Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Bolívia: e os indígenas resistem ao golpe…

» Para pensar a Amazônia após o pesadelo

» EUA: Os campos de detenção da Era Trump

» Parasita: o cheiro ao redor

» Chile conquista Constituinte – mas qual?

» O peculiar totalitarismo do século XXI

» Quem poderá salvar Veneza?

» Bolívia: não despreze a resistência

» O adereço de Guedes e o sentido do governo

» O Chile Rebelde quer ir além

Rede Social


Edição francesa


» Le mythe renaissant de l'islam conquérant

» Les « gilets jaunes » réinventent la manifestation

» Par delà les régimes, émergence d'un gigantesque ensemble

» Wikipédia ou la fin de l'expertise ?

» En Espagne, bataille pour la mémoire républicaine

» Séisme sur les retraites en Argentine et au Chili

» Ce nouveau parti qui bouscule le paysage politique allemand

» La figure imposée du dernier poilu

» Les dossiers enterrés de Tchernobyl

» Une femme à la barre de l'Argentine


Edição em inglês


» The fall of liberal triumphalism

» Sarah Seo on Americans, their cars and the law

» November: the longer view

» Ibrahim Warde on the rise and fall of Abraaj

» Fighting ISIS: why soft power still matters

» Life as a company troll

» The imperial magazine

» Setting Socrates against Confucius

» Price of freedom on the road

» Global business of bytes


Edição portuguesa


» Golpe de Estado contra Evo Morales

» Será que a esquerda boliviana produziu os seus coveiros?

» A era dos golpes de Estado discretos

» Pequeno manual de desestabilização na Bolívia

» No Brasil, os segredos de um golpe de Estado judiciário

» Edição de Novembro de 2019

» Sempre uma coisa defronte da outra

» OTAN: até quando?

» Alojamento local-global: especulação imobiliária e desalojamento

» Rumo a uma governança participativa da vida nocturna de Lisboa


MACEDÔNIA

Acordos e planos de paz

Imprimir
enviar por email

Ler Comentários
Compartilhe

(01/10/2001)

1993

2 de janeiro – Cyrus Vance e Lord Owen, co- presidentes da conferência permanente sobre a ex- Iugoslávia, criada em setembro de 1991, apresentam um plano de divisão da Bósnia-Herzegovina em dez províncias e de desmilitarização de Sarajevo. Aceito pelos croatas bósnios, esse projeto é rejeitado pelos sérvios e pelos muçulmanos.

1994

1o. de março – Em Washington, croatas e muçulmanos concordam em constituir uma Federação croato- muçulmana na Bósnia-Herzegovina.

5 de julho – O Grupo de Contato (Estados Unidos, Rússia, Alemanha, França, Itália e Grã-Bretanha) propõe um novo plano para a Bósnia, destinando 51% do território aos croatas e aos muçulmanos, e 49% aos sérvios bósnios.

1995

21 de novembro – Reunidos na base norte-americana de Dayton, os presidentes sérvio, croata e bósnio assinam um acordo que mantém a Bósnia-Herzegovina em fronteiras internacionalmente reconhecidas, mas confirmando a divisão desta última, a partir de então composta por duas entidades: a República Srbska (RS) e a Federação croato- muçulmana. São suspensas as sanções econômicas que atingiam a Sérvia.

1999

6 de maio – Em plena campanha de bombardeios da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) contra a Sérvia, os ministros das Relações Exteriores dos países membros do G-8 elaboram um texto sobre “a evidência no Kosovo de presenças internacionais eficazes, civis e de segurança” sob a égide das Nações Unidas.

9 de junho – O chamado acordo militar de Kumanovo, entre a Otan e o Estado-Maior das forças iugoslavas: os sérvios têm onze dias para deixar o Kosovo, a partir de então província da Federação Iugoslava, e não mais da Sérvia.

2001

13 de agosto – Assinatura, na Macedônia, do plano de paz de Ohrid, que iria dar à língua albanesa um status oficial, aumentar a representação dos albaneses na força de polícia, prever o desarmamento da guerrilha e uma anistia para os rebeldes.

6 de setembro - O Parlamento macedônio aprova o plano de paz para a Macedônia.




Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos