Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» 25 de outubro de 2021

» Clima: por que é possível vencer o fatalismo

» Sobre meninas, violência e o direito ao aborto

» Pochmann: É necessária nova abolição

» Seriam os QR Codes microespiões do capital?

» A complexa relação entre o neoliberalismo e a dor

» Boaventura: o poder cru e o poder cozido

» Mulheres com um jeito vagalume de ser

» 21 de outubro de 2021

» Para desvendar as lógicas do capital e da guerra

Rede Social


Edição francesa


» Trompeuses métaphores du cancer

» Etes-vous heureux, ravi ou enchanté de travailler dans un institut de sondage ?

» « Le Monde diplomatique » en Algérie

» Infernal manège des sondages

» Droit du travail : vers des « jugements automatiques »

» Mes vacances en Terre sainte

» Les bonnes recettes de la télé-réalité

» Mme Michèle Alliot-Marie emportée par la foule

» Jusqu'où obéir à la loi ?

» Ces « traîtres » qui sauvèrent l'honneur de la France


Edição em inglês


» ‘Le Monde diplomatique' in Algeria

» Millennial Schmäh

» UK: what happened to the right to food?

» Taiwan at the heart of the US-China conflict

» October: the longer view

» What do we produce, and why?

» Hunger in France's land of plenty

» In search of a good food deal

» Georgia's love-hate affair with Russia

» Latin America faces tough choices


Edição portuguesa


» Edição de Outubro de 2021

» Um império que não desarma

» Convergir para fazer que escolhas?

» O mundo em mutação e o Estado - em crise?

» Edição de Setembro de 2021

» Transformação e resiliência

» O caminho de Cabul

» Edição de Agosto de 2021

» Ditadura digital

» Desigualdades digitais


Comentários sobre esse texto:

Milagres da multiplicação de votos

Olá! Meu nome é Bruno, sou evangélico e tenho 22 anos. Concordo com a matéria. O Evangelho de Jesus Cristo não tem muito a ver com fazer as pessoas acreditarem em partidos políticos e a impor as pessoas a votarem em fulano ou sicrano. Isto é uma obrigação ou dever socio-político de cada cidadão brasileiro. Não tem que levar aos Púlpitos das Igrejas personagem político algum, pois o altar do Senhor é Santo e para se tratar de coisas Santas. Quero expressar minha opinião como cristão e como cidadão, de que os líderes de Igrejas Evangélicas (não importa se são milhares ou milhões)que praticam politicagem nos púlpitos, CERTAMENTE (falo com base bíblica) não são cristãos no sentido real. Estão sim interessados em outras coisas que não são apresentadas de imediato($). Cara e postura de pastores, mas pode ter certeza que são detratores da moral, do caráter cristão. Estou indignado com a postura desses falsos líderes que usam o seu poder de persuasão para consentir com políticos e obter votos para estes. Porém gostaria de dizer que ainda existem Igrejas Evangélicas , grandes, de referência nacional, que não se vedem a preço algum. Ainda existem Igrejas no sentido real. O Obscurantismo dos falsos pastores não pode manchar o brilho de Igrejas valentes e de caráter reto. A esperança do Brasil está em algo poderoso e transformador como o Evangelho de Jesus e acredito que as Igrejas que ainda permanecer imaculadas (quanto as corrupções) cumprirão esta missão no nosso país.


Cássio Bruno
2007-02-21 03:01:23

Milagres da multiplicação de votos

Muito bom o texto. Imparcial e factual.


Vagno Fernandes
2006-09-25 18:40:40

Milagres da multiplicação de votos

O poder da Igreja
Estamos vivendo um momento muito especial da Igreja, onde a manifestação da sabadoria é o ponto crucial para vencermos as batalhas do mundo atual,de forma que pela força do poder do evangelho revelado possamos viver este momento sendo agraciados sem ser corrompidos com a tradição religiosa que está contaminando até os evangélicos. Vejamos o poder desta palavra, que jamais poderá ser anulada:
"E cantavam um novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro, e de abrir os seus selos; porque foste morto, e com o teu sangue compraste para Deus homens de toda tribo, e língua, e povo, e nação; E para o nosso Deus os fizestes reis(governos)e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra" (Apoc. 5:9,10). Não podemos fugir da determinação da profecia e da revelação de q/ o sacrifício do Senhor Jesus Cristo, o sangue derramado na cruz, tem por objetivo de Deus, comprar homens do mundo inteiro para serem ungidos reis(governantes) e sacerdotes para conduzirem o povo de Deus para o verdadero conhecimento da vontade de Deus. Deus com sua suprema sabedoria, nos conduz através de Jesus à loucura da determinação que tudo é nosso, reinos, igrejas, nações, tudo é nosso, e nós de Cristo, e Cristo de Deus. Mesmo q/ alguns mensageiros ultrapassados, tentem ofuscar o poder da profecia e conseqüentemente o poder da igreja, o Senhor Jesus fará a sua obra completa em sua igreja, restabelecendo tudo, preparando tudo para entregar a Deus (I Cor. 15:27). O mundo não vê e jamais verá os mistérios de Deus e suas revelações. Nunca anteriormente se viu tamanha explosão do evangelho, tamanha valorização do Povo de Deus como hoje, tomando posse de vários segmentos da sociedade. Ninguém poderá impedir a ação do Espírito Santo, levando o Crente e colocando-o como cabeça em todo segmento da sociedade,"Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sebadoria, aprouve a Deus salvar os Crentes pela loucura da pregação"(I Cor.1:21). Chegou o momento em que Deus quer ver o Crente ter carater de Crente, e escolher p/administrar o povo de Deus, homens compromissados e conhecedores do sacrifício do Senhor Jesus, pois pelo Teu sangue tem preparado reis (governos) e sacerdotes para reinarem sobre a terra. Amados, chegou o momento da Igreja mostrar o seu poder e autoridade q/ Jesus derramou sobre nós, na oração sincera de todas as Igrerjas, do compromisso dos Pastores, q/ não deixam se se corromper por políticos q/ não sejam crentes, pois os tais não conhecem o sacrifício de Jesus.
Deus nos deu autoridade para mudar nosso Município, Estado e País pois esta é a vontade de Deus.
"Porás certamente sobre tí como rei(governante) aquele que o Senhor teu Deus escolher:dentre os teus irmãos porás sobre ti rei(governante), aquele que escolher o Senhor teu Deus:dentre os teus irmãos porás reis sobre ti, não poderás por homem estranho sobre tí que não seja do teus irmãos" (Dt. 17:15)
"E a uns pôs Deus na Igreja, primeiramente, apóstolos, em seg. lugar profetas, em terceiro doutores, depois milagres, depois dons de curar, socorros ,GOVERNOS, variedade de línguas."(I cor. 12:28)


Raniere
2006-08-28 16:03:34

Milagres da multiplicação de votos

O que mais nos assusta, é que em lugar do engajamento dos evangelicos representar uma esperança de melhoria da moral, da ética e do comportamento na política nacional, em particular no Congresso, o que temos visto é políticos evangélicos envolvidos em mais corrupção e safadeza. Nada contra que os religiosos, evangélicos ou não, se envolvam com política. A questão é que a maioria se elege usando o nome de Deus e depois trabalham com o objetivo de salvar a própria alma e passam a rezar em benefício apenas do próprio umbigo e dos seus apaziguados. É a realidade e é lamentável...


aguiar
2006-06-23 14:54:51

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.