Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» 27 de junho de 2022

» Não culpem Moscou pela crise alimentar

» Trabalho: o que a Espanha ganhou ao restaurar direitos

» Pochmann: o que a parceira com a China pode trazer

» “Meu espirito dorme em algum lugar frio”

» 24 de junho de 2022

» Varoufakis: por que a inflação voltou

» A reencarnação prismática do Ulisses

» Poderá a técnica salvar o patriarcado?

» 23 de junho de 2022

Rede Social


Edição francesa


» Occident contre Occident

» Tunisie : le triple déni des cadres déchus

» L'Ukraine se dérobe à l'orbite européenne

» Le Donbass apprend à vivre sans Kiev

» L'État de droit, une notion faussement neutre

» En Guyane, sous les pavés la Bible

» État d'urgence permanent

» De nouvelles routes pour le pétrole et le gaz

» Donald Trump s'épanouit en chef de guerre

» Le camp d'Hagadera au quotidien


Edição em inglês


» June: the longer view

» Putting internal displacement on the map

» The Trans-Amazonian Highway

» Bosnia-Herzegovina: three intertwined histories

» Energy interdependence

» Consider the croissant: a history of food fraud

» Brazil's trans-Amazonian highway of fire and mud

» Fate of a Chinese colony

» Bosnia: coexistence without reconciliation

» Sinn Féin extends its reach to Ireland's South


Edição portuguesa


» Mapeamento de uma arte político-social: "Untitled", de Paula Rego

» Assembleia-Geral da Outro Modo

» O problema da riqueza

» «Sangrar a Rússia»

» Vulnerabilidades territoriais: o que se pode aprender com a crise pandémica?

» O paraíso da inovação militarizada

» Mineração em mar profundo: para quê destruir os fundos oceânicos?

» O lado oculto das cimeiras da Terra

» Viagem ao fim da Transamazónica

» A Finlândia e a Suécia rompem com o ideal nórdico


Comentários sobre esse texto:

Um brinde no Largo do Arouche

Que narrativa viciante!

Muito bom!

Tava procurando por noticias sobre o Largo do Arouche, mas quando me deparei com esse texto não consegui mais parar de ler!



2008-03-20 16:05:06

Um brinde no Largo do Arouche

Nunca pensei que uma narrativa sobre um taxi rodando com uma bicha pelas ruas de São Paulo pudesse me tirar o fôlego. Gostaria de ler mais coisas do autor. Parabéns.


Ronaldo Monte
2007-11-06 16:12:59

Um brinde no Largo do Arouche

Genial!

Adorei a narrativa, tudo, tudo. Gostaria de ler mais textos do autor.



2007-11-06 04:37:24

Um brinde no Largo do Arouche

São Paulo me assombra o tempo todo, não importa onde eu esteja - Caxingui ou Little Italy. E assim como o "tiozinho" do taxi, nada se passa no meu coração quando na esquina feia do Caetano. Mas é um nada tão denso, tão plúmbeo que intoxica os sentidos. E daí, ninguém sabe o que pode acontecer. A cidade depende mesmo de um brinde roubado, numa manhã perdedora.


Neuza Paranhos
2007-10-12 19:35:22

Um brinde no Largo do Arouche

Não conhecia o autor mas gostei bastante da narrativa.Fez-me lembrar São Paulo, onde vivi entre 1979 e 1987.Não sabia que o Rivieira tinha fechado, doeu.Era cafona mas era referência como a Leiteria Americana na Xavier de Toledo ou bar do Brama.
Senti saudades dessa vida intensa e neurótica que é a vida paulistana.
FERNANDO CANTO


fernando canto
2007-10-12 17:47:31

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.