Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Lei Rouanet e a cultura em demolição

» Rebelião em Londres: é o clima ou o sistema?

» A “inteligência caolha” da família Bolsonaro

» Opacidade: o direito de escapar à vigilância total

» O crime de Guarapuava e as elites sem freios

» Boaventura: os EUA flertam com o direito názi

» Argentina: ainda bem que há eleições…

» O bispo que não vai para o céu

» Prisões brasileiras: relato de dentro do inferno

» Bernardet: “Tirei o corpo fora”

Rede Social


Edição francesa


» État d'urgence économique au Japon

» Rwanda, retour sur un aveuglement international

» La riposte des exclus

» La justice, pilier ou béquille de la démocratie ?

» La canicule, révélateur d'une santé malade

» La caution des scientifiques

» Dans l'enfer blanc de l'amiante

» Fiasco à La Haye

» L'immigration au miroir des échecs de la gauche

» « Faxer » ou périr, une culture de l'urgence


Edição em inglês


» The making and unmaking of Brazilian democracy

» Mica mining, why watchdogs count

» LMD's New York debates

» Decriminalizing the drug war?

» April: the longer view

» Housing, rubbish, walls and failing infrastructure in East Jerusalem

» Mining profits go to foreign investors

» Combatting climate change: veganism or a Green New Deal?

» Berlin's fight for expropriation

» Afghanistan: the fighting continues


Edição portuguesa


» Edição de Abril de 2019

» A nossa informação, as vossas escolhas

» O cordão sanitário

» O caso do Novo Banco: nacionalizar ou internacionalizar?

» Edição de Março de 2019

» Sabe bem informar tão pouco

» O presidente e os pirómanos

» Edição de Fevereiro e 2019

» As propinas reproduzem as desigualdades

» Luta de classes em França


LITERATURA

Poemas

Imprimir
Enviar
Compartilhe

Pedro Marques - (09/05/2008)

O shopping acha meus
olhos desarmados

Mergulho em cada loja
aterrisso num outdoor
já garoto propaganda
aceno aos passantes

Lindo da vida, promocional,
no ritmo rock- tecno- pop
do coração cabide contente
de mais uma marca

***

Venha morar no seu sonho:

Drogaria 24h, Pronto-Socorro de gato,
playground, berçário, supermercado,
academia, uma piscina de facilidades
com segurança altamente adestrada

Entre nesse paraíso de tela-plana:

Um feudo armado até os dentes,
uma casa-grande dia e noite monitorada,
uma república higienicamente-burra,
uma grande família

***

O casal sente que vai me cruzar
e manda aquele beijo de língua

Pior que, às vezes,
tô até sem fome...

Dou de louco e passo reto

Diz que beijo opera milagres,
sei que é bom anti-mendigo

***

Porra-Louca metido a Greenpeace
draga sanduíche de atum,
pechincha colar de índio
que morre de amarelão,

nem sabe andar de bicicleta
e só passa fome quando fuma um

Namorou uma vitrine
que lhe vendeu uma sandália,

cada pé já foi um naco
de jacaré-do-papo-amarelo

Do livro Em Cena Com o Absurdo (1998), em fase de republicação.



Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Leia mais sobre

» Cultura
» Literatura
» Seção {Palavra}


Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos