Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Uma semana contra o Capitalismo de Desastre

» Na Argentina, algo além de Macri começa a cair

» Transportes: a atualidade da Tarifa Zero

» Aos super ricos, os super genes?

» A Ideologia da Mineração está em xeque

» Orçamento 2020 expõe o Bolsonaro das elites

» A esquecida questão da desigualdade energética

» Crônica de Cuba, em incerta transição

» “Direitos Já”: Uma perigosa contradição

» Cinema: Espelhos deformantes

Rede Social


Edição francesa


» Libye, l'appel du devoir

» La gauche française bute sur l'Europe

» Fédéralisme à l'allemande et évolutions politiques

» « Métro, boulot, tombeau »

» Plus haute sera la prochaine tour

» Le Media Lab aux avant-postes du cybermonde

» Echec à la corruption au Brésil

» Les beaux jours de la corruption à la française

» Parler français ou la « langue des maîtres » ?

» Au Portugal, austérité et contestation


Edição em inglês


» The logs of war

» Benjamin Netanyahu, best friend of the far right

» September: the longer view

» Afghan peace talks: Trump tweets, Taliban fights

» An inexhaustible myth in times of extreme adversity

» What happened to social solidarity?

» Sudan: conflict, violence and repression

» Russia's appointed billionaires

» Another end is possible

» Arms sales: the Swedish model


Edição portuguesa


» Edição de Setembro de 2019

» Portugal não pode parar?

» Quem elegeu Ursula von der Leyen?

» Edição de Agosto de 2019

» Plural e vinculado à esquerda

» Os talibãs de São Francisco

» Edição de Julho de 2019

» Inconsistências (ou o sono da razão?)

» Comércio livre ou ecologia!

» Edição de Junho de 2019


Comentários sobre esse texto:

Mudança pela metade

É profundamente lastimável que, com a supressão da Comissão dos Direitos Humanos e a criação, em seu lugar, do Conselho de Direitos Humanos, tenha sido interrompido o processo do projeto de um Protocolo Facultativo do PIDESC. Oxalá a supressão da Comissão não tenha tido o objetivo oculto de suprimir este projeto (prestes a ser promulgado e já com data marcada para dez de 2006!) tão importante para que a sociedade civíl dos Estados Parte possa exercer pressão sobre o seu governo e denunciar a mais truculenta das violações dos direitos econômicos, sociais e culturais que é a passividade dos nossos governos diante a crescente pobreza, por um lado, e a acumulação da riqueza em poucas mãos escancarando, por ex. no Brasil, uma das mais vergonhosas desigualdades sociais do planeta.
Espero que o novo "Conselho dos Direitos Humanos" dê a mais alta prioridade à promulgação do Protocolo Facultativo ao PIDESC. Todos os direitos fundamentais - sejam civis e políticos, sejam sociais, econômicos e culturais - devem ser acionáveis pela sociedade civil e demandam séria e responsável observância!

Leia-se PIOVESAN, Flávia (1996). Direitos Humanos e o Direito Constitucional Internacional. São Paulo: Max Limonad.


Site: MUDANÇA PELA METADE
Hans Benno Asseburg
2006-12-30 01:04:46

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.