Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Adeus ao consumismo?

» Uma frustrante conferência do clima em Bonn

» Como o Brasil financia a crise climática

» Em Invisível, o corpo como política

» A legislação patriarcal sobre o corpo feminino

» “O novo Palácio de Inverno são os Bancos Centrais”

» “O novo Palácio de Inverno são os Bancos Centrais”

» Antonio Candido

» Para uma anatomia do conservadorismo

» Amazônia, história de um massacre esquecido

Rede Social


Edição francesa


» Faut-il coter les facultés européennes ?

» Corriger par l'impôt l'inique répartition des richesses

» Le jazz, gardien de la conscience

» De la Déclaration Balfour aux camps de l'U.N.R.W.A.

» Étincelles d'Afrique

» Visite guidée de Metsamor

» A Moscou, rêves de liberté et grand embouteillage

» Médias, le Parlement irlandais accuse

» « Le système a absorbé le virus »

» Syndrome de Stockholm à Disneyland Paris


Edição em inglês


» We still need human intelligence

» Groping for manhood

» Transnistria youth look to Catalonia

» Into the Afghan abyss (again)

» Drilling, drilling, everywhere...

» Laura Raim on Israel's control over women's lives

» Steven Mnuchin, foreclosure king of America

» Congress's romance with cowardice

» Conflict and drought starve Africa

» We don't do the thinking for you


Edição portuguesa


» Edição de Novembro de 2017

» O Estado e as catástrofes normais

» Chamar uma vitória pelo nome

» Para onde vão a educação e a ciência no pós-Troika?

» Que SNS temos? Que SNS queremos?

» Ordenar a floresta contra incêndios: não basta a silvicultura

» Os incêndios florestais, mais uma vez

» Edição de Outubro de 2017

» Trabalho à esquerda

» O século de Lenine


François Loncle

Jornalista.


Seus artigos nesse site:

Os números da indústria do sexo

No total, a prostituição mundial representa um faturamento anual de 5 a 7 bilhões de dólares (entre 13,7 e 19,2 bilhões de reais). Segundo a Interpol, uma prostituta renderia em média cerca de 250 mil reais por ano ao seu proxeneta

1º de novembro de 2001

Regulamentaristas e abolicionistas

Na verdade, a exigência que reivindicam sobre “o direito fundamental de dispor de seu corpo” atende objetivamente aos interesses dos proxenetas, principalmente por não permitir às próprias prostitutas que se emancipem do mundo do crime

1º de novembro de 2001

A rede da Europa Oriental

No continente europeu, o espaço do tráfico de mulheres abrange países “fornecedores” (Rússia, Ucrânia e Romênia), países de trânsito (essencialmente os países da ex-Iugoslávia e a Albânia) e os países destinatários (Itália, Alemanha, França...)

1º de novembro de 2001

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» A “América profunda” está de volta
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Finanças: sem luz no fim do túnel
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» O planeta reage aos desertos verdes
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos