Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» As democracias engolidas e o erro de Piketty

» Eles lutam por todos nós

» Paulo Guedes, o bravateiro velhaco

» Mídia: a descarada sabotagem a Bernie Sanders

» Cronofagia: o roubo do tempo, sono e ideias

» Economia: o fantasma da crise externa

» Aos pobres, a xepa

» Por que o Brasil precisa de um Estado gastador

» A empregada de Guedes e a cozinheira de Lênin

» Esquerda e governo: ideias e lições históricas (2)

Rede Social


Edição francesa


» L'Afrique conteste en rap

» Les sondés ne veulent plus parler

» Apolitisme très politique des journaux municipaux

» La force molle de la social-démocratie

» L'enfance, une espèce en danger ?

» Progrès technologique et régression sociale

» La recolonisation du plus pauvre pays de l'hémisphère occidental

» Taïwan, ou l'indépendance dans le brouillard

» Sur les causes de la pauvreté des nations et des hommes dans le monde contemporain

» La criminalité en « col blanc », ou la continuation des affaires…


Edição em inglês


» US ideologues in the ascendant?

» US ideologues in the ascendant?

» Rojava, a fragmented territory

» Australia's angriest summer

» February: the longer view

» African national parks managed by African Parks

» Genetic medicine makes the world less fair

» From apartheid to philanthropy

» Who is the land for?

» Belarus, the industrious state


Edição portuguesa


» Edição de Fevereiro de 2020

» O que Donald Trump permite…

» As marcas do frio

» Edição de Janeiro de 2020

» Embaraços externos

» De Santiago a Paris, os povos na rua

» Que prioridades para uma governação mais à esquerda?

» Edição de Dezembro de 2019

» Uma fractura social exposta

» «Uma chacina»


Comentários sobre esse texto:

Após o tsunami

Os paise fortes do mundo, tem memória curta, eles esquecem muito rapido, entram na midia só durante o ocorrido, para mostrar sua potência, mas vao continuar a nao ajudar em nada , nao há interesse, em darem soluções para este paises pobres.Pois querem te-los justamente com dependentes não só financeiro,fisico etc.Desta forma vao continuar mostrando que eles são poderosos.


Helen
2006-05-31 22:45:51

Após o tsunami

Por que os países subdesenvolvidos não decretam a moratória? Mas ao invés de não pagar a dívida externa, anunciem que não irão pagar os juros dessa dívida.Este juros é uma bola de neve. Recurso que deveriam ser investidos em infra-estrutura vão para as super potências. E ainda temos que ouvir dizer que os países do sul são subdesenvolvidos. E como podem se desenvolver, quando estão amarrados pela dívida externa?
É lamentavel que muitas pessoas ainda acreditem na teoria neomalthusiana. E que muitas dessas são os presidentes dos países do norte.E o mais lamentável é que são poucos os políticos do sul que têm punho forte para decretar tal moratória.


Fernando
2006-05-31 15:08:36

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.