Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Nada se compara ao parasita brasileiro

» Anti-mágica de Guedes: os bilhões que evaporaram

» Ken Loach desnuda os sentidos do trabalho

» Oito teses sobre a Revolução Feminista

» As feridas da Guerra com Paraguai ainda latejam

» A última chance de salvar Julian Assange

» Quando a polícia bandida quer mandar na sociedade

» Zé do Caixão, herói do Cinema Popular Brasileiro

» Poderá Francisco salvar a Economia e o planeta?

» Auschwitz: os portões da memória ainda abertos

Rede Social


Edição francesa


» Bienvenue à Wakaliwood

» Le numérique carbure au charbon

» Israël-Palestine, entériner l'occupation

» Toulon, la folie des grandeurs

» De l'État d'Assam au sous continent indien, une mosaïque religieuse

» Les échecs de la démocratisation et le lourd héritage de M. Moubarak

» Les paradoxes d'un régime libéré de l'héritage nassérien

» Départ sans gloire pour M. Anthony Blair

» Précurseurs et alliés du nazisme aux Etats-Unis

» Une Internationale… de la santé


Edição em inglês


» Trump's Palestine plan: enshrining occupation

» Religion in India

» Wakaliwood forever

» Copenhagen, cycle city

» Walmart's planned economy

» In the name of the rose

» Serbia's strongman tightens his grip

» The Sanders-media showdown

» The Bernie threat

» Indian citizenship, but not for Muslims


Edição portuguesa


» Edição de Fevereiro de 2020

» O que Donald Trump permite…

» As marcas do frio

» Edição de Janeiro de 2020

» Embaraços externos

» De Santiago a Paris, os povos na rua

» Que prioridades para uma governação mais à esquerda?

» Edição de Dezembro de 2019

» Uma fractura social exposta

» «Uma chacina»


DELINQÜÊNCIA JUVENIL

Um século e meio de vaivém

Imprimir
enviar por email

Ler Comentários
Compartilhe

Pierre Bourdieu - (01/06/2002)

1836 – Casa de Educação Correcional de Petite Roquette, em Paris.

1839 – Criação das colônias penais agrícolas, entre as quais a de Mettray (no departamento de Indre e Loire), onde cumpriu pena Jean Genet.

1860 – Colônias penais públicas.

1912 – Criação de um tribunal para crianças.

1945 – Portaria de 2 de fevereiro, criando a noção de educabilidade do menor delinqüente. Criação da Direção de Educação Vigiada, de instituições públicas de Educação Vigiada (IPES) – em Cadillac (região de Gironde) para moças, e em Aniane (Hérault) para rapazes, amas fechadas em 1951.

1952 – Criação de duas instituições de Educação Vigiada (ISES) em Lesparre (Gironde), para moças, e em Sables d’Olonne (região de Vendée), para rapazes, ambas fechadas em 1958.

1958 – Portaria sobre a infância em perigo e criação de Centros Especiais de Observação da Educação Vigiada (CSOES) nos presídios de Fresnes, Marselha e Lyon.

1966 – Abertura de dois ex-presídios, transformados em anexos de CSOES, em Provins e Coulommiers.

1970 – Criação de dois Centros de Observação de Segurança (COS), em Juvisy (região de Essonne) e Epernay (Marne).

1976 – Fechamento dos COS.

1979 – Fechamento dos CSOES.

1990 – O nome da Direção de Educação Vigiada muda para Direção da Proteção Judicial da Juventude.

1997 – Criação dos Centros de Educação Reforçada (CER).

1999 – Criação dos Centros de Internação Imediata (CPI).

(Trad.: Jô Amado)




Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também