Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Gilvan, trabalho e sono no capitalismo periférico

» Por um imposto global sobre as transnacionais

» As eleições 2020 na encruzilhada brasileira

» Cinema: Os últimos soldados da Guerra Fria

» A eleição mais árdua de Evo Morales

» Reviravolta no Oriente Médio: os curdos podem resistir

» Atualismo: assim percebemos o tempo no século XXI

» Porto ameaça cartão-postal amazônico

» Banco Mundial, parceiro de maldades de Bolsonaro

» Por que os EUA traíram a guerrilha curda

Rede Social


Edição francesa


» Un journalisme de racolage

» Une Europe des citoyens

» Ces dures grèves des ouvriers américains

» 17 octobre 1961 : rendez-vous avec la barbarie

» La gauche dans son ghetto, la droite à la radio

» Les médias américains délaissent le monde

» Fruits et légumes au goût amer

» La Bolivie dans l'étau du néolibéralisme

» La crise suscite de sérieux remous en Irak et relance la guerre froide en Proche-Orient

» Les rivalités entre Washington, Moscou et Pékin


Edição em inglês


» Iraq's demographic time bomb

» October: the longer view

» Socialism resurgent?

» Power to decide who's guilty

» East Germany's loyal returnees

» Ankara realpolitik

» South Africa's lands must be shared

» Turkey's rival Islamists

» Argentina's unlikely presidential duo

» Reversing the polarities


Edição portuguesa


» A crise catalã nasceu em Madrid

» Quantas divisões há entre os curdos?

» Edição de Outubro de 2019

» Estabilidade para quem?

» Washington contra Pequim

» Edição de Setembro de 2019

» Portugal não pode parar?

» Quem elegeu Ursula von der Leyen?

» Edição de Agosto de 2019

» Plural e vinculado à esquerda


Capital, propriedade e gestão

Imprimir
enviar por email

Ler Comentários
Compartilhe

Há mais de um século, o capitalismo separou os proprietários jurídicos dos meios de produção de quem os administra. Diversos autores dedicaram-se ao estudo dessa cisão

Gérard Duménil, Jacqes Bidet - (16/10/2007)

Jürgen Habermas estabelece uma relação entre dois “subsistemas”, um do mercado e do dinheiro (a economia), outro da administração e do poder (a política). Ele retoma assim uma divisão bastante tradicional do campo social, que, ao definir a economia pelo mercado, acaba por favorecer o liberalismo. Em seu esquema das classes dominantes, Pierre Bourdieu distingue dois grupos mais ou menos antagônicos: um mais bem dotado de capital econômico e o outro de “capital cultural”, de “competência”. Ele não relaciona esta especificamente às relações de produção, mas ressalta seu caráter socialmente arbitrário e seu papel na reprodução do sistema de classes. A referência a um capital cultural evoca vários trabalhos que utilizam o conceito de intelligentsia para definir a classe dominante no “socialismo real”. Mas Moshe Lewin demonstrou que, na União Soviética, as relações de classe se articulavam primordialmente a partir das hierarquias dos grupos diretivos.

No início do século 20, nos Estados Unidos, a separação entre a propriedade e a gestão das empresas suscitou inquietação nos proprietários, ameaçados de perder o controle do sistema produtivo. A partir de então, desenvolveram-se as teses relativas ao “capitalismo gerencial” ou capitalismo dos gerentes (ver a obra de síntese de Alfred Chandler, The Visible Hand, de 1977, uma alusão à “mão invisível do mercado” de Adam Smith, à qual Chandler opõe a decisão consciente do gerente). Essas teses tiveram seu auge nos anos 60, especialmente nos trabalhos de John Kenneth Galbraith relativos à “tecnoestrutura”, quando o compromisso social-democrata parecia reinar na gestão das empresas, nas políticas econômicas e nas práticas culturais. Ainda que as funções gerenciais não tenham deixado de ser reforçadas, inclusive no setor financeiro, a nova ascendência dos capitalistas no neoliberalismo provocou o declínio dessas teorias.




Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Leia mais sobre

» Imperialismo
» Neoliberalismo
» Poder Mundial
» Balanços do “Socialismo Real”
» Globalização

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos