'Enviar matéria', 'envoyer' => 'Enviar', 'reference_de' => 'a referência de', 'par_courriel' => 'por email', 'a_destination' => 'Enviar para:', 'donnees_optionnelles' => 'Dados opcionais', 'separe_virgule' => 'separe com vírgulas se escrever mais de um', 'sujet' => 'Assunto', 'titre_vouloir' => 'Título da mensagem', 'nom' => 'Seu nome', 'adresse' => 'Seu e-mail', 'texte' => 'Texto que irá junto com a mensagem', 'envoi' => 'Enviar', 'annuler' => 'Cancelar', 'enviar_title' => 'Enviar referência deste documento por email', 'enviar_por_email' => 'Enviar', 'referencia' => 'A referencia de', 'enviado' => 'foi enviado a:', 'sentimos' => 'Sentimos muito', 'problema' => 'Houve um problema e não se pôde enviar a mensagem', 'hola' => 'Olá. Talvez esta informação possa lhe interessar.', 'leer' => 'Leia mais...', 'enviado_por' => 'Enviado por: ', 'direction' => 'mas sem um endereço eletrônico válido', 'podemos' => 'não podemos enviar a mensagem', 'fermer' => 'fechar', 'documento' => 'Olá. Talvez este documento de', 'interesar' => 'possa lhe interessar.', 'descargarte' => 'Na página web poderá fazer o download de:', 'source' => 'fonte', ); ?> 'Envoyer l\'article', 'envoyer' => 'Envoyer', 'reference_de' => 'la référence de', 'par_courriel' => 'par courrier électronique', 'a_destination' => 'Envoyer á l\'adresse:', 'donnees_optionnelles' => 'Données optionnelles', 'separe_virgule' => 'séparer les adresses par des virgules si vous écrivez á plusieurs personnes', 'sujet' => 'Sujet', 'titre_vouloir' => 'Titre du message', 'nom' => 'Nom', 'adresse' => 'Adresse mail', 'texte' => 'Vous pouvez ajouter un texte', 'envoi' => 'Envoyer', 'annuler' => 'Annuler', 'enviar_title' => 'envoyer l\'article par mail', 'enviar_por_email' => 'envoyer par mail', 'referencia' => 'La référence de ', 'enviado' => 'a été envoyé à:', 'sentimos' => 'désolé', 'problema' => 'Il y a eu un problème et le courrier n\'a pas pu être envoyé', 'hola' => 'Salut. Cet article t\'interéssera peut-être ', 'leer' => 'Lire la suite...', 'enviado_por' => 'Envoyer par : ', 'direction' => 'mais sans une adresse de courrier électronique valable', 'podemos' => 'nous ne pouvons pas envoyer le message', 'fermer' => 'fermer', 'documento' => 'Salut, les documents de', 'interesar' => 'pourraient t\'intéresser', 'descargarte' => 'Si vous visitez le site vous pourrez télécharger les documents suivants :', 'source' => 'Source', ); ?> 'Enviar matéria', 'envoyer' => 'Enviar', 'reference_de' => 'a referência de', 'par_courriel' => 'por email', 'a_destination' => 'Enviar para:', 'donnees_optionnelles' => 'Dados opcionais', 'separe_virgule' => 'separe com vírgulas se escrever mais de um', 'sujet' => 'Assunto', 'titre_vouloir' => 'Título da mensagem', 'nom' => 'Seu nome', 'adresse' => 'Seu e-mail', 'texte' => 'Texto que irá junto com a mensagem', 'envoi' => 'Enviar', 'annuler' => 'Cancelar', 'enviar_title' => 'Enviar referência deste documento por email', 'enviar_por_email' => 'Enviar', 'referencia' => 'A referencia de', 'enviado' => 'foi enviado a:', 'sentimos' => 'Sentimos muito', 'problema' => 'Houve um problema e não se pôde enviar a mensagem', 'hola' => 'Olá. Talvez esta informação possa lhe interessar.', 'leer' => 'Leia mais...', 'enviado_por' => 'Enviado por: ', 'direction' => 'mas sem um endereço eletrônico válido', 'podemos' => 'não podemos enviar a mensagem', 'fermer' => 'fechar', 'documento' => 'Olá. Talvez este documento de', 'interesar' => 'possa lhe interessar.', 'descargarte' => 'Na página web poderá fazer o download de:', 'source' => 'fonte', ); ?> 'Envoyer l\'article', 'envoyer' => 'Envoyer', 'reference_de' => 'la référence de', 'par_courriel' => 'par courrier électronique', 'a_destination' => 'Envoyer á l\'adresse:', 'donnees_optionnelles' => 'Données optionnelles', 'separe_virgule' => 'séparer les adresses par des virgules si vous écrivez á plusieurs personnes', 'sujet' => 'Sujet', 'titre_vouloir' => 'Titre du message', 'nom' => 'Nom', 'adresse' => 'Adresse mail', 'texte' => 'Vous pouvez ajouter un texte', 'envoi' => 'Envoyer', 'annuler' => 'Annuler', 'enviar_title' => 'envoyer l\'article par mail', 'enviar_por_email' => 'envoyer par mail', 'referencia' => 'La référence de ', 'enviado' => 'a été envoyé à:', 'sentimos' => 'désolé', 'problema' => 'Il y a eu un problème et le courrier n\'a pas pu être envoyé', 'hola' => 'Salut. Cet article t\'interéssera peut-être ', 'leer' => 'Lire la suite...', 'enviado_por' => 'Envoyer par : ', 'direction' => 'mais sans une adresse de courrier électronique valable', 'podemos' => 'nous ne pouvons pas envoyer le message', 'fermer' => 'fermer', 'documento' => 'Salut, les documents de', 'interesar' => 'pourraient t\'intéresser', 'descargarte' => 'Si vous visitez le site vous pourrez télécharger les documents suivants :', 'source' => 'Source', ); ?> Diplô - Biblioteca: A dor e a delícia de ser negro
Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Gilvan, trabalho e sono no capitalismo periférico

» Por um imposto global sobre as transnacionais

» As eleições 2020 na encruzilhada brasileira

» Cinema: Os últimos soldados da Guerra Fria

» A eleição mais árdua de Evo Morales

» Reviravolta no Oriente Médio: os curdos podem resistir

» Atualismo: assim percebemos o tempo no século XXI

» Porto ameaça cartão-postal amazônico

» Banco Mundial, parceiro de maldades de Bolsonaro

» Por que os EUA traíram a guerrilha curda

Rede Social


Edição francesa


» La presse et les paradoxes de la liberté

» Avec les peuples ou sans eux ?

» Un journalisme de racolage

» Une Europe des citoyens

» Ces dures grèves des ouvriers américains

» 17 octobre 1961 : rendez-vous avec la barbarie

» La gauche dans son ghetto, la droite à la radio

» Les médias américains délaissent le monde

» Fruits et légumes au goût amer

» La Bolivie dans l'étau du néolibéralisme


Edição em inglês


» Response to Pierre Bourdieu

» Analysing an appearance on the airwaves

» Iraq's demographic time bomb

» October: the longer view

» Socialism resurgent?

» Power to decide who's guilty

» East Germany's loyal returnees

» Ankara realpolitik

» South Africa's lands must be shared

» Turkey's rival Islamists


Edição portuguesa


» A crise catalã nasceu em Madrid

» Quantas divisões há entre os curdos?

» Edição de Outubro de 2019

» Estabilidade para quem?

» Washington contra Pequim

» Edição de Setembro de 2019

» Portugal não pode parar?

» Quem elegeu Ursula von der Leyen?

» Edição de Agosto de 2019

» Plural e vinculado à esquerda


CULTURA PERIFÉRICA

A dor e a delícia de ser negro

Imprimir
enviar por email
Compartilhe

Dia da Consciência Negra desencadeia, em São Paulo, semana completa de manifestações artísticas. Nosso roteiro destaca parte da programação, que se repete em muitas outras cidades e volta a realçar emergência, diversidade e brilho da cultura periférica

Eleilson Leite - (19/11/2007)

O 20 de Novembro não é celebrado apenas como um dia de protesto. Há tempos, homens e mulheres negras vêm comemorando esta data pela afirmação da beleza, do encanto, da ginga que só o negro tem. A arte de matriz africana é exuberante, comovente e contagiante. A música é a expressão mais reconhecida desse inesgotável manancial. Blues, jazz, rock, gospel, soul, funk, rap, samba, rumba, reggae. Quase tudo que de mais importante se produziu em termos de música desde o Século 19 tem relação direta com arte feita pelos negros. Mas essa influência está presente também na culinária, vestimenta, dança, religiosidade e mitologia, além do cinema, teatro, artes plásticas e literatura.

E para exaltar essa cultura, um dia só não basta. Preparei um roteiro com várias dicas de eventos que acontecerão dos dia 19 (segunda-feira) a 25 de novembro (domingo). O destaque é para os artistas das periferias da região metropolitana de São Paulo, tanto em apresentações nas quebradas, como em aparições na região central. Confira endereços e outras informações na Agenda Cultural da Periferia no site da Ação Educativa

Segunda-feira: Neste dia rola a quinta e última sessão da I Mostra do Cinema Africano Contemporâneo, organizada pela dançarina e antropóloga Luciane Ramos. Em cartaz, os filmes A Árvore dos Antepassados e As Pitas, produções moçambicanas de 1994, de Licínio Azevedo. Estes e os demais filmes apresentados na Mostra (que iniciou no dia 12 de novembro) são do acervo da Casa das Áfricas. Ao final da apresentação, Luciane faz um bate-papo sobre a obra. Fique ligado. No dia 26 haverá uma palestra com o sociólogo moçambicano Carlos Subuhana. Ele fará uma exposição de encerramento da Mostra. Aproveite também para conferir, no mesmo local, a Exposição África, com grafites de artistas negros como Thiago Vaz, Bonga e Tota entre outros.

Terça-feira: Chegou o grande dia. São inúmeras as atividades, em todas as partes. Destaco dois eventos: um no centro, outro na periferia. Na Praça da Sé, as secretarias de cultura do Estado e do Município se unem para fazer o grande show Consciência Negra SP. A parada começa as 10h com uma Missa Conga. Ao meio dia entra em cena o Bloco Ilê Aiyê e a partir daí a chapa começa a esquentar com atrações internacionais e nacionais. Os rappers MV Bill e Rappin’Hood são alguns dos nomes confirmados. O sambista Martinho da Vila encerra o espetáculo, com um show as 19h. Em Parelheiros, fim da Zonal Sul, rola uma versão do mesmo evento, sob o comando da CONE – Coordenadoria do Negro de São Paulo. A partir das 10h até as 21h o palco acolherá diversos artistas periféricos em apresentações musicais, dança e mostra de trajes e comidas típicas.

Quarta-feira:. O Sarau da Cooperifa vai se transformar num quilombo. Será uma edição especial, que destacará autores negros, tanto os consagrados pela literatura brasileira e internacional, como os autores e autoras de todas as periferias: Allan da Rosa, Maria Tereza, Elizandra e Akins, Fuzziu, Marcio Batista, Periafricania e muitos outros declamarão a dor e a delícia de serem negros. Nesta noite, os tambores soarão mais alto. O Grupo Espírito de Zumbi fará uma apresentação histórica.

Quinta-feira: Mais um sarau de preto. Agora em Pirituba, periferia da Zona Oeste. O poeta Michel Silva estará à frente dos microfones para realizar mais uma sessão do Sarau do Elo da Corrente, que rola todas as quintas-feiras. Noite especial, noite de Zumbi dos Palmares. Sob a mesma lua, do outro lado da cidade, os tambores do Ilú Oba de Min estarão em comunhão com toda a raça negra. O famoso grupo feminino de percussão afro-brasileira se apresentará no Teatro Alfredo Mesquita em Santana, Zona Norte.

Sexta-feira:. Vai rolar a Festa Umoja. O grupo de cultura afro-brasileira que dá nome ao evento, fará uma apresentação de 5 horas com muita música, dança, literatura, cinema e outras performances. Destaque para o samba de roda, coco e a leitura cênica de um mito em homenagem a iabás (orixás femininos). Participação do Cine Becos, que fará exibição do curta Vaguei nos livros e me sujei com a m… toda, de Akins Kinté, Mateus Subverso e Allan da Rosa.

Sábado: A literatura negra ocupará o Museu da Língua Portuguesa. Com o intuito de desvendar e vivenciar a escrita do negro brasileiro, Rita Camargo organiza um seminário que vem tendo sessões desde o dia 6 de novembro. No dia 24, acontecerá o encerramento e haverá um sarau as 17h, com o pessoal da Cooperifa e do Quilombohoje. Ali mesmo, pegue o Metrô e siga para a Barra Funda. No Memorial da América Latina estará acontecendo, desde o meio dia, o I Encontro Paulista de Hip Hop. E para o pessoal do ABC, a dica é o tradicional Hip Hop em Ação, da Casa do Hip Hop de Diadema.

Domingo: Para encerrar a maratona, dois eventos de peso. Em São Paulo acontece a VI Feira Preta e em Santo André rola o Dia da Cabeça Preta. O primeiro é uma grande produção. A parada acontece no Palácio de Convenções do Anhembi. A programação tem shows, espaço hip hop, feira de negócios, moda, acessórios, produtos, cabelereiros e todo tipo de empreendimento voltado para o segmento. No palco, diversos artistas de periferia. O encerramento ficará por conta do grupo carioca Afroreggae, que trará, como convidada especialíssima, a cantora Paula Lima. Em Santo André, a pegada é independente mas não menos atraente. Com promoção da Casa de Cultura e Política do ABC, tem música, teatro, literatura e tudo o mais, porém sem nenhum caráter comercial. Ambos os eventos começam às 12h e acabam as 22h.

A ascensão do artista de periferia traz em grande medida a afirmação da cultura negra. Na periferia, negro não é minoria. Não por acaso temos uma programação cultural tão pujante como esta. E isso é apenas uma parte. Com a benção dos orixás, muitas outras manifestações culturais acontecerão em São Paulo e em todo o Brasil. Axé aos filhos de Zumbi!

Mais

Eleilson Leite é colunista do Caderno Brasil de Le Monde Diplomatique. Edições anteriores da coluna:

Onde mora a poesia
Invariavelmente realizados em botecos, os saraus da periferia são despojados de requintes. Mas são muito rigorosos quanto aos rituais de pertencimento e ao acolhimento. Enganam-se aqueles que vêem esses encontros como algo furtivo e desprovido de rigores

O biscoito fino das quebradas
Semana de Arte Moderna da Periferia começa dia 4/11, em São Paulo. Programa desmente estereótipos que reduzem favela a violência, e revela produção cultural refinada, não-panfletária, capaz questionar a injustiça com a arma aguda da criação

A arte que liberta não pode vir da mão que escraviza
Vem aí Semana de Arte Moderna da Periferia. Iniciativa recupera radicalidade de 1922 e da Tropicália, mas afirma, além disso, Brasil que já não se espelha nas elites, nem aceita ser subalterno a elas. Diplô abre coluna quinzenal sobre cultura periférica



Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Leia mais sobre

» Cultura
» Literatura
» Cultura Periférica


Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos