Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Gilvan, trabalho e sono no capitalismo periférico

» Por um imposto global sobre as transnacionais

» As eleições 2020 na encruzilhada brasileira

» Cinema: Os últimos soldados da Guerra Fria

» A eleição mais árdua de Evo Morales

» Reviravolta no Oriente Médio: os curdos podem resistir

» Atualismo: assim percebemos o tempo no século XXI

» Porto ameaça cartão-postal amazônico

» Banco Mundial, parceiro de maldades de Bolsonaro

» Por que os EUA traíram a guerrilha curda

Rede Social


Edição francesa


» Un journalisme de racolage

» Une Europe des citoyens

» Ces dures grèves des ouvriers américains

» 17 octobre 1961 : rendez-vous avec la barbarie

» La gauche dans son ghetto, la droite à la radio

» Les médias américains délaissent le monde

» Fruits et légumes au goût amer

» La Bolivie dans l'étau du néolibéralisme

» La crise suscite de sérieux remous en Irak et relance la guerre froide en Proche-Orient

» Les rivalités entre Washington, Moscou et Pékin


Edição em inglês


» Iraq's demographic time bomb

» October: the longer view

» Socialism resurgent?

» Power to decide who's guilty

» East Germany's loyal returnees

» Ankara realpolitik

» South Africa's lands must be shared

» Turkey's rival Islamists

» Argentina's unlikely presidential duo

» Reversing the polarities


Edição portuguesa


» A crise catalã nasceu em Madrid

» Quantas divisões há entre os curdos?

» Edição de Outubro de 2019

» Estabilidade para quem?

» Washington contra Pequim

» Edição de Setembro de 2019

» Portugal não pode parar?

» Quem elegeu Ursula von der Leyen?

» Edição de Agosto de 2019

» Plural e vinculado à esquerda


REBELIÕES

Cronologia Tibete-China

Imprimir
enviar por email

Ler Comentários
Compartilhe

Mathieu Vernerey - (21/04/2008)

1578 – Instauração da figura do Dalai-Lama pelo chefe mongol Altan Khan.

1642 – Dalai-Lama assume o poder, graças ao apoio dos mongóis.

1720-1792 – Os dirigentes tibetanos pedem apoio da China manchue para expulsar mongóis e nepaleses.

1904 – O Reino Unido, que ocupava uma parte da China, reconhece a soberania do Tibete.

1914 – O acordo assinado por britânicos, chineses e tibetanos não é seguido pela China.

Outubro de 1950 – Invasão de Lhasa por tropas chinesas.

10 março de 1959 – Início do levante contra a ocupação chinesa. Houve milhares de vítimas. O Dalai-Lama foge para Dharamsala , na Índia.

1965 – Pequim cria a “Região Autônoma do Tibete”.

1966/76 – Revolução Cultural: os monastérios são destruídos e religiosos perseguidos. Pequim não restituiria os direitos à liberdade de religião antes de 1980.

1979/84 – O Dalai-Lama é autorizado a enviar quatro missões de sondagem ao Tibete. Paralelamente, delegações políticas tibetanas encontram-se em Pequim em 1979 e 1984.

8 de março de 1989 – Depois de três dias de levantes anti-chineses, Beijing impõe a lei marcial em Lhasa. O conflito ceifou dezenas de vidas. Em outubro, Dalai-Lama obtém o Prêmio Nobel da Paz.

1996 - O Dalai-Lama propõe negociações sobre o futuro do Tibete, uma proposta à qual Beijing opõe o reconhecimento prévio da soberania chinesa sobre o Tibete.

2002-2003 - Retomada do diálogo informal.

2004 - Beijing publica um Livro Branco sobre “a modernização do Tibete” que denuncia o “Dalai-Lama e sua gangue”.




Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos