Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» 20 de maio de 2022

» O impasse da democracia e o dilema feminista

» Como o patriarcado engole a democracia

» O modernismo a contrapelo – em exposição e livro

» Argentina: a potência das cooperativas de plataforma

» 19 de maio de 2022

» O mundo à beira da grande crise alimentar

» O que o Brasil pode perder sem a Eletrobras

» A distopia trabalhista da Amazon

» Cinema: A arte de observar a poesia das miudezas

Rede Social


Edição francesa


» Mario Vargas Llosa, Victor Hugo et « Les Misérables »

» Des médias en tenue camouflée

» Jénine, enquête sur un crime de guerre

» Le monde arabe en ébullition

» Au Proche-Orient, les partis pris de la Maison Blanche

» L'abolition du territoire

» Regard sur Sarajevo

» Les progrès du libéralisme économique à Sri-Lanka

» Le marché du blé pourra-t-il être codifié par un nouvel accord international ?

» Le président Marcos allié gênant et retors des États-Unis


Edição em inglês


» Lebanon: ‘Preserving the past in hope of building the future'

» May: the longer view

» Fragmented territories

» A clash of memories

» Alsace's toxic time bomb

» The poisonous problem of France's nuclear waste

» Can Medellín change its image?

» Venezuela: a ‘country without a state'

» The urgent need to preserve Lebanon's past

» French troops forced to withdraw from Mali


Edição portuguesa


» Morrer em Jenin

» Recortes de Imprensa

» Será a caneta mais poderosa do que a espada?

» A Hipótese Cinema

» Um projecto ecofeminista em Aveiro

» David Bowie em leilão

» Como Pequim absorveu Hong Kong

» Na Colômbia, o garrote Medellín

» Face ao colapso, o Líbano quer preservar a sua memória

» Continua a Inglaterra a ser britânica?


Comentários sobre esse texto:

O novo despertar do Vietnã

Afinal tenho informações atualizadas sobre o Vietnã. Nos últimos meses ouvi notícias de viagens turísticas ao Vietnã de pessoas bem situadas,do Brasil e da França. Perguntei-me o que estava acontecendo no mundo que eu desconhecia. Agradeço os esclarecimentos.
O irresistível poder do mercado.


Inez
2007-03-02 03:10:59

O novo despertar do Vietnã

Prezados Senhores,
Inicialmente, agradeço a gentileza da remessa do boletim informativo.
Fiquei surpreso com a reviravolta ocorrida no Vietnã. Tenho 64 anos e ainda lembro-me com bastante e vívida clareza da epopéia vivida pelo Vietnã, que marcou o pós-II Guerra Mundial no Século XX. Saigon, os legendários e tenases vietcongues, o general Giap, as batalhas contra os poderosos exércitos invasores dos EUA, o golfo de Tonkin, Khe Sahn, o desfolhante laranja e a destruição das florestas, da agricultura, do solo e dos rios; a fuga dos norte-americanos, a vitória ímpar de um pequeno país de povo subnutrido de tez amarela e olhos amendoados que ousaram vencer e expulsar os soldados do III Império Romano do Ocidente etc. Lembro-me das negociações do tratado de paz em Paris... Tudo isso já faz parte do passado... Só quem vivenciou pode avaliar. As novas e futuras gerações não se lembrarão dos valorosos combatentes, dos bombardeios, da destruição do país, da morte de milhões de compatriotas, da dor, do sofrimento imposto a todo o povo e a todo aquele pequeno país do longínquo Sudeste Asiático.
Obrigado pelas informações atualizadas.
Fraternalmente,
Cláudio de Mendonça Ribeiro, de Casimiro de Abreu, RJ.


Cláudio de Mendonça Ribeiro
2007-02-15 00:42:28

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.