Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» A nova volta do parafuso cubano

» Os EUA de Trump revivem os zoológicos humanos

» Para conhecer o mar de Ingmar Bergman

» Psiquiatras, Capitalismo e Lava Jato

» A “crise fiscal” e a queixa das hienas

» Visita guiada a uma noite insurgente

» Lula e o punitivismo penal

» Ressaca da Internet, espírito do tempo

» Cuba: as pedras no caminho da revolução

» Boaventura: o que aprender com a Nicarágua

Rede Social


Edição francesa


» Vers la réintégration des Touaregs au Mali

» L'oubli de l'animal

» L'Afrique sous la coupe du football

» La dérive d'une Croatie « ethniquement pure »

» A la recherche du cobaye idéal

» La survie de l'humanité en grand péril

» Les consommateurs victimes et complices

» Les Indiens des Amériques revendiquent leur droit à l'autodétermination

» Les limites de la solidarité internationale

» Sous la conduite des « généraux révolutionnaires » le Pérou s'achemine vers une seconde indépendance


Edição em inglês


» Commandos sans frontières

» The Empire smiles back

» Human zoos in the age of Trump

» Michael J Glennon on the growing power of the United States' national security bureaucracy

» Trump's ‘infrastructure' plan

» A children's Gitmo on the border

» East-west divide

» Population change by region

» Lure of the West

» Global population growth


Edição portuguesa


» Edição de Julho de 2018

» A divergência europeia

» O capricho do príncipe

» Edição de Junho de 2018

» Assalto ao trabalho e às pensões

» Lambe-botas de Washington

» Jerusalém: o erro crasso do presidente americano

» Edição de Maio de 2018

» Direitos, não incentivos

» Maio, uma esperança de oceano


René Passet

Professor na Universidade de Paris – I e ex-presidente do Conselho Científico da Associação para Taxação de Transações Financeiras para Ajuda dos Cidadãos (Attac). Autor, com Jean Liberman, de Mondialisation financière et terrorisme, ed. L’Atelier, Paris, 2002.


Seus artigos nesse site:

A crise vem de tão longe...

Nos últimos 20 anos, depois de um “círculo virtuoso” de felicidade geral, multiplicaram-se as crises – crise de crescimento, crise cambial, crise da chamada “nova economia” etc... Mas a crise não é conjuntural: é do próprio sistema

1º de novembro de 2002

Emprego: a curto ou longo prazo?

Devemos permanecer fiéis aos dogmas dos últimos 20 anos, que levaram a uma profunda fratura social no México e na Rússia? Ou é possível propor uma visão que leve em conta os interesses dos homens e mulheres do planeta pondo a seu serviço as tecnologias?

12 de outubro de 2000

Por uma economia plural

O interesse individual exprime-se no mercado, cuja sanção é o lucro. O mercado, contudo, não pode assegurar as duas funções para as quais não foi concebido: a reprodução dos recursos humanos e dos recursos naturais

12 de maio de 2000

Uma reforma radical da Previdência

A luta por um salário mínimo universal e vitalício é a única alternativa eficiente contra o desemprego e a precarização do trabalho. Este benefício garantiria a satisfação das necessidades humanas básicas e a ele teriam direito todos os seres humanos adultos — independentemente de trabalharem!

1º de dezembro de 1999

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» A “América profunda” está de volta
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Finanças: sem luz no fim do túnel
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» O planeta reage aos desertos verdes
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos