Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» 10 de julho de 2020

» A luta decisiva contra o reconhecimento facial

» “Austeridade”, uma concha vazia

» Um vírus que revela nosso dissídio com a Natureza

» (Auto)cuidado – coletivo, político e inadiável

» Por que aproxima-se uma onda de fome no Brasil

» 9 de julho de 2020

» A formação da personalidade autoritária

» A estratégia indígena para enfrentar o vírus

» Brasão da PM: coleção de massacres em nome da elite

Rede Social


Edição francesa


» Primes pour stimuler la production et sanctions contre les pratiques illégales

» Les difficultés de l'économie soviétique ravivent le débat entre traditionalistes et partisans de la réforme

» Comment le Sahel est devenu une poudrière

» Tout commence, tout finit à Gaza

» Cette « double autorité » qui écartèle les Palestiniens

» Aux origines de la secte Boko Haram

» Michel Onfray, le dernier nouveau philosophe

» Les forces de l'ordre social

» Vous avez dit « systémique » ?

» Un pays miné par les homicides policiers


Edição em inglês


» Cities: the power of the urban

» July: the longer view

» Fossil fuel disarmament

» Oil production and consumption around the world

» OPEC's share of production in a changing oil market

» Passport power

» Prato's migrant workforce

» No going back to business as usual

» Trade war in strategic minerals

» When oil got cheaper than water


Edição portuguesa


» Edição de Julho de 2020

» Metáforas bélicas

» Alguém disse «sistémico»?

» Dois ou três lugares a preencher – a propósito de José Saramago

» A Jangada de Saramago

» Um homem chamado Saramago

» «O desastre actual é a total ausência de espírito crítico»

» Edição de Junho de 2020

» A fractura social

» Vender carros Audi na Birmânia


Comentários sobre esse texto:

Kosovo: nova bomba-relógio nos Balcãs

Sem dúvida o autor do texto entende muito a questão do Kosovo, do que o representante da ONU, para lá enviado por pressão dos Estados Unidos e membros da União Européia, quando decidiram bombardear a antiga Iugoslávia, alimentando o problema, na verdade.

A proposta do sr. Althisari é a continuação da agressão sem precedentes a um país independente e soberano, como é a Sérvia e apenas favorecerá os "rebeldes" albaneses do Kosovo, que viram na insurreição um bom negócio para atrair o apoio dos países ocidentais e agora querem mantê-lo a qualquer custo.

Efetivamente se aprovada a absurda proposta, estarão abertas as portas, por que não, para algumas comunidades que são maioria em cidades dos Estados Unidos, Inglaterra, França, dentre outros, iniciarem um processo semelhante de independência.

Os países ocidentais estimulam um sentimento anti-sérvio despropositado, aconchegando-se na cômoda situação de escolher um culpado pelos fatos e simular uma ajuda para estabelecer uma democracia étnica no Kosovo, mas omitindo as agressões sofridas pelos sérvios daquela região.

A longo prazo a proposta está fadada ao fracasso, fomentando mais ressentimentos.


Paulo Gomes
2007-03-30 01:07:36

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.