Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» A desigualdade brasileira posta à mesa

» Fagulhas de esperança na longa noite bolsonarista

» 1 de setembro de 2020

» O fim do mundo e o indiscreto racismo das elites

» O milagre da multiplicação de bilhões — para os bancos

» Movimento sindical em tempos de tormenta

» 31 de agosto de 2020

» A crucificação de Julian Assange

» Nuestra America: os cinco séculos de solidão

» Ir além do velho mundo: lições da pandemia

Rede Social


Edição francesa


» Au Venezuela, la tentation du coup de force

» « Tout ce qu'ils nous proposent, c'est de devenir flics ! »

» Les loups solitaires de Boston

» Le Front national sur un plateau

» Karl Kraus, contre l'empire de la bêtise

» Hors-la-loi

» Révolte américaine contre les ogres du fast-food

» Au Soudan du Sud, l'écroulement des espoirs démocratiques

» Rendez-vous manqué de la gauche et de la politique locale

» Le monde selon Téhéran


Edição em inglês


» How will the US counter China?

» October: the longer view

» America, year 2020

» The ministry of American colonies

» America, the panic room

» Independent only in name

» An election result that won't be accepted

» Into the woods, it's nearly midnight

» Canada's cancel culture

» Crumbs from Sweden's table


Edição portuguesa


» Um resultado que ninguém aceitará

» Edição de Outubro de 2020

» Distâncias à mesa do Orçamento

» Falsas independências

» Trabalho na cultura: estatuto intermitente, precariedade permanente?

» RIVERA

» Edição de Setembro de 2020

» Cuidar dos mais velhos: por uma rede pública e universal

» Restauração em Washington?

» Cabo Delgado: névoa de guerra, tambores de internacionalização


LITERATURA

Palavra 13

Imprimir
enviar por email
Compartilhe

Janet Malcolm e a busca elusiva por Gertrude Stein
Os que conhecem a autora americana Janet Malcolm sabem que não encontrarão em Two lives – Gertrude and Alice, seu último livro, uma biografia no sentido estrito da palavra
Aqui

O ficcionista das ruas
João Antônio alega ter buscado firmar um compromisso com o leitor brasileiro, o qual procurou conhecer a fundo, a fim de desmistificar a sentença de que “não temos leitores”
Aqui

Huymans ensaísta
O que caracteriza o conjunto de ensaios de J. K. Huysmans é a alternância entre a militância inicial ao lado da pintura impressionista, dos salões dos independentes ou de vários artistas e o caminho religioso que o faria aproximar-se da pintura de Fra Angelico ou de Mathias Grünewald
Aqui

Animais distantes
O escritor é o leitor que acompanha detalhadamente cada passo de um texto e cabe a ele decidir os rumos — mesmo que depois os encontre errados — de sua criação
Aqui

Rodrigo Gurgel - (12/01/2008)

Nesta primeira edição de 2008, abrimos Palavra com a resenha de Marina Della Valle sobre o mais recente livro da controvertida Janet Malcolm, Two lives – Gertrude and Alice, uma compilação de três longos ensaios, originalmente publicados na New Yorker. Mais que um estudo da vida de Gertrude Stein e de sua amante, Alice Toklas, o livro é uma análise dos limites e das contradições do gênero biográfico.

Os contos de João Antônio, reunidos em Leão-de-chácara, passam pelo crivo de Cristina Betioli Ribeiro, para quem o escritor não teve receio de ir “às ruas constatar a realidade que gostaria de representar para enlaçar um público amplo, com todas as suas fissuras sociais”.

Pablo Simpson comenta os ensaios de J. K. Huysmans dedicados às artes plásticas. Escritos entre 1867 e 1905, os textos – cuidadosamente editados por Patrice Locmant, que também é biógrafo do escritor – foram reunidos no volume Écrits sur l’art, recentemente lançado na França. Para Simpson, J. K. Huysmans percorreu, “como um nômade ou um flâneur, boa parte da tradição pictórica européia”.

Renata Miloni fecha nossa 13ª edição decompondo a figura do escritor em duas unidades que se completam: o escritor-escritor e o escritor-leitor. Na opinião de Miloni, “os escritores são movidos pela leitura. Todos escrevem principalmente para ler — mesmo que não seja algo que levem em consideração — porque deles se origina algo que supostamente ainda não foi escrito”.

Boa leitura e até a próxima semana.

Rodrigo Gurgel



Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos