Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Geopolítica das próximas Guerras pela Água

» Uma caminhada na cidade dos não-confinados

» O dinheiro que não existia reaparece

» Bolsonaro recuou. Por quê?

» China: as lições da pandemia e o depois

» Brasil: a insanidade vai muito além de Bolsonaro

» Vigilância em tempos de educação à distância

» Todos escrevem ao Presidente

» Mapas do coronavírus: desafios e direções

» Três medidas de emergência contra a crise social

Rede Social


Edição francesa


» Le refus de Sartre

» Une guerre tous azimuts

» Parrain privé, chaîne publique

» « Big Pharma », ou la corruption ordinaire

» Ravages cachés du sous-emploi

» Quand l'OMS épouse la cause des firmes pharmaceutiques

» Les confidences de M. Tietmeyer, architecte de l'euro

» Des services publics garants de l'intérêt général

» La citoyenneté au bord du gouffre

» À nos lecteurs


Edição em inglês


» To our readers

» Bangsamoro: Philippines' new Muslim-majority region

» Artist and filmmaker

» Looking without blinking

» Politics of city diplomacy

» The return of the city-state

» Philippines revives self-rule for Bangsamoro

» Marawi, the Philippines' ruined city

» Impasse in Morocco

» And now get lost, France!


Edição portuguesa


» Edição de Março de 2020

» Um Brexit para nada?

» A precariedade não é só dos precários

» Edição de Fevereiro de 2020

» O que Donald Trump permite…

» As marcas do frio

» Edição de Janeiro de 2020

» Embaraços externos

» De Santiago a Paris, os povos na rua

» Que prioridades para uma governação mais à esquerda?


Comentários sobre esse texto:

Os cadernos inéditos de Che Guevara

O proprosito de Che com certeza é louvavel,digo que ainda é porque ele morreu,mas seu ensinamento esta dentro de cada um que luta por justiça e igualdade.
E aqueles que criticam com certeza estão do lado do imperialismo que insiste em colocar a memoria de Che no chão.
Ou se esta do lado de Che ou se esta do lado de Bush...portanto escolham!
Eu fico com Che e que meu filho seja como ele.


emanuche
2008-04-24 00:56:07

Leiam este artigo sobre o verdadeiro Che.

Li este artigo e achei muito bom, leiam!

http://segundasintencoes.wordpress.com/2007/12/05/o-verdadeiro-che/


Site: O verdadeiro Che

2007-12-06 18:25:02

Os cadernos inéditos de Che Guevara

Pois é Agatocles, parece que o próprio Che ficou desapontado com o comunismo.


Paulo
2007-12-01 06:05:09

Os cadernos inéditos de Che Guevara

Que blá-blá-blá, meu caro Eider! Além de desconhecer a história e a utopia revolucionária dos idos 60, em seu contexto político e contra-cultural, falta-lhe correção gramatical: excluído da escol comunista, que seguia a cartilha dos "calhamaços soviéticos", o Che morreu só, com determinação e coragem, que lhe eram peculiares; abandonado à sua própria sorte, na selva boliviana, sem o apoio de seu "fiel amigo" Fidel.
Um guerrilheiro romântico, talvez, mas respeitemos sua memória e o significado de sua história para as gerações futuras.
Paulo C Lessa
jornalista-mestre em NTIC


Paulo Luiz Chrispim Lessa
2007-10-24 02:39:43

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.