Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» 6 de julho de 2020

» Por uma moratória no Reconhecimento Facial

» Como nosso petróleo atiçou a cobiça dos EUA

» Preparados para o mundo pós-petróleo?

» 3 de julho de 2020

» Destrinchamos a nova lei que mercantiliza a água

» Literatura dos Arrabaldes: O decreto e o levante

» As fronteiras cruzadas em Apocalipse Now

» Bolsonaro usa o vírus para reinventar tortura

» 2 de julho de 2020

Rede Social


Edição francesa


» Cette « double autorité » qui écartèle les Palestiniens

» Aux origines de la secte Boko Haram

» Michel Onfray, le dernier nouveau philosophe

» Les forces de l'ordre social

» Vous avez dit « systémique » ?

» Un pays miné par les homicides policiers

» Décollage africain, marasme sénégalais

» BCE, enquête dans le temple de l'euro

» Le procès de M. Barack Obama

» Comment fonctionnent les systèmes de santé dans le monde


Edição em inglês


» Fossil fuel disarmament

» Oil production and consumption around the world

» OPEC's share of production in a changing oil market

» Passport power

» Prato's migrant workforce

» No going back to business as usual

» Trade war in strategic minerals

» When oil got cheaper than water

» A tale of two countries

» Jair Bolsonaro, wannabe dictator


Edição portuguesa


» Dois ou três lugares a preencher – a propósito de José Saramago

» A Jangada de Saramago

» Um homem chamado Saramago

» «O desastre actual é a total ausência de espírito crítico»

» Edição de Junho de 2020

» A fractura social

» Vender carros Audi na Birmânia

» Edição de Maio de 2020

» Defender os trabalhadores

» Todos crianças


LITERATURA

Palavra 22

Imprimir
enviar por email
Compartilhe

Lêdo Ivo: sorriso aos 80
O que Lêdo Ivo realiza em versos – e também em alguns de seus ensaios – serve de motivação para a crítica, isto é, deve-se analisar a relação entre modernistas e parnasianos em suas contraposições, mas também em suas convergências.
Aqui

Mapeando a cidade invisível
Se a mitologia penetrante e luminosa da Paris de Hemingway não é mais reproduzível, Vila-Matas acaba por conceber um tipo de mitologia pessoal e específica sobre seu romance de estréia.
Aqui

Estranho objeto
De súbito, faltou fôlego. Cessou a confusão do batismo cego. Poderia decidir-se por qualquer daqueles nomes, ou qualquer outro; subsistiria o mais terrível dos atributos, sempre. O que trazia nas mãos, nelas teria de seguir.
Aqui

Do que disseram
Aqui

Rodrigo Gurgel - (29/03/2008)

No ensaio que abre esta edição de Palavra, a obra do poeta Lêdo Ivo é a chama que instiga Pedro Marques a realizar o diálogo sempre postergado entre modernistas e parnasianos. À análise precisa soma-se, a cada parágrafo, o desejo de revelar ao leitor o alumbramento da verdadeira poesia, livre das frágeis e estreitas classificações que nos ensinam. No final, um toque memorialístico fecha este percurso crítico, confirmando o quanto a vida pode ser uma escola de poesia.

Marco Polli escreve sobre o novo livro de Vila-Matas no Brasil: Paris não tem fim. Sucinta mas aguda, a resenha comenta os traços marcantes do estilo desse barcelonês que, indiscutivelmente, é uma das principais vozes da literatura espanhola contemporânea.

A enigmática crônica de Diego Viana é uma aventura por entre a expectação e a insegurança com que o cotidiano nos seduz e ilude. Texto aberto às mais diversas interpretações – e exatamente por esse motivo, prazeroso.

É de uma expectativa semelhante à do cronista que o poema de Pedro Du Bois nos fala. Tudo está prometido ao homem. Mas a possibilidade da decepção está sempre a um passo de se transformar em certeza.

Rodrigo Gurgel, editor de Palavra



Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos