance

» Les savants, le public et la sonde Rosetta

» Les mondes perdus de l'anticipation française

» L'ordre mondial selon John Maynard Keynes

» L'offensive des intellectuels en Iran


Edição em inglês


» Voting advice applications in Ukraine

» July: the longer view

» An interview with Franco ‘Bifo' Berardi

» Learning the lessons of the Arab Spring

» May 2019 parliamentary election

» A religious map of India

» Universal access to care

» Benin's fight against tuberculosis

» Towards an equal and healthy Africa

» Ivorians mobilise against AIDS


Edição portuguesa


» Edição de Julho de 2019

» Inconsistências (ou o sono da razão?)

» Comércio livre ou ecologia!

» Edição de Junho de 2019

» As pertenças colectivas e as suas conquistas

» A arte da provocação

» 20 Anos | 20% desconto

» EUROPA: As CaUsas das Esquerdas

» Edição de Maio de 2019

» Os professores no muro europeu


CARTA AO LEITOR

Para outra política, outro jornalismo

Imprimir
Enviar

Ler Comentários
Compartilhe

(18/06/2001)

Car@ amig@:

Dois objetivos editoriais orientarão o Caderno Brasil do Le Monde Diplomatique, a ser lançado, na internet, em setembro. Examinar em profundidade os grandes temas nacionais e internacionais, oferecendo informações e análises não-convencionais a quem procura construir novos futuros. Ao mesmo tempo, tornar visíveis as ações transformadoras já em curso – em especial as que procuram afirmar a autonomia da sociedade frente aos mercados e às formas tradicionais de política. Os jornais são cada vez mais incapazes de enxergar e reportar estas ações. Estão presos a uma concepção segundo a qual política é apenas a disputa pelos aparelhos de Estado, e democracia resume-se a digitar números, de tempos em tempos, nas urnas eletrônicas da Justiça Eleitoral.

Um ensaio-reportagem publicado 18 de agosto em nosso espaço na internet é um primeiro sinal do que será o esforço do Caderno. O assunto é Nossa São Paulo / Outra Cidade, um movimento em rede que propõe transformar a maior metrópole do país – e já reúne centenas de pessoas e dezenas de organizações. Descrevemos suas características inovadoras. Reportamos os preparativos para o Dia Mundial sem Carros, que será sua primeira ação de grande visibilidade. Discutimos possíveis lacunas. Você confere o resultado aqui.

Poucos dias depois de chegar às bancas, em formato papel, Le Monde Diplomatique Brasil lança nova iniciativa editorial. Já pode ser encontrado nas livrarias, ou encomendado por Internet, Alternativas ao Aquecimento Global, primeiro de uma série de livros de bolso temáticos. Em 132 páginas e sete artigos, a obra propõe, para uma das questões mais decisivas de nossa época, uma nova abordagem. Sugere que é perfeitamente possível evitar a catástrofe climática – mas é preciso, para tanto, superar as lógicas sociais capitalistas em que estamos mergulhados. Está no ar a resenha de apresentação do livro.

Com o lançamento da edição impressa, há algumas novidades no fluxo de publicação, na internet, do material francês do Le Monde Diplomatique. Alguns dos textos mais relevantes estarão disponíveis simultaneamente, em papel e na web. Os demais irão ao ar, no ciberespaço, trinta dias depois das bancas. Na edição de agosto, selecionamos quatro artigos. “Muçulmanos contra a Al-Qaeda”, retrata a crescente oposição que os seguidores de Bin Laden enfrentam no mundo árabe – inclusive por parte de organizações armadas. Um boxe destaca o takfirismo, ideologia messiânica ultra-fundamentalista que é cada vez mais influente na rede terrorista, e justifica atacar prioritariamente grupos islâmicos “impuros”.

“As novas armas biológicas” relembra que a tecnologia pode produzir surpresas terríveis. A partir de um relatório da Associação Médica Britânica, o texto alerta que indústrias e governos planejam explorar os avanços da genômica e da biologia para desenvolver fármacos que provocam colapso dos processos vitais — ou produzem soldados sem medo e sem memória. Por fim, uma provocação. Em “Sadismo rima com capitalismo”, Patrick Vassort sugere que Os 120 dias de Sodoma, pode ser uma metáfora da racionalidade, dessensibilização, hierarquia e prazeres impossíveis que caracterizam as sociedades dominadas por mercados.

Continuam disponíveis, na internet, os mais de 1800 textos publicados por Le Monde Diplomatique no Brasil desde 1999. Estão reunidos numa Biblioteca e organizados em mais de 500 temas. Ótima leitura!




Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos