Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Dinheiro: o novo sonho de controle do Facebook

» Mulheres na política: uma nova onda a caminho

» Sertanejo, brasilidade e Nelson Pereira Santos

» A crise do Brexit e o capitalismo impotente

» Pilger: é hora de salvar o jornalismo

» Missão: extinguir o BNDES

» Etiópia: a eterna marcha da humanidade

» O direito ao sagrado dos povos do terreiro

» Como derrotar a “direita Trump-Bolsonaro”

» As pedras da contracultura (ainda) rolam

Rede Social


Edição francesa


» Quand la gauche renonçait au nom de l'Europe

» Un « New Deal » pour l'école

» La Chine bouscule l'ordre mondial

» L'affirmation homosexuelle

» Faut-il larguer la république ?

» Comment les apprentis sorciers ont aggravé le chaos au Proche-Orient

» Quarante ans de conflits et d'échecs nourris par les interventions occidentales

» Décentraliser l'éducation pour mieux la privatiser

» L'avenir du temps

» Ces Espagnols qui ont libéré Paris


Edição em inglês


» How US climate deniers are working with far-right racists to hijack Brexit for Big Oil

» Confessions of a map-maker

» The Spaniards who liberated Paris

» Fighting for communication control

» June: the longer view

» Niger, a migration crossroads

» Niger, a migration crossroads

» Whatever happened to Bob Woodward?

» Europe in space

» The Corbyn controversy


Edição portuguesa


» Edição de Junho de 2019

» As pertenças colectivas e as suas conquistas

» A arte da provocação

» 20 Anos | 20% desconto

» EUROPA: As CaUsas das Esquerdas

» Edição de Maio de 2019

» Os professores no muro europeu

» Chernobil mediático

» Edição de Abril de 2019

» A nossa informação, as vossas escolhas


DELINQÜÊNCIA JUVENIL

Um século e meio de vaivém

Imprimir
Enviar

Ler Comentários
Compartilhe

Pierre Bourdieu - (01/06/2002)

1836 – Casa de Educação Correcional de Petite Roquette, em Paris.

1839 – Criação das colônias penais agrícolas, entre as quais a de Mettray (no departamento de Indre e Loire), onde cumpriu pena Jean Genet.

1860 – Colônias penais públicas.

1912 – Criação de um tribunal para crianças.

1945 – Portaria de 2 de fevereiro, criando a noção de educabilidade do menor delinqüente. Criação da Direção de Educação Vigiada, de instituições públicas de Educação Vigiada (IPES) – em Cadillac (região de Gironde) para moças, e em Aniane (Hérault) para rapazes, amas fechadas em 1951.

1952 – Criação de duas instituições de Educação Vigiada (ISES) em Lesparre (Gironde), para moças, e em Sables d’Olonne (região de Vendée), para rapazes, ambas fechadas em 1958.

1958 – Portaria sobre a infância em perigo e criação de Centros Especiais de Observação da Educação Vigiada (CSOES) nos presídios de Fresnes, Marselha e Lyon.

1966 – Abertura de dois ex-presídios, transformados em anexos de CSOES, em Provins e Coulommiers.

1970 – Criação de dois Centros de Observação de Segurança (COS), em Juvisy (região de Essonne) e Epernay (Marne).

1976 – Fechamento dos COS.

1979 – Fechamento dos CSOES.

1990 – O nome da Direção de Educação Vigiada muda para Direção da Proteção Judicial da Juventude.

1997 – Criação dos Centros de Educação Reforçada (CER).

1999 – Criação dos Centros de Internação Imediata (CPI).

(Trad.: Jô Amado)




Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também