'Enviar matéria', 'envoyer' => 'Enviar', 'reference_de' => 'a referência de', 'par_courriel' => 'por email', 'a_destination' => 'Enviar para:', 'donnees_optionnelles' => 'Dados opcionais', 'separe_virgule' => 'separe com vírgulas se escrever mais de um', 'sujet' => 'Assunto', 'titre_vouloir' => 'Título da mensagem', 'nom' => 'Seu nome', 'adresse' => 'Seu e-mail', 'texte' => 'Texto que irá junto com a mensagem', 'envoi' => 'Enviar', 'annuler' => 'Cancelar', 'enviar_title' => 'Enviar referência deste documento por email', 'enviar_por_email' => 'Enviar', 'referencia' => 'A referencia de', 'enviado' => 'foi enviado a:', 'sentimos' => 'Sentimos muito', 'problema' => 'Houve um problema e não se pôde enviar a mensagem', 'hola' => 'Olá. Talvez esta informação possa lhe interessar.', 'leer' => 'Leia mais...', 'enviado_por' => 'Enviado por: ', 'direction' => 'mas sem um endereço eletrônico válido', 'podemos' => 'não podemos enviar a mensagem', 'fermer' => 'fechar', 'documento' => 'Olá. Talvez este documento de', 'interesar' => 'possa lhe interessar.', 'descargarte' => 'Na página web poderá fazer o download de:', 'source' => 'fonte', ); ?> 'Envoyer l\'article', 'envoyer' => 'Envoyer', 'reference_de' => 'la référence de', 'par_courriel' => 'par courrier électronique', 'a_destination' => 'Envoyer á l\'adresse:', 'donnees_optionnelles' => 'Données optionnelles', 'separe_virgule' => 'séparer les adresses par des virgules si vous écrivez á plusieurs personnes', 'sujet' => 'Sujet', 'titre_vouloir' => 'Titre du message', 'nom' => 'Nom', 'adresse' => 'Adresse mail', 'texte' => 'Vous pouvez ajouter un texte', 'envoi' => 'Envoyer', 'annuler' => 'Annuler', 'enviar_title' => 'envoyer l\'article par mail', 'enviar_por_email' => 'envoyer par mail', 'referencia' => 'La référence de ', 'enviado' => 'a été envoyé à:', 'sentimos' => 'désolé', 'problema' => 'Il y a eu un problème et le courrier n\'a pas pu être envoyé', 'hola' => 'Salut. Cet article t\'interéssera peut-être ', 'leer' => 'Lire la suite...', 'enviado_por' => 'Envoyer par : ', 'direction' => 'mais sans une adresse de courrier électronique valable', 'podemos' => 'nous ne pouvons pas envoyer le message', 'fermer' => 'fermer', 'documento' => 'Salut, les documents de', 'interesar' => 'pourraient t\'intéresser', 'descargarte' => 'Si vous visitez le site vous pourrez télécharger les documents suivants :', 'source' => 'Source', ); ?> 'Enviar matéria', 'envoyer' => 'Enviar', 'reference_de' => 'a referência de', 'par_courriel' => 'por email', 'a_destination' => 'Enviar para:', 'donnees_optionnelles' => 'Dados opcionais', 'separe_virgule' => 'separe com vírgulas se escrever mais de um', 'sujet' => 'Assunto', 'titre_vouloir' => 'Título da mensagem', 'nom' => 'Seu nome', 'adresse' => 'Seu e-mail', 'texte' => 'Texto que irá junto com a mensagem', 'envoi' => 'Enviar', 'annuler' => 'Cancelar', 'enviar_title' => 'Enviar referência deste documento por email', 'enviar_por_email' => 'Enviar', 'referencia' => 'A referencia de', 'enviado' => 'foi enviado a:', 'sentimos' => 'Sentimos muito', 'problema' => 'Houve um problema e não se pôde enviar a mensagem', 'hola' => 'Olá. Talvez esta informação possa lhe interessar.', 'leer' => 'Leia mais...', 'enviado_por' => 'Enviado por: ', 'direction' => 'mas sem um endereço eletrônico válido', 'podemos' => 'não podemos enviar a mensagem', 'fermer' => 'fechar', 'documento' => 'Olá. Talvez este documento de', 'interesar' => 'possa lhe interessar.', 'descargarte' => 'Na página web poderá fazer o download de:', 'source' => 'fonte', ); ?> 'Envoyer l\'article', 'envoyer' => 'Envoyer', 'reference_de' => 'la référence de', 'par_courriel' => 'par courrier électronique', 'a_destination' => 'Envoyer á l\'adresse:', 'donnees_optionnelles' => 'Données optionnelles', 'separe_virgule' => 'séparer les adresses par des virgules si vous écrivez á plusieurs personnes', 'sujet' => 'Sujet', 'titre_vouloir' => 'Titre du message', 'nom' => 'Nom', 'adresse' => 'Adresse mail', 'texte' => 'Vous pouvez ajouter un texte', 'envoi' => 'Envoyer', 'annuler' => 'Annuler', 'enviar_title' => 'envoyer l\'article par mail', 'enviar_por_email' => 'envoyer par mail', 'referencia' => 'La référence de ', 'enviado' => 'a été envoyé à:', 'sentimos' => 'désolé', 'problema' => 'Il y a eu un problème et le courrier n\'a pas pu être envoyé', 'hola' => 'Salut. Cet article t\'interéssera peut-être ', 'leer' => 'Lire la suite...', 'enviado_por' => 'Envoyer par : ', 'direction' => 'mais sans une adresse de courrier électronique valable', 'podemos' => 'nous ne pouvons pas envoyer le message', 'fermer' => 'fermer', 'documento' => 'Salut, les documents de', 'interesar' => 'pourraient t\'intéresser', 'descargarte' => 'Si vous visitez le site vous pourrez télécharger les documents suivants :', 'source' => 'Source', ); ?> Diplô - Biblioteca: Sofrimento de pensadores alemães
Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Chile conquista Constituinte – mas qual?

» O peculiar totalitarismo do século XXI

» Quem poderá salvar Veneza?

» Bolívia: não despreze a resistência

» O adereço de Guedes e o sentido do governo

» O Chile Rebelde quer ir além

» É possível pensar o Brasil após o neoliberalismo?

» América Latina: Povo sem pernas, mas que caminha

» Cinema: Entre a cruz e o maracatu rural

» Atingida por barragem e acossada pelos poderosos

Rede Social


Edição francesa


» Séisme sur les retraites en Argentine et au Chili

» Ce nouveau parti qui bouscule le paysage politique allemand

» La figure imposée du dernier poilu

» Les dossiers enterrés de Tchernobyl

» Une femme à la barre de l'Argentine

» La Chine au miroir de l'Occident

» « Choc des civilisations », à l'origine d'un concept

» Les Allemands de l'Est saisis par l'Ostalgie

» A Berlin, le face-à-face des intellectuels de l'Est et de l'Ouest

» Réveil politique à l'Est


Edição em inglês


» The fall of liberal triumphalism

» Sarah Seo on Americans, their cars and the law

» November: the longer view

» Ibrahim Warde on the rise and fall of Abraaj

» Fighting ISIS: why soft power still matters

» Life as a company troll

» The imperial magazine

» Setting Socrates against Confucius

» Price of freedom on the road

» Global business of bytes


Edição portuguesa


» Golpe de Estado contra Evo Morales

» Será que a esquerda boliviana produziu os seus coveiros?

» A era dos golpes de Estado discretos

» Pequeno manual de desestabilização na Bolívia

» No Brasil, os segredos de um golpe de Estado judiciário

» Edição de Novembro de 2019

» Sempre uma coisa defronte da outra

» OTAN: até quando?

» Alojamento local-global: especulação imobiliária e desalojamento

» Rumo a uma governança participativa da vida nocturna de Lisboa


LIVROS

Sofrimento de pensadores alemães

Imprimir
enviar por email

Ler Comentários
Compartilhe

Dois livros – da mesma natureza, ou seja, “livros-depoimento” –lançados simultaneamente, ilustram a separação profundamente provocada pelas rupturas do século XX na escola filosófica alemã

Sylvie Braibant - (01/08/2001)

A tão prolífica filosofia alemã do século passado organizou-se essencialmente em torno de duas correntes: de um lado a ontologia de Martin Heidegger, e do outro, a Escola de Frankfurt, de inspiração marxista, impulsionada por Theodor Adorno e Max Horckheimer. Entre as duas, e por muitas décadas, reinou uma antipatia tingida pelo desprezo e o ódio. Os dois livros – da mesma natureza, ou seja, “livros-depoimento” – agora lançados simultaneamente ilustram muito bem a separação profundamente provocada pelas rupturas do século1.

A correspondência entre Hannah Arendt e Martin Heidegger contém “lacunas”, ligadas à história política alemã, e os imprevistos de uma relação tortuosa

A leitura da coletânea de cartas entre Martin Heidegger e Hannah Arendt impõe uma primeira constatação: esta correspondência entre dois dos maiores pensadores do século, que abrange cinqüenta anos, é parcial é fragmentada, o que, infelizmente, no decorrer de uma edição cronológica, nem sempre fica evidente. As numerosas “lacunas” ligadas à história política da Alemanha, e também, sem dúvida, os imprevistos de uma relação tortuosa, têm quase tanta importância quanto as “presenças”. E também parcial, pois muitas das cartas de Hannah Arendt não respondem às de Martin Heidegger. Será que o iniciador do existencialismo, voluntariamente, não conservou esses documentos por medo, ou negligência, por estar demasiado preocupado em produzir sua obra? Essa desigualdade, que também revela algo sobre o olhar recíproco dos dois filósofos – além de homem e mulher –, não ofende a pouco feminista Hannah Arendt. A leitura do posfácio de Ursula Ludz, editora alemã da coletânea, é indispensável para uma melhor compreensão das lacunas.

Anders e a Escola de Frankfurt

Em um livro-entrevista, Günter Anders retoma a desesperança positiva, radical e violenta que iria orientar seus engajamentos posteriores

Para quem procure aprofundar-se na história intelectual ocidental, no entanto, ainda há muito o que extrair destas cartas: a evolução de uma relação passional (e que conserva seu mistério) através, principalmente, das linhas de Heidegger, nesta língua única e por vezes desconcertante; as explicações defensivas de Heidegger sobre seu suposto anti-semitismo e seus pavores admitidos – depois de 1950 – com o estouro do comunismo e de uma próxima guerra; as peripécias da tradução de sua obra além-mar; o relato da dedicação de Hannah Arendt aos Heidegger, marido e mulher, apesar das dores do ciúme; e também os questionamentos de Arendt, suas dúvidas para construir seu pensamento, sua antipatia declarada pela Escola de Frankfurt.

Como em um espelho invertido, Hannah Arendt e a Escola de Frankfurt figuram no centro do percurso de Günter Anders, primeiro marido de Arendt, também aluno de Heidegger, também judeu e que emigrou para Estados Unidos após 1933. Muito engajado na luta contra o nazismo, aproximou-se rapidamente de Adorno e Horkheimer, os fundadores, abominados por Arendt e Heidegger, da demasiado esquerdista Escola de Frankfurt. Nesta longa entrevista, concedida ao final de sua vida, Günter Anders retoma a desesperança positiva, radical e violenta, nascida de Auschwitz e Hiroshima, que guiou seus engajamentos posteriores, especialmente contra a energia nuclear e a guerra do Vietnã2. (Trad.: Teresa Van Acker)




Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos