Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» 29 de novembro de 2021

» Breve nota sobre a futilidade do sucesso

» Paulo Freire e a aposta na comunicação libertadora

» Pochmann: do colonialismo mental ao tecnológico

» 26 de novembro de 2021

» Mundo em desencanto: a alternativa do Comum

» Da tabelinha futebol e literatura sai gol de letra

» A potente imaginação política do Teatro Legislativo

» O tempo de tecer comunidade

» Somos todos cavalos

Rede Social


Edição francesa


» Mirages verts et sobriété californienne

» Harry Potter expliqué aux parents

» Revendications et occupations en mer de Chine méridionale

» Le Vietnam

» De la décolonisation à la troisième guerre du Vietnam

» Diaspora vietnamienne

» Vietnam, comparaisons régionales

» La libération inachevée des Afro-Américains

» L'apparition d'un nouveau type d'homme

» Une flammèche obstinée a embrasé la Guadeloupe


Edição em inglês


» Iraq's great divides

» China is open for investment

» Colonial accountability in Niger

» In search of luxurious communism

» November: the longer view

» The carbon balance

» CO2 emissions around the world

» What's in a phone?

» If only Assange had been Navalny

» India's silent but deadly killer


Edição portuguesa


» Edição de Novembro de 2021

» O tecto de vidro europeu

» E a Grécia volta a ser exemplar

» Edição de Outubro de 2021

» Um império que não desarma

» Convergir para fazer que escolhas?

» O mundo em mutação e o Estado - em crise?

» Edição de Setembro de 2021

» Transformação e resiliência

» O caminho de Cabul


Comentários sobre esse texto:

artrose

gostei muito dos artigos relacionados pois meu pai sofre de artrose e tem tomado muitos medicamentos para essa doença inclusive glucosamina e condroitina mais os resultados estão sendo pouco satisfatório, gostaria que se
possível alguem que soubesse algum medicamento alopatico ,homeopatico ou ervas que se comunicassem pelo i-mail ziolkowski@terra.com.br muito obrigado



2006-09-24 18:57:57

Os vendedores de doenças

Eu percebi que algo estava errado quando ia a um médico alopata (os tais clínicos-gerais) com gripe, ele me receitava R$20 ou R$30 de medicamentos para mascarar os sintomas, e depois de algumas semanas a gripe me pegava de novo. Até que um homeopata me receitou um remédio de R$2 e finalmente fui curado. Virei adepto da homeopatia.
Os laboratórios encontraram um jeito de intoxicar a humanidade inteira e ganhar bilhões com isso. Parabéns ao ser humano!
Capitalismo é isso: cada um tenta lucrar o máximo às custas dos outros. E tem gente que jura de pé junto que deu certo!
Abraços


Grillo N
2006-06-19 19:22:30

Os vendedores de doenças

Não é nada surpreendente perceber mais este tipo de comportamento (nada recente) dentro da lógica capitalista que, impiedosamente, manipula e diminui toda e qualquer questão ao mero motivo da ampliação de seu lucro. Além da indústria farmacêutica, (e vide os preços exorbitantes dos planos de saúde/relacionando à questão que envolve o Estado), outras realidades também são mascaradas, com o mesmo intuito do aumento de lucro, através de estratégias perversas. Lamentavelmente, nota-se cada vez mais os impactos deste tipo de manipulação, em prol da lógica imposta pelo sistema capitalista.


Lize Almeida
2006-06-16 19:27:44

Os vendedores de doenças

A questão não se resume às industrias farmacéutica, mas é um problema sistémico. Este tipo de comportamento só é possível porque exsite toda uma estrutura governamental que favorece, com financiamneto para pesquisas, concessões, etc. Os curriculos escolares são todos montados para favorecer ao sistema, nas universidades não se aprende a valorizar os conhecimentos locais, sobre prevenção e tratanento das doenças, mas aprendemos a nos apropriar deste conhecimento e transforma-los em produtos para o mercado (ex: os fitoterápicos). E ainda tem os meios de comunicação que a todo momento nos dizem que somos doentes em potencial e precisamos de medicamnetos para não morrermos.
E muito mais...


Francisco Nogueira
2006-06-16 02:09:28

Os vendedores de doenças

É preciso ampliar o entendimento do conceito de saúde, não ficando preso ao conceito mecanicista. Pois, hoje, a ciência já aceita a origem psicossomática das doenças, demonstrando que a origem delas está além do campo físico.
Quando compreendermos que não há doenças, mas doentes, a medicina será mais humanizada e ações publicitárias como estas não surtirão mais efeito.


Fabio
2006-06-14 00:19:37

Os vendedores de doenças

Detesto esses laboratórios sugadores

Desde que fui vitima de uma artrose nos dois joelhos fiquei disiludido com essa medicina alopatia, fiquei 6 meses em tratamento de fisioterapia usando anti-inflamatório e nada de melhorar, sentia a cada dia mais próximo de uma cadeira de rodas. Os médicos diziam que só uma cirurgia resolveria o problema, eu detestava aquelas teses sem fundamentos. Li muitos artigos em Seleções que advertiam que uma cirurgia em joelhos seria um eterno problema. Quando estava faltando quinze dias para completar nove meses de sofrimento encotrei na internet uma receita simples barata sem contra indicação que seria a minha salvação, a casca de nozes feito chá. Comecei a tomar quinze dias depois voltei a andar dentro de dois meses tudo voltou ao normal, hoje estou curado sem pagar nada ao esfomeados laboratórios, fabricante de doenças alienando o povo do mundo.
PS Essa receita encontrei pelo buscador do Google colocando o nome da doença que sofria.
meu e-mail é morja@intergate.com.br

Mário Osny Rosa


Mário Osny Rosa
2006-06-14 00:16:37

Os vendedores de doenças

Enquanto isso, a Homeopatia e a Acupuntura continuam sendo as mais eficazes opções. Após mais de dez anos sofrendo com um problema pulmonar que retornava a cada ano, forçando-me a consumir antibióticos e medicamentos caros, sem jamais obter solução, busquei a Homeopatia. Em quatro meses, fui curado da doença, que para a alopatia era incurável. E ainda por cima, gastando pouco.
Só então percebi que o objetivo da alopatia não é curar, e sim cronificar qualquer disfunção, transformando o ser humano em eterno consumidor de medicamentos. Todo idoso, por exemplo, gasta a maior parte da aposentadoria em remédios alopáticos.
Alopatia não é medicina, é comércio.


Francisco
2006-06-13 23:57:05

Os vendedores de doenças

É com satisfação que li este artigo do Diplo, pois vejo que torna-se cada vez mais acessível a todas as pessoas o conhecimento da manipulação das industrias farmacêuticas sobre a vida, com uma banalização da existência. Trabalho por um ensino médico e saúde pública mais humanizada e artigos como este só vem a aumentar a esperança em ações em saúde mais de acordo com as reais necessidades das pessoas! Saúde e bom trabalho a todos!

Marcelo Maravieski
Médico Homeopata
Mestre em Saúde Pública



2006-06-07 04:17:49

Os vendedores de doenças

É notoria a aceitação para este tipo de esbulhamento financeiro da humanidade.Esses individuos que assim procedem deveriam estar na prisão.Este comportamento das industrias farmaceuticas é igual a do assaltante que se apossa dos bens de outra pessoa.
Atenciosamente

Luiz Manoel Navarro


Site: Os vendedores de doenças
luiz Manoel Navarro
2006-05-25 14:18:43

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.