Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» 3 de dezembro de 2021

» O capitalismo “verde” atado em seu nó ambiental

» Convite a politizar o mal-estar

» Convite a politizar o mal-estar

» Iná Camargo sai “Em defesa do Iluminismo”

» A politização do mundo e a despolitização da política

» Fugir do sistema. Mas para onde?

» 2 de dezembro de 2021

» A lei da precarização ameaça os advogados

» Viagem ao inferno do trabalho em plataformas

Rede Social


Edição francesa


» Magie du charcutage électoral aux États-Unis

» « La chasse aux serveurs est ouverte »

» L'investiture par la grâce des sondages

» De si gentils artistes gouvernementaux

» Diplomatie « des valeurs » à la sauce verte

» Alice Neel à contre-courant

» Mirages verts et sobriété californienne

» Harry Potter expliqué aux parents

» Revendications et occupations en mer de Chine méridionale

» Le Vietnam


Edição em inglês


» India, Pakistan and the new Afghan Great Game

» Rise of the right in Georgia's 14th district

» Vigilantes 2.0

» A new Hanseatic League for Europe

» Latvia, small and ever more divided

» Bolsonarism without Bolsonaro for Brazil?

» France's lucrative arms deals

» Bahrain unreformed

» In Iraq, ISIS is back in business

» Taliban victory sparks regional reset


Edição portuguesa


» Edição de Novembro de 2021

» O tecto de vidro europeu

» E a Grécia volta a ser exemplar

» Edição de Outubro de 2021

» Um império que não desarma

» Convergir para fazer que escolhas?

» O mundo em mutação e o Estado - em crise?

» Edição de Setembro de 2021

» Transformação e resiliência

» O caminho de Cabul


Niels Kadritzke

Jornalista, Berlim.


Seus artigos nesse site:

Turquia: discreta esperança

Uma nova Constituição, em debate, poderia substituir o laicismo de fachada — escudo para os interesses das elites e a interferência do exército na política — por uma democracia menos restrita. Mas que forças sociais poderão lutar em favor da mudança?

15 de fevereiro de 2008

Oportunidade perdida para os cipriotas

Os cipriotas gregos rejeitaram em plebiscito o plano de reunificação proposto pelas Nações Unidas e perderam, assim, a grande chance de ver a ilha unificada e boa parte dos refugiados de volta. E põem em cheque o futuro, que só pode existir com o norte o sul vivendo em paz

1º de maio de 2004

Entre ameaças e chantagens

Aproveitando-se da importância geográfica para um eventual ataque norte-americano ao Iraque, o governo de Abdullah Gül – que atravessa uma grave crise política interna – faz pressão sobre a União Européia, à qual pretende aderir

1º de março de 2003

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» A “América profunda” está de volta
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Finanças: sem luz no fim do túnel
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» O planeta reage aos desertos verdes
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos