'Enviar matéria', 'envoyer' => 'Enviar', 'reference_de' => 'a referência de', 'par_courriel' => 'por email', 'a_destination' => 'Enviar para:', 'donnees_optionnelles' => 'Dados opcionais', 'separe_virgule' => 'separe com vírgulas se escrever mais de um', 'sujet' => 'Assunto', 'titre_vouloir' => 'Título da mensagem', 'nom' => 'Seu nome', 'adresse' => 'Seu e-mail', 'texte' => 'Texto que irá junto com a mensagem', 'envoi' => 'Enviar', 'annuler' => 'Cancelar', 'enviar_title' => 'Enviar referência deste documento por email', 'enviar_por_email' => 'Enviar', 'referencia' => 'A referencia de', 'enviado' => 'foi enviado a:', 'sentimos' => 'Sentimos muito', 'problema' => 'Houve um problema e não se pôde enviar a mensagem', 'hola' => 'Olá. Talvez esta informação possa lhe interessar.', 'leer' => 'Leia mais...', 'enviado_por' => 'Enviado por: ', 'direction' => 'mas sem um endereço eletrônico válido', 'podemos' => 'não podemos enviar a mensagem', 'fermer' => 'fechar', 'documento' => 'Olá. Talvez este documento de', 'interesar' => 'possa lhe interessar.', 'descargarte' => 'Na página web poderá fazer o download de:', 'source' => 'fonte', ); ?> 'Envoyer l\'article', 'envoyer' => 'Envoyer', 'reference_de' => 'la référence de', 'par_courriel' => 'par courrier électronique', 'a_destination' => 'Envoyer á l\'adresse:', 'donnees_optionnelles' => 'Données optionnelles', 'separe_virgule' => 'séparer les adresses par des virgules si vous écrivez á plusieurs personnes', 'sujet' => 'Sujet', 'titre_vouloir' => 'Titre du message', 'nom' => 'Nom', 'adresse' => 'Adresse mail', 'texte' => 'Vous pouvez ajouter un texte', 'envoi' => 'Envoyer', 'annuler' => 'Annuler', 'enviar_title' => 'envoyer l\'article par mail', 'enviar_por_email' => 'envoyer par mail', 'referencia' => 'La référence de ', 'enviado' => 'a été envoyé à:', 'sentimos' => 'désolé', 'problema' => 'Il y a eu un problème et le courrier n\'a pas pu être envoyé', 'hola' => 'Salut. Cet article t\'interéssera peut-être ', 'leer' => 'Lire la suite...', 'enviado_por' => 'Envoyer par : ', 'direction' => 'mais sans une adresse de courrier électronique valable', 'podemos' => 'nous ne pouvons pas envoyer le message', 'fermer' => 'fermer', 'documento' => 'Salut, les documents de', 'interesar' => 'pourraient t\'intéresser', 'descargarte' => 'Si vous visitez le site vous pourrez télécharger les documents suivants :', 'source' => 'Source', ); ?> 'Enviar matéria', 'envoyer' => 'Enviar', 'reference_de' => 'a referência de', 'par_courriel' => 'por email', 'a_destination' => 'Enviar para:', 'donnees_optionnelles' => 'Dados opcionais', 'separe_virgule' => 'separe com vírgulas se escrever mais de um', 'sujet' => 'Assunto', 'titre_vouloir' => 'Título da mensagem', 'nom' => 'Seu nome', 'adresse' => 'Seu e-mail', 'texte' => 'Texto que irá junto com a mensagem', 'envoi' => 'Enviar', 'annuler' => 'Cancelar', 'enviar_title' => 'Enviar referência deste documento por email', 'enviar_por_email' => 'Enviar', 'referencia' => 'A referencia de', 'enviado' => 'foi enviado a:', 'sentimos' => 'Sentimos muito', 'problema' => 'Houve um problema e não se pôde enviar a mensagem', 'hola' => 'Olá. Talvez esta informação possa lhe interessar.', 'leer' => 'Leia mais...', 'enviado_por' => 'Enviado por: ', 'direction' => 'mas sem um endereço eletrônico válido', 'podemos' => 'não podemos enviar a mensagem', 'fermer' => 'fechar', 'documento' => 'Olá. Talvez este documento de', 'interesar' => 'possa lhe interessar.', 'descargarte' => 'Na página web poderá fazer o download de:', 'source' => 'fonte', ); ?> 'Envoyer l\'article', 'envoyer' => 'Envoyer', 'reference_de' => 'la référence de', 'par_courriel' => 'par courrier électronique', 'a_destination' => 'Envoyer á l\'adresse:', 'donnees_optionnelles' => 'Données optionnelles', 'separe_virgule' => 'séparer les adresses par des virgules si vous écrivez á plusieurs personnes', 'sujet' => 'Sujet', 'titre_vouloir' => 'Titre du message', 'nom' => 'Nom', 'adresse' => 'Adresse mail', 'texte' => 'Vous pouvez ajouter un texte', 'envoi' => 'Envoyer', 'annuler' => 'Annuler', 'enviar_title' => 'envoyer l\'article par mail', 'enviar_por_email' => 'envoyer par mail', 'referencia' => 'La référence de ', 'enviado' => 'a été envoyé à:', 'sentimos' => 'désolé', 'problema' => 'Il y a eu un problème et le courrier n\'a pas pu être envoyé', 'hola' => 'Salut. Cet article t\'interéssera peut-être ', 'leer' => 'Lire la suite...', 'enviado_por' => 'Envoyer par : ', 'direction' => 'mais sans une adresse de courrier électronique valable', 'podemos' => 'nous ne pouvons pas envoyer le message', 'fermer' => 'fermer', 'documento' => 'Salut, les documents de', 'interesar' => 'pourraient t\'intéresser', 'descargarte' => 'Si vous visitez le site vous pourrez télécharger les documents suivants :', 'source' => 'Source', ); ?> Diplô - Biblioteca: Um persistente déficit democrático
Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» A deriva medieval da Internet

» Duas vidas do neoliberalismo na América Latina

» Graeber narra o declínio da Ciência Econômica

» Boaventura: a História absolverá Evo Morales

» Insurgências e reações na América Latina

» A Revolta Latina, a crise dos EUA e a esquerda

» No cinema, o ser fragmentado dos indígenas

» Seriam os neoliberais terraplanistas?

» Paulo Guedes sonha com seu 18 Brumário

» A hegemonia pentecostal no Brasil

Rede Social


Edição francesa


» Mystiques violentes et stratégie non violente

» La pêche doit être gérée à l'échelle mondiale

» Le problème juif en Union soviétique

» Le vent s'est levé

» Citoyens, ou... nécessiteux ?

» Une sixième vague

» Retraite à points... de non-retour

» L'offensive libérale contre le monde du travail

» « Donner confiance aux hommes »

» Naissance d'un charisme


Edição em inglês


» December: the longer view

» ‘No one was listening'

» Shattering the conspiracy of silence

» This must be called murder

» Bolivia's coup

» Algeria's massive movement for change

» Islamists make common cause with the Hirak

» Grenfell's untold story

» DUP no longer kingmaker

» DUP no longer kingmaker


Edição portuguesa


» Que prioridades para uma governação mais à esquerda?

» Edição de Dezembro de 2019

» Uma fractura social exposta

» «Uma chacina»

» Assinatura de 6 meses: só 18 €

» Golpe de Estado contra Evo Morales

» Será que a esquerda boliviana produziu os seus coveiros?

» A era dos golpes de Estado discretos

» Pequeno manual de desestabilização na Bolívia

» No Brasil, os segredos de um golpe de Estado judiciário


CONSTITUIÇÃO EUROPÉIA

Um persistente déficit democrático

Imprimir
enviar por email

Ler Comentários
Compartilhe

O que é apontado como grande avanço democrático no Tratado Constitucional não passa de dispositivos formais, anulados pelo modelo econômico ultraliberal

Bernard Cassen - (01/05/2005)

Não se vê como a existência de uma função de representação suscitaria milagrosamente o consenso em relação a uma política comum aos “Vinte e cinco”

Os partidários do "sim" invocam progressos democráticos, dos quais seriam uma prova as disposições contidas na terceira parte do Tratado Constitucional Europeu (TCE). Citam as novas modalidades de cálculo da maioria qualificada (55% do número de Estados que representam pelo menos 65% da população da UE) que são certamente mais simples – porém apenas num pequeno grau – que aquelas do tratado de Nice atualmente em vigor1. Eles se apegam igualmente a duas criações: a de um posto de presidente do Conselho Europeu eleito por dois anos e meio, e do qual se espera que crie, no exterior, um "rosto” para a União Européia, bem como a de um ministro dos Negócios Estrangeiros.

Além de a delimitação (ou a confusão?) de responsabilidades entre essas duas personalidades, e entre elas e o presidente da Comissão, ter rendido boas discussões, não se vê como a existência de uma função de representação suscitaria milagrosamente o consenso em relação a uma política comum aos “Vinte e cinco”. O que poderia ter dito um ministro dos negócios estrangeiros da UE quando do desencadeamento da invasão anglo-americana no Iraque, considerando as posições contraditórias existentes?

Progressos pífios

O modelo econômico ultraliberal está inscrito na maior parte dos 332 artigos da terceira parte de um TCE que compreende o total de 448

Outros cinco "progressos" democráticos do tratado são pontualmente colocados:

- o direito de "alerta precoce": um terço dos parlamentos nacionais (ou 9 em 25), podem, em nome do princípio de subsidiariedade, obrigar a Comissão a reexaminar uma das suas propostas já apresentada ao Conselho, ou ao Conselho e ao Parlamento (protocolo n° 1 anexado ao TCE). O que é menos enfatizado é que a Comissão, instituição não eleita, conserva a última palavra: pode manter, alterar ou retirar sua proposta. Os parlamentos nacionais, mesmo se chegarem a se coligar, permanecerão em sua posição muito subalterna;

- o direito de iniciativa: um milhão de cidadãos da Europa pode convidar a Comissão a apresentar uma proposta de ato jurídico (artigo I-47). Aí, também, apesar do seu interesse simbólico, esse "direito" é mais que limitado: primeiro, a proposta deve entrar no âmbito da Constituição, o que remete ao conteúdo liberal desta última; em seguida, a Comissão, se ela der seqüência, não tem nenhuma obrigação de retomar o conteúdo do convite que lhe é dirigido. Ela permanece sendo o filtro discricionário entre os requerentes e as instituições originadas direta ou indiretamente do sufrágio universal que são o Parlamento e o Conselho;

- o aumento (de 29 a 35, de acordo com o método utilizado para o desconto) do número de domínios dependentes da co-decisão entre o Parlamento e o Conselho – apesar de o Conselho decidir sozinho em 21 domínios, os mais importantes, como por exemplo, o sistema fiscal e o essencial da política social;

- a divulgação das sessões do Conselho (artigo I-24) quando se delibera sobre uma proposta legislativa. Contudo, essa disposição corre o risco de ser bastante formal porque a maior parte das decisões são elaboradas, quando não tomadas oficiosamente, acima das reuniões do Conselho pelo Comitê dos Representantes Permanentes (Coreper) dos Estados que, este, não sedia publicamente;

- a nova possibilidade de um Estado se retirar da UE (artigo I-60).

Uma vez adicionados, todos esses pontos preenchem realmente o "déficit democrático" do funcionamento da UE? Em especial, aquele que induziria a "constitucionalização" do modelo econômico ultraliberal inscrito na maior parte dos 332 artigos da terceira parte de um TCE que compreende o total de 448.

(Trad.: Marcelo de Valécio)

1 - Ler "Este ‘desastroso’ tratado de Nice", Le Monde Diplomatique, fevereiro de 2005.




Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Leia mais sobre

» França
» Neoliberalismo
» Plebiscitos e Referendos
» Crise da Democracia Representativa
» União Européia

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos