'Enviar matéria', 'envoyer' => 'Enviar', 'reference_de' => 'a referência de', 'par_courriel' => 'por email', 'a_destination' => 'Enviar para:', 'donnees_optionnelles' => 'Dados opcionais', 'separe_virgule' => 'separe com vírgulas se escrever mais de um', 'sujet' => 'Assunto', 'titre_vouloir' => 'Título da mensagem', 'nom' => 'Seu nome', 'adresse' => 'Seu e-mail', 'texte' => 'Texto que irá junto com a mensagem', 'envoi' => 'Enviar', 'annuler' => 'Cancelar', 'enviar_title' => 'Enviar referência deste documento por email', 'enviar_por_email' => 'Enviar', 'referencia' => 'A referencia de', 'enviado' => 'foi enviado a:', 'sentimos' => 'Sentimos muito', 'problema' => 'Houve um problema e não se pôde enviar a mensagem', 'hola' => 'Olá. Talvez esta informação possa lhe interessar.', 'leer' => 'Leia mais...', 'enviado_por' => 'Enviado por: ', 'direction' => 'mas sem um endereço eletrônico válido', 'podemos' => 'não podemos enviar a mensagem', 'fermer' => 'fechar', 'documento' => 'Olá. Talvez este documento de', 'interesar' => 'possa lhe interessar.', 'descargarte' => 'Na página web poderá fazer o download de:', 'source' => 'fonte', ); ?> 'Envoyer l\'article', 'envoyer' => 'Envoyer', 'reference_de' => 'la référence de', 'par_courriel' => 'par courrier électronique', 'a_destination' => 'Envoyer á l\'adresse:', 'donnees_optionnelles' => 'Données optionnelles', 'separe_virgule' => 'séparer les adresses par des virgules si vous écrivez á plusieurs personnes', 'sujet' => 'Sujet', 'titre_vouloir' => 'Titre du message', 'nom' => 'Nom', 'adresse' => 'Adresse mail', 'texte' => 'Vous pouvez ajouter un texte', 'envoi' => 'Envoyer', 'annuler' => 'Annuler', 'enviar_title' => 'envoyer l\'article par mail', 'enviar_por_email' => 'envoyer par mail', 'referencia' => 'La référence de ', 'enviado' => 'a été envoyé à:', 'sentimos' => 'désolé', 'problema' => 'Il y a eu un problème et le courrier n\'a pas pu être envoyé', 'hola' => 'Salut. Cet article t\'interéssera peut-être ', 'leer' => 'Lire la suite...', 'enviado_por' => 'Envoyer par : ', 'direction' => 'mais sans une adresse de courrier électronique valable', 'podemos' => 'nous ne pouvons pas envoyer le message', 'fermer' => 'fermer', 'documento' => 'Salut, les documents de', 'interesar' => 'pourraient t\'intéresser', 'descargarte' => 'Si vous visitez le site vous pourrez télécharger les documents suivants :', 'source' => 'Source', ); ?> 'Enviar matéria', 'envoyer' => 'Enviar', 'reference_de' => 'a referência de', 'par_courriel' => 'por email', 'a_destination' => 'Enviar para:', 'donnees_optionnelles' => 'Dados opcionais', 'separe_virgule' => 'separe com vírgulas se escrever mais de um', 'sujet' => 'Assunto', 'titre_vouloir' => 'Título da mensagem', 'nom' => 'Seu nome', 'adresse' => 'Seu e-mail', 'texte' => 'Texto que irá junto com a mensagem', 'envoi' => 'Enviar', 'annuler' => 'Cancelar', 'enviar_title' => 'Enviar referência deste documento por email', 'enviar_por_email' => 'Enviar', 'referencia' => 'A referencia de', 'enviado' => 'foi enviado a:', 'sentimos' => 'Sentimos muito', 'problema' => 'Houve um problema e não se pôde enviar a mensagem', 'hola' => 'Olá. Talvez esta informação possa lhe interessar.', 'leer' => 'Leia mais...', 'enviado_por' => 'Enviado por: ', 'direction' => 'mas sem um endereço eletrônico válido', 'podemos' => 'não podemos enviar a mensagem', 'fermer' => 'fechar', 'documento' => 'Olá. Talvez este documento de', 'interesar' => 'possa lhe interessar.', 'descargarte' => 'Na página web poderá fazer o download de:', 'source' => 'fonte', ); ?> 'Envoyer l\'article', 'envoyer' => 'Envoyer', 'reference_de' => 'la référence de', 'par_courriel' => 'par courrier électronique', 'a_destination' => 'Envoyer á l\'adresse:', 'donnees_optionnelles' => 'Données optionnelles', 'separe_virgule' => 'séparer les adresses par des virgules si vous écrivez á plusieurs personnes', 'sujet' => 'Sujet', 'titre_vouloir' => 'Titre du message', 'nom' => 'Nom', 'adresse' => 'Adresse mail', 'texte' => 'Vous pouvez ajouter un texte', 'envoi' => 'Envoyer', 'annuler' => 'Annuler', 'enviar_title' => 'envoyer l\'article par mail', 'enviar_por_email' => 'envoyer par mail', 'referencia' => 'La référence de ', 'enviado' => 'a été envoyé à:', 'sentimos' => 'désolé', 'problema' => 'Il y a eu un problème et le courrier n\'a pas pu être envoyé', 'hola' => 'Salut. Cet article t\'interéssera peut-être ', 'leer' => 'Lire la suite...', 'enviado_por' => 'Envoyer par : ', 'direction' => 'mais sans une adresse de courrier électronique valable', 'podemos' => 'nous ne pouvons pas envoyer le message', 'fermer' => 'fermer', 'documento' => 'Salut, les documents de', 'interesar' => 'pourraient t\'intéresser', 'descargarte' => 'Si vous visitez le site vous pourrez télécharger les documents suivants :', 'source' => 'Source', ); ?> Diplô - Biblioteca: Contos de fadas para adultos
Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Reino Unido: razões de um fracasso provisório

» Óleo nas praias: a tragédia tem a marca Bolsonaro

» O cimento familiar que faz A vida invisível

» Manifesto Feminista por uma Renda Cidadã

» Cinco livros para entender a polícia brasileira

» Fernando Meirelles vê Dois Papas e igreja em crise

» Em busca da funda de Davi

» Outras Palavras prepara nova travessia

» Argentina: o que esperar de Fernández e Cristina

» 2019, o ano do Pibinho do Guedes

Rede Social


Edição francesa


» La grande mystification des fonds de pension

» Cinq leviers pour l'emploi…

» L'instinct de résistance des Réunionnais

» Comment la pensée devint unique

» Résister à l'insécurité sociale

» La pêche, une guerre mondiale ignorée

» L'homme et les robots

» Le crépuscule de la raison

» Mystiques violentes et stratégie non violente

» La pêche doit être gérée à l'échelle mondiale


Edição em inglês


» Scotland decides

» UK's austerity election

» December: the longer view

» ‘No one was listening'

» Shattering the conspiracy of silence

» This must be called murder

» Bolivia's coup

» Algeria's massive movement for change

» Islamists make common cause with the Hirak

» Grenfell's untold story


Edição portuguesa


» Que prioridades para uma governação mais à esquerda?

» Edição de Dezembro de 2019

» Uma fractura social exposta

» «Uma chacina»

» Assinatura de 6 meses: só 18 €

» Golpe de Estado contra Evo Morales

» Será que a esquerda boliviana produziu os seus coveiros?

» A era dos golpes de Estado discretos

» Pequeno manual de desestabilização na Bolívia

» No Brasil, os segredos de um golpe de Estado judiciário


Contos de fadas para adultos

Imprimir
enviar por email
Compartilhe

Publicado pela primeira vez em 1960, na Inglaterra, “Beijo”, de Roald Dahl, é formado por onze contos em que prevalece o tom sombrio, com detalhes do cotidiano que, aos poucos, constroem um clima de suspense e terror.

Leandro Oliveira - (26/01/2008)

As teorias sobre o conto, de um modo geral, falam da capacidade que o conto possui de transmitir o máximo de sensações por meio de uma estrutura concisa, às vezes até minimalista. No entanto, fala-se pouco a respeito dos livros de contos e da capacidade que estes possuem de apresentar idéias ao leitor através de um conjunto. Porque, embora o bom conto seja capaz, individualmente, de nocautear o leitor, prendendo sua atenção de um modo cada vez mais ávido até o desfecho final, o bom livro de contos aproveita-se de cada uma dessas peças para montar um mosaico de idéias estruturadas de modo a que o leitor identifique elementos que estão num nível acima e resultam de um trabalho consciente de montagem da obra.

Aliás, nesse caso, a analogia com peças de um conjunto que formam uma imagem seria imperfeita. A aproximação mais exata talvez seja a de um corpo, onde cada conto representa um órgão capaz de realizar sua função e que resulta no fato de o livro tornar-se vivo para o leitor. Destacar as idéias interessantes dos principais contos seria reduzir a obra, não enxergar a qualidade superior do conjunto. O bom livro de contos, portanto, é mais do que um livro que contém um conto perfeito. Pode ser até que, isoladamente, os contos não chamem tanto a atenção do leitor, mas o conjunto o faz reconhecer uma grande obra, montada de modo admirável. Esse é o caso de Beijo, de Roald Dahl (Editora Barracuda), uma obra em que o leitor encontra ótimas histórias, com diferentes idéias cativantes, mas que chama atenção pela possibilidade de o leitor reconhecer, através do conjunto de textos, a singularidade do autor.

Perturbação, assombro e nonsense

Publicado pela primeira vez em 1960, na Inglaterra, Beijo, de Roald Dahl, é formado por onze contos em que prevalece o tom sombrio, com detalhes do cotidiano que, aos poucos, constroem um clima de suspense e terror. Animais dóceis – um papagaio ou um pequeno cão – podem subitamente transformar-se em elementos de uma cena macabra, como no primeiro conto, “A dona da pensão”. Algumas histórias mostram uma obsessão em transformar donas de casa submissas em mulheres capazes de atos cruéis e vingativos, como nos contos “William e Mary” e “A ascensão aos céus” ou exibi-las com um caráter cínico, onde o autor, ao desenhar as personagens, beira a misoginia, como na estória “A Sra. Bixby e o casaco do coronel”.

Em outros contos, percebe-se um humor ácido, que serve bem ao recurso que Dahl utiliza, ao exagerar as características de certos personagens para torná-los mais interessantes, como o falso religioso de “O prazer do pastor” ou o homem que não consegue se relacionar com as mulheres, em “Georgy Porgy”. Em “Porco” há a utilização desses elementos sombrios e do humor negro para chamar a atenção ao tratamento dado aos animais. E “O Campeão do Mundo” – o último (e melhor) conto – traz os personagens mais interessantes da obra, Claud e Gordon, homens que se especializaram em capturar faisões de um aristocrata inglês, que bolam um plano fascinante para realizar o maior roubo de aves já visto.

Apesar de, à primeira vista, parecer existir em algumas histórias uma noção ingênua de que o bem prevalece sobre o mal, o livro é interessante pelo modo como Dahl consegue transmitir isso sem simplificações rasteiras, com finais surpreendentes e instigantes. Sendo o escritor também autor de obras infantis, parece haver em Beijo contos de fadas escritos para adultos, como nos livros de Lewis Carroll, mas que ao invés de finalizarem com o famoso "felizes para sempre", contêm apenas perturbação e assombro, com um pouco de nonsense.

Filho de pais noruegueses, o galês Roald Dahl é mais conhecido no Brasil por ser o autor de A fantástica fábrica de chocolate (Editora Martins Fontes) e outras histórias adaptadas para o cinema, como Os Gremlins e James e o pêssego gigante (Editora 34). Mesmo nessas histórias infantis é possível reconhecer as características da escrita do autor, no limite entre o estranho e o macabro. Beijo serve para evidenciar essas características pelas pontes facilmente reconhecíveis entre as histórias que o volume contém. São essas pontes que tornam o livro tão vivo para o leitor que procura boa literatura.



Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Leia mais sobre

» Cultura
» Literatura
» Seção {Palavra}


Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos