Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» A Revolta Latina, a crise dos EUA e a esquerda

» No cinema, o ser fragmentado dos indígenas

» Seriam os neoliberais terraplanistas?

» Paulo Guedes sonha com seu 18 Brumário

» A hegemonia pentecostal no Brasil

» O que muda (para pior) no financiamento do SUS

» Outra Contrarreforma – dessa vez, Administrativa

» Quando os neoliberais encontram os fascistas

» Começam lançamentos de Amazônia

» No centro da revolta global, o feminismo

Rede Social


Edição francesa


» Le vent s'est levé

» Citoyens, ou... nécessiteux ?

» Une sixième vague

» Retraite à points... de non-retour

» L'offensive libérale contre le monde du travail

» « Donner confiance aux hommes »

» Naissance d'un charisme

» Une nouvelle proie, les télécommunications

» Noblesse et misères du syndicalisme

» Dans l'Ohio, les emplois volés de Fostoria


Edição em inglês


» Shattering the conspiracy of silence

» This must be called murder

» Bolivia's coup

» Algeria's massive movement for change

» Islamists make common cause with the Hirak

» Grenfell's untold story

» DUP no longer kingmaker

» DUP no longer kingmaker

» Northern Ireland's deep state

» Law's disorder in Nigeria


Edição portuguesa


» Assinatura de 6 meses: só 18 €

» Golpe de Estado contra Evo Morales

» Será que a esquerda boliviana produziu os seus coveiros?

» A era dos golpes de Estado discretos

» Pequeno manual de desestabilização na Bolívia

» No Brasil, os segredos de um golpe de Estado judiciário

» Edição de Novembro de 2019

» Sempre uma coisa defronte da outra

» OTAN: até quando?

» Alojamento local-global: especulação imobiliária e desalojamento


Comentários sobre esse texto:

Um brinde no Largo do Arouche

Que narrativa viciante!

Muito bom!

Tava procurando por noticias sobre o Largo do Arouche, mas quando me deparei com esse texto não consegui mais parar de ler!



2008-03-20 16:05:06

Um brinde no Largo do Arouche

Nunca pensei que uma narrativa sobre um taxi rodando com uma bicha pelas ruas de São Paulo pudesse me tirar o fôlego. Gostaria de ler mais coisas do autor. Parabéns.


Ronaldo Monte
2007-11-06 16:12:59

Um brinde no Largo do Arouche

Genial!

Adorei a narrativa, tudo, tudo. Gostaria de ler mais textos do autor.



2007-11-06 04:37:24

Um brinde no Largo do Arouche

São Paulo me assombra o tempo todo, não importa onde eu esteja - Caxingui ou Little Italy. E assim como o "tiozinho" do taxi, nada se passa no meu coração quando na esquina feia do Caetano. Mas é um nada tão denso, tão plúmbeo que intoxica os sentidos. E daí, ninguém sabe o que pode acontecer. A cidade depende mesmo de um brinde roubado, numa manhã perdedora.


Neuza Paranhos
2007-10-12 19:35:22

Um brinde no Largo do Arouche

Não conhecia o autor mas gostei bastante da narrativa.Fez-me lembrar São Paulo, onde vivi entre 1979 e 1987.Não sabia que o Rivieira tinha fechado, doeu.Era cafona mas era referência como a Leiteria Americana na Xavier de Toledo ou bar do Brama.
Senti saudades dessa vida intensa e neurótica que é a vida paulistana.
FERNANDO CANTO


fernando canto
2007-10-12 17:47:31

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.