'Enviar matéria', 'envoyer' => 'Enviar', 'reference_de' => 'a referência de', 'par_courriel' => 'por email', 'a_destination' => 'Enviar para:', 'donnees_optionnelles' => 'Dados opcionais', 'separe_virgule' => 'separe com vírgulas se escrever mais de um', 'sujet' => 'Assunto', 'titre_vouloir' => 'Título da mensagem', 'nom' => 'Seu nome', 'adresse' => 'Seu e-mail', 'texte' => 'Texto que irá junto com a mensagem', 'envoi' => 'Enviar', 'annuler' => 'Cancelar', 'enviar_title' => 'Enviar referência deste documento por email', 'enviar_por_email' => 'Enviar', 'referencia' => 'A referencia de', 'enviado' => 'foi enviado a:', 'sentimos' => 'Sentimos muito', 'problema' => 'Houve um problema e não se pôde enviar a mensagem', 'hola' => 'Olá. Talvez esta informação possa lhe interessar.', 'leer' => 'Leia mais...', 'enviado_por' => 'Enviado por: ', 'direction' => 'mas sem um endereço eletrônico válido', 'podemos' => 'não podemos enviar a mensagem', 'fermer' => 'fechar', 'documento' => 'Olá. Talvez este documento de', 'interesar' => 'possa lhe interessar.', 'descargarte' => 'Na página web poderá fazer o download de:', 'source' => 'fonte', ); ?> 'Envoyer l\'article', 'envoyer' => 'Envoyer', 'reference_de' => 'la référence de', 'par_courriel' => 'par courrier électronique', 'a_destination' => 'Envoyer á l\'adresse:', 'donnees_optionnelles' => 'Données optionnelles', 'separe_virgule' => 'séparer les adresses par des virgules si vous écrivez á plusieurs personnes', 'sujet' => 'Sujet', 'titre_vouloir' => 'Titre du message', 'nom' => 'Nom', 'adresse' => 'Adresse mail', 'texte' => 'Vous pouvez ajouter un texte', 'envoi' => 'Envoyer', 'annuler' => 'Annuler', 'enviar_title' => 'envoyer l\'article par mail', 'enviar_por_email' => 'envoyer par mail', 'referencia' => 'La référence de ', 'enviado' => 'a été envoyé à:', 'sentimos' => 'désolé', 'problema' => 'Il y a eu un problème et le courrier n\'a pas pu être envoyé', 'hola' => 'Salut. Cet article t\'interéssera peut-être ', 'leer' => 'Lire la suite...', 'enviado_por' => 'Envoyer par : ', 'direction' => 'mais sans une adresse de courrier électronique valable', 'podemos' => 'nous ne pouvons pas envoyer le message', 'fermer' => 'fermer', 'documento' => 'Salut, les documents de', 'interesar' => 'pourraient t\'intéresser', 'descargarte' => 'Si vous visitez le site vous pourrez télécharger les documents suivants :', 'source' => 'Source', ); ?> 'Enviar matéria', 'envoyer' => 'Enviar', 'reference_de' => 'a referência de', 'par_courriel' => 'por email', 'a_destination' => 'Enviar para:', 'donnees_optionnelles' => 'Dados opcionais', 'separe_virgule' => 'separe com vírgulas se escrever mais de um', 'sujet' => 'Assunto', 'titre_vouloir' => 'Título da mensagem', 'nom' => 'Seu nome', 'adresse' => 'Seu e-mail', 'texte' => 'Texto que irá junto com a mensagem', 'envoi' => 'Enviar', 'annuler' => 'Cancelar', 'enviar_title' => 'Enviar referência deste documento por email', 'enviar_por_email' => 'Enviar', 'referencia' => 'A referencia de', 'enviado' => 'foi enviado a:', 'sentimos' => 'Sentimos muito', 'problema' => 'Houve um problema e não se pôde enviar a mensagem', 'hola' => 'Olá. Talvez esta informação possa lhe interessar.', 'leer' => 'Leia mais...', 'enviado_por' => 'Enviado por: ', 'direction' => 'mas sem um endereço eletrônico válido', 'podemos' => 'não podemos enviar a mensagem', 'fermer' => 'fechar', 'documento' => 'Olá. Talvez este documento de', 'interesar' => 'possa lhe interessar.', 'descargarte' => 'Na página web poderá fazer o download de:', 'source' => 'fonte', ); ?> 'Envoyer l\'article', 'envoyer' => 'Envoyer', 'reference_de' => 'la référence de', 'par_courriel' => 'par courrier électronique', 'a_destination' => 'Envoyer á l\'adresse:', 'donnees_optionnelles' => 'Données optionnelles', 'separe_virgule' => 'séparer les adresses par des virgules si vous écrivez á plusieurs personnes', 'sujet' => 'Sujet', 'titre_vouloir' => 'Titre du message', 'nom' => 'Nom', 'adresse' => 'Adresse mail', 'texte' => 'Vous pouvez ajouter un texte', 'envoi' => 'Envoyer', 'annuler' => 'Annuler', 'enviar_title' => 'envoyer l\'article par mail', 'enviar_por_email' => 'envoyer par mail', 'referencia' => 'La référence de ', 'enviado' => 'a été envoyé à:', 'sentimos' => 'désolé', 'problema' => 'Il y a eu un problème et le courrier n\'a pas pu être envoyé', 'hola' => 'Salut. Cet article t\'interéssera peut-être ', 'leer' => 'Lire la suite...', 'enviado_por' => 'Envoyer par : ', 'direction' => 'mais sans une adresse de courrier électronique valable', 'podemos' => 'nous ne pouvons pas envoyer le message', 'fermer' => 'fermer', 'documento' => 'Salut, les documents de', 'interesar' => 'pourraient t\'intéresser', 'descargarte' => 'Si vous visitez le site vous pourrez télécharger les documents suivants :', 'source' => 'Source', ); ?> Diplô - Biblioteca: Todos cidadãos transatlânticos?
Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Gilvan, trabalho e sono no capitalismo periférico

» Por um imposto global sobre as transnacionais

» As eleições 2020 na encruzilhada brasileira

» Cinema: Os últimos soldados da Guerra Fria

» A eleição mais árdua de Evo Morales

» Reviravolta no Oriente Médio: os curdos podem resistir

» Atualismo: assim percebemos o tempo no século XXI

» Porto ameaça cartão-postal amazônico

» Banco Mundial, parceiro de maldades de Bolsonaro

» Por que os EUA traíram a guerrilha curda

Rede Social


Edição francesa


» Un journalisme de racolage

» Une Europe des citoyens

» Ces dures grèves des ouvriers américains

» 17 octobre 1961 : rendez-vous avec la barbarie

» La gauche dans son ghetto, la droite à la radio

» Les médias américains délaissent le monde

» Fruits et légumes au goût amer

» La Bolivie dans l'étau du néolibéralisme

» La crise suscite de sérieux remous en Irak et relance la guerre froide en Proche-Orient

» Les rivalités entre Washington, Moscou et Pékin


Edição em inglês


» Iraq's demographic time bomb

» October: the longer view

» Socialism resurgent?

» Power to decide who's guilty

» East Germany's loyal returnees

» Ankara realpolitik

» South Africa's lands must be shared

» Turkey's rival Islamists

» Argentina's unlikely presidential duo

» Reversing the polarities


Edição portuguesa


» A crise catalã nasceu em Madrid

» Quantas divisões há entre os curdos?

» Edição de Outubro de 2019

» Estabilidade para quem?

» Washington contra Pequim

» Edição de Setembro de 2019

» Portugal não pode parar?

» Quem elegeu Ursula von der Leyen?

» Edição de Agosto de 2019

» Plural e vinculado à esquerda


LIVROS

Todos cidadãos transatlânticos?

Imprimir
enviar por email

Ler Comentários
Compartilhe

Numa ficção científica instigante, Régis Debray imagina a criação dos Estados Unidos Ocidentais, resultado da incorporação da Europa aos EUA

Bernard Cassen - (01/06/2002)

A vitória não está garantida, pois é necessário convencer ambas as partes do interesse dessa nova configuração geopolítica

O sucesso do último livro de Régis Debray, L’Edit de Caracalla, deve-se mais à propagação direta do que à atenção dos meios de comunicação. Nada de surpreendente nisso, já que estes últimos, segundo o autor, se situariam naquela “esfera pós-moderna para a qual tudo o que não for padronizado ou etiquetado como ultra-Atlântico é qualificado de ‘bolorento’, ‘quadrado’ ou ‘fascista’, e que estabelece a norma do tolerável e do insuportável, do importante e do grotesco”. Efetivamente, seria fácil catalogar este texto na categoria do “insuportável”, considerando o que revela do não-dito, do não-definido por uma postura das elites – não exclusivamente as da mídia – já tão bem analisada em 1925 por Paul Valéry, que dizia que “a Europa visivelmente aspira a ser governada por uma comissão norte-americana”.

L’Edit de Caracalla propõe-se ser a tradução de uma longa carta, escrita em inglês a Debray, pouco após o 11 de setembro, por seu ex-condiscípulo Xavier de C***, funcionário de alto escalão que transita nas áreas da diplomacia, da defesa e dos serviços secretos. Por que em inglês? Simplesmente porque o interessado resolveu ir fundo na lógica do “Somos todos norte-americanos”: não hesitou em adquirir cidadania norte-americana, aspiração de todos os “sem-passaporte-norte-americano” que desejam, sem o confessar, a “regularização” e que abundam entre os principais dirigentes franceses e europeus1. Essa opção, surpreendente à primeira vista para um homem com esse perfil, nada deve à emoção mas, sim, à realpolitik. Pretende ser a pré-representação personificada de um projeto histórico: a criação dos Estados Unidos Ocidentais (EUO), fusão da Europa e Estados Unidos mediante uma direção única – a de Washington, no futuro previsível – para formar um império que garantirá “a comunidade de destino das sociedades liberais fragilizadas” pela escalada do islamismo e da China. Uma maneira de “passar do status de americanizado de segunda classe para o de norte-americano integral”, já que “a americanidade é um fato consumado, a cidadania transatlântica, um direito a ser conquistado”.

Só “mais uma bandeira...”

A França, por ser – equivocadamente, segundo o autor – considerada recalcitrante à liderança de Washington, deverá fazer os gestos simbólicos e políticos indispensáveis

Mas a vitória não está garantida, pois é necessário convencer ambas as partes do interesse dessa nova configuração geopolítica. Xavier de C*** empenha-se na tarefa, desenvolvendo dois argumentos: o primeiro, destinado ao presidente dos Estados Unidos e o segundo ao presidente da Comissão Européia. Ao primeiro, convidado a tornar-se o imperador Caracalla do século XXI 2, ele pondera que “a chegada de duzentos ou trezentos milhões de europeus da gema, cristãos de pele clara, herdeiros dos Pilgrim Fathers norte-americanos, iria corrigir, evitar os desvios de vossos valores primeiros, estabilizar vossa identidade perturbada”. E que George Bush não tema por maus espíritos: “Em nossos meios intelectuais e artísticos, especialmente na França e na Itália, a bandeira das estrelas encontrará uma fidelidade entusiástica, pouco comum em vossos campi universitários.”

Felizmente, a tarefa parece mais fácil no Velho Continente, pois ainda que exista uma certa reflexão européia, o reflexo propriamente dito já é norte-americano – e, no final, não são as razões do coração que contam? No entanto, os cinqüenta anos de construção comunitária não terão sido em vão: constituem um excelente preâmbulo, uma “peneira de desnacionalização” que tornará quase indolor a absorção pelos EUO. A França, por ser – equivocadamente, segundo o autor – considerada recalcitrante à liderança de Washington, deverá fazer os gestos simbólicos e jurídicos indispensáveis “antes e melhor que seus vizinhos”. Aos impertinentes e outros “embolorados” será lembrado que, no império, haverá sempre diversas maneiras de ser euro-americano, não sendo assim tantas as condições necessárias para fazê-lo: “Mais uma bandeira para pôr atrás da mesa, o hino nacional para as festas locais, uma simples permuta de mensagens em francês e inglês nos vôos da Air France.”

No posfácio, onde é narrada a excepcional carreira de Xavier de C***, morto – por engano, ainda por cima – a serviço de sua nova pátria algures na Ásia Central, Régis Debray afirma estar “colocando, com as devidas medidas de antecipação, a questão-chave do futuro século, uma vez dissipada a euforia da ‘ilusão’ européia”. Um auto-elogio que se perdoará facilmente ao autor – autêntico desafio lançado a uma Europa que ainda deverá provar que pensa ser européia.
(Trad.: Jô Amado)

L’Edit de Caracalla ou plaidoyer pour les Etats-Unis d’Occident, de Xavier de C***, traduzido do inglês (americano) e seguido por um epitáfio por Régis Debray, ed. Fayard, Paris, 2002, 138 páginas, 10 euros (24,50 reais)

1 - Ler, de Bernard Cassen, “A língua do dólar”, Le Monde diplomatique, maio de 2000.
2 - No ano 212 da nossa era, o imperador Caracalla – por sinal, uma personagem brutal e sinistra – teve a genial idéia de estender o direito de cidadania romana a todos os homens livres do império, o que “significou uma Roma inchada por milhões de novos recrutas, de contribuintes e de talentos”.




Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Leia mais sobre

» Poder Imperial dos EUA
» União Européia

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos