Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» 26 de novembro de 2021

» Mundo em desencanto: a alternativa do Comum

» Da tabelinha futebol e literatura sai gol de letra

» A potente imaginação política do Teatro Legislativo

» O tempo de tecer comunidade

» Somos todos cavalos

» 25 de novembro de 2021

» O colonialismo digital e o convite à impotência

» A volta às aulas e a suposta “geração perdida”

» Cinema: Satyajit Ray, poeta da clareza e discrição

Rede Social


Edição francesa


» Revendications et occupations en mer de Chine méridionale

» Le Vietnam

» De la décolonisation à la troisième guerre du Vietnam

» Diaspora vietnamienne

» Vietnam, comparaisons régionales

» La libération inachevée des Afro-Américains

» L'apparition d'un nouveau type d'homme

» Une flammèche obstinée a embrasé la Guadeloupe

» Élection présidentielle américaine : des frontières, pour qui, pour quoi ?

» Bouchers roumains pour abattoirs bretons


Edição em inglês


» China is open for investment

» Colonial accountability in Niger

» In search of luxurious communism

» November: the longer view

» The carbon balance

» CO2 emissions around the world

» What's in a phone?

» If only Assange had been Navalny

» India's silent but deadly killer

» The Gulf shuts out its migrant workforce


Edição portuguesa


» Edição de Novembro de 2021

» O tecto de vidro europeu

» E a Grécia volta a ser exemplar

» Edição de Outubro de 2021

» Um império que não desarma

» Convergir para fazer que escolhas?

» O mundo em mutação e o Estado - em crise?

» Edição de Setembro de 2021

» Transformação e resiliência

» O caminho de Cabul


Comentários sobre esse texto:

Reforma universitária para que?

É oportuno o debate sobre o REUNI, pois é uma oportunidade para se discutir a política educacional do governo Lula para a universidade brasileira que toma corpo com o PROUNI já que as propostas de reforma que estão em debate no congresso estão sem andamento. Esse projeto tenta implantar na prática a reforma do ponto de vista da flexibilização e da tão almejada divisão das instituições públicas universitárias em centros de excelência que reunem em suas atividades o ensino, a pesquisa e a extensão e aquelas que se dedicarão preferencialmente ao ensino superior. A precarização das relações trabalhistas com a massificação dos docentes sem dedicação exclusiva (T 40) possibilitará que estes tenham salários menores e sejam livres para trabalhar em mais de uma instituição podendo transformar o emprego nas IFES em um bico, além de desestimular os docentes a se dedicarem ás atividades de pesquisa e extensão.
Também é perigosa a falácia dos recursos uma vez vez que os alentados 20% de recursos que são prometidos não estão incluidos na LDO. Sem contar que o programa foi criado por decreto e este recurso legislativo não pode criar despezas.


Socorro Batista
2007-11-30 13:43:09

Reforma universitária para que?

A postura da "esquerda" (PSTU e PSOL, diga-se de passagem) no Brasil é ridícula. São os fanáticos que não conseguem dissociar as mágoas pessoais dos projetos políticos. Ao contrário da direita, que se entende muito bem em relação a seus propósitos, os esquerdistas têm adotado uma postura metralhadora, disparando contra tudo e contra todos. Inclusive, aliando-se à direita(!) contra Lula. Heloísa Helena, com sua loucura megalomaníaca, candidatou-se à presidência, abrindo espaço para a volta de Collor. Aliou-se a ACM Neto(!) para dizer que daria uma surra no presidente. Chamou-o de vagabundo(!). Imaginem se ela tivesse sido eleita? Aí, sim, o Brasil teria uma nova ditadura, onde as leis seriam baseadas nos valores pessoais e subjetivos da ex-senadora. Sonho com o dia em que as pessoas deixem de torcer para que os projetos de um Brasil melhor dêem errado.


Francolino (bolsista do PROUNI, não fosse Lula, ainda estaria na fila)
2007-11-27 12:09:24

Reforma universitária para que?

Que bizarro esses dois textos. Acaba passando a idéia de que o Brasil é composto por universitários de esquerda pró-Lula ou de esquerda radical pró-PSTU e cia. Onde será que ficam os social-democratas, ou ainda os estudantes de direita? Mas voltando, de um lado um texto de oba-oba que louva o REUNI e de outro lado uma desconfiança exagerada e injustificada e mrelação ao projeto. Dever-se-ia levar a sério as idéias de ampliar o número de vagas, de resolver o problema de um número alto de estudantes abandonarem os cursos nos primeiros anos e ainda dos estudantes que não chegam a se formar nos cursos que entraram. E também o privilégio injustificado de alunos/professor que temos em algumas universidades.

E se não há verbas para implementação do REUNI, então por que o medo exagerado? Se vê na universidade um espírito de desconfiança absurda, um medo conspiratório. Alunos militantes querendo iluminar os outros, com jornais, resuminhos, histórias em quadrinhos, charges, querendo a todo custo trazer a Verdade às mentes das massas universitárias ignorantes e fazer um levante contra esse projeto. Meu deus, péra lá. Que loucura coletiva é essa?! É FMI, é o Banco Mundial, é a OMC, é Bush... Para quem está a todo momento criticando as abstrações do Estado de Direito, da democracia liberal, do mercado, esse pessoal vive num mundo bem não-concreto, diria até onírico.

Dever-se-ia lembrar, por exemplo, das reformas das licenciaturas, quanto tempo isso levou e como isso nunca foi de forma uniforme implementada, além da lentidão excessiva do processo, que ano após ano alguns cursos pediam mais prazo. Então por que não ter um pouco mais de calma ao invés desse alvoroço todo injustificado?

O único argumento relevante colocado pelo jovem pró-UNE é o número de universidades que adeririam já ao REUNI. Inclusive centros de humanidades, historicamente de esquerda, extrema-esquerda. Afinal, o que ocorre nesses casos? Estão ameaçando as pessoas com tiros? O FMI anda sondando os marxistas universitários com armas? Deveriam explicar o porquê disso ocorrer. Explicar sem falar em conspirações "neoliberais". Será que conseguem?


Daniel Brisolara
2007-11-26 20:46:12

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.