Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» A deriva medieval da Internet

» Duas vidas do neoliberalismo na América Latina

» Graeber narra o declínio da Ciência Econômica

» Boaventura: a História absolverá Evo Morales

» Insurgências e reações na América Latina

» A Revolta Latina, a crise dos EUA e a esquerda

» No cinema, o ser fragmentado dos indígenas

» Seriam os neoliberais terraplanistas?

» Paulo Guedes sonha com seu 18 Brumário

» A hegemonia pentecostal no Brasil

Rede Social


Edição francesa


» Mystiques violentes et stratégie non violente

» La pêche doit être gérée à l'échelle mondiale

» Le problème juif en Union soviétique

» Le vent s'est levé

» Citoyens, ou... nécessiteux ?

» Une sixième vague

» Retraite à points... de non-retour

» L'offensive libérale contre le monde du travail

» « Donner confiance aux hommes »

» Naissance d'un charisme


Edição em inglês


» December: the longer view

» ‘No one was listening'

» Shattering the conspiracy of silence

» This must be called murder

» Bolivia's coup

» Algeria's massive movement for change

» Islamists make common cause with the Hirak

» Grenfell's untold story

» DUP no longer kingmaker

» DUP no longer kingmaker


Edição portuguesa


» Que prioridades para uma governação mais à esquerda?

» Edição de Dezembro de 2019

» Uma fractura social exposta

» «Uma chacina»

» Assinatura de 6 meses: só 18 €

» Golpe de Estado contra Evo Morales

» Será que a esquerda boliviana produziu os seus coveiros?

» A era dos golpes de Estado discretos

» Pequeno manual de desestabilização na Bolívia

» No Brasil, os segredos de um golpe de Estado judiciário


Comentários sobre esse texto:

O retorno do(s) idiota(s)

Tanto a extrema direita como a extrema esquerda, usam desclassificar quem de suas ideias discorde. Assim fez o autor do livro "O Perfeito Idiota Latino americano", como estão fazendo os autores do texto Claudio e Silvia.
Afonso Pires Faria
piresfaria@bol.com.br


Afonso Pires Faria
2008-02-16 14:28:18

O retorno do(s) idiota(s)

Os autores dos “idiotas” certamente são os agentes do imperialismo capitalista. Seus princípios e valores são o da expropriação e exploração. Sua ética é a da perversidade. A humanidade está longe de ser alcançada no capitalismo. Somente haverá democracia com justiça social e universalização da igualdade.


Luiz Antonio Sypriano
2008-01-22 14:08:45

O retorno do(s) idiota(s)

CONCORDO COM O ARTIGO DO LE MONDE DIPLOMATIQUE E DIGO AO LEITOR RAFAEL QUE NA NATUREZA NEM TUDO TENDE AO EQUILÍBRIO E SE CUBA ESTÁ ASSIM NÃO SERÁ TAMBÉM CULPA DO EMBARGO?E AO LEITOR ’’GAÚCHO`` EU PERGUNTO POR QUE NÃO TEM CORAGEM DE DIZER SEU NOME VERDADEIRO? E QUE RAIO DE ORDEM É ESSA QUE VOCÊ ACUSA A ESQUERDA DE QUERER DESTRUIR? É A ORDEM DA FOME,DO DESEMPREGO,DA PROSTITUIÇÃO INFANTIL? SE FOR QUE SEJA DESTRUIDA!AH MEU NOME É RONALDO PEREIRA DA ROCHA,POIS EU TENHO CORAGEM!


RONALDO PERIRA DA ROCHA
2008-01-09 05:33:49

O retorno do(s) idiota(s)

Engraçado o ataque ao liberalismo e ao neoliberalismo. De quê serviria a liberdade ao tonto? Para ele, melhor a chincha, o relho, a ordem unida.
Viva o Fascismo.
Se não der, Viva o Comunismo!
Mas se E=Mc2, cadê o objeto do materialismo?
Se o muro não se reerguer, estamos condenados a podermos ir para onde quisermos! Sugiro a visita, urgente:
www.allmirante.blogspot.com
Aquele abraço.


Site: O materialismo não tem objeto
Allmirante
2008-01-04 19:12:05

O retorno do(s) idiota(s)

Por motivos acadêmicos fui obrigado a ler as referidas obras na qual o presente artigo magistralmente refuta. O perfeito idiota latino americano sou eu, você e todos que ousam contestar as regras de mercado da formacomo nos são impostas. Gostaria de ter escito esse texto de Cláudio e Sílvia pois o mesmo está perfeito no sentido de que responde a altura o sarcasmo de Vargas Llosa e suas pretensões como Fukuyama Cucaracha.


Marcos Rohmet
2007-12-27 13:12:18

O retorno do(s) idiota(s)

Nesse tópico associado ao tema por inteiro, somos esclarecidos objetivamente por aqueles que se levantam contra todas as espécies do "mal de id." e que na exploração do idiotismo imposto deixaram nascer "capitães do mato", ao tempo da escravatura, e os capatazes das industrias. Há sim uma "Crise Social Gravíssima" que os vegetarianos Lula e Michelet não "desejam enxergar" porque primam à obediencia à cartilha de "regras fundamentais da economia de mercado", apontadas no mesmo tópico. Há muito Lula se despiu das vestes "vergonhosas" do esquerdismo para, nú, se pintar (como as divas dos carnavais e seus corpos pelados, mas cobertos por pinturas ditas artistricas)do terno do "direitismo" que é o mesmo qeu anunciar" Olhem, esqueçam de tudo o que eu lhes falei em minhas campanhas", tal como aconteceu ao Gal.Figueiredo, Collor de Melo e Fernando H. Cardoso que praticamente se tornaram os "arautos" do neo-liberalismo" em nosso País. O segundo, cuspido de seu trono não foi tanto incisivo na aceitação e prática desse "lixo capitalista" que lotou a cabeça sonhadora de FHC. Lula embarca na mesma canoa furada. Não o livro que outros apontam acima nem pretendo lê-lo. Tenho coisas mais importantes para ler em "Le Monde Diplomatique" que vem, como eco, responder às minhas queixas, dúvidas e apreensões quanto ao andamento de toda a sociedade brasileira - principalmente os nossos irmãos miseráveis, que eles pretendem continuem assim, com os "planos mirabolantes" do Bolsa Familia,da ajuda ao gás, à iluminação geral de todo o Brasil, quando há carências energéticas, do Primeiro Emprego (este já finado e putrefato) dos "Empréstismos" qualificados de "ajuda aos velhos e pobres aposentados" porque nos roubam bilhões da Previdência "incauta" onde os novos direitistas enfiam seus dedos sujos para agradar 20 mil "familias" com 150 bilhões inseridos no mercado financeiro, para o gaudio de uma classe de apaniguados. E que se danem todos os demais problemas que merecem o "carinho" dos que defendem "direitos iguais" ou "isonômicos" a todos os seres humanos livres que se transformam na "força motriz" que lança o Brasil à frente.


morani
2007-12-27 10:07:45

O retorno do(s) idiota(s)

Ainda bem que esta porcaria do Le Monde está falindo. É um bom jeito de acabar com a esquerda estúpida, que pensa em aniquilar com a ordem para resolver o mundo.


Gaucho
2007-12-26 19:14:56

O retorno do(s) idiota(s)

Não li o livro “O Retorno do(s) idiota(s)” porque, de tanto ouvir comentários “elogiosos” a ele, e por não concordar em absoluto com a sua linha ideológica, não perderei meu tempo com esse tipo de leitura. Assim, concordo em tese com o texto objeto deste fórum. Só acho que a forma ficou muito pesada, muito apaixonada... O que fez com que perdesse a sua credibilidade. Uma pena, pois se assim não fosse eu o enviaria para amigos que tanto me instigam a ler o malfadado livro. Patrícia Leite.


Patrícia Leite
2007-12-26 14:02:53

O retorno do(s) idiota(s)

Não li o livro “O Retorno do(s) idiota(s)”, mas o conheço por meio de discussões com amigos que o leram e o defendem insistentemente. Assim, e até por não concordar em absoluto com a sua linha ideológica, não perderei meu tempo com esse tipo de leitura. Logo, concordo em tese com o texto objeto deste fórum. Só acho que a forma ficou muito pesada, muito apaixonada, ofensiva até com os que pensam diferente... O que fez com que perdesse a sua credibilidade. Uma pena, pois se assim não fosse eu o enviaria para aqueles amigos que tanto me instigam a ler o malfadado livro. Patrícia Leite.


Patrícia Leite
2007-12-26 13:47:53

O retorno do(s) idiota(s)

Não sei se vocês leram o livro em questão, sugiro que o leiam. Verão que o mesmo é calcado muitas vezes em dados e fatos e não em filosofia utópica. Contra dados e fatos a raiva e o revanchismo não prevalece. Somos nós os responsáveis por tudo que temos de errado e ruim e não os americanos ou o sistema capitalista. Sou leitor tanto da direita quanto da esquerda, e não concordo com visões de mundo unilateriais, temos coisas boas em ambos os lados. Sugiro que o escritor vá visitar Cuba (já estive lá) e pense se é aquilo que ele deseja para seus filhos. Na natureza, tudo tende ao equilibrio. Saudações


Rafael
2007-12-26 01:12:00

O retorno do(s) idiota(s)

Magnífico texto!
Bem escrito, com figuras de linguagem muito precisas e referências autorais tão adequadas quanto objetivas. Só mesmo sendo muito idiota, para embarcar na cantilena diretista dos três "pensadores de aluguel", que Dutra de Souza e Ferabolli ainda chamam respeitosamente de "companheiros latino-americanos." A rigor, eu apenas faria uma ressalva quanto à leitura enviesada do filme Tropa de Elite. O filme em questão, apresenta sob o olhar fragmentado do policial, a realidade de uma guerra civil não declarada, mas desgraçadamente real, cujo fomento maior decorre da inaceitável desigualdade social, que a sociedade política insiste em perpetuar no Brasil. Porque se o cenário da película é o Rio de Janeiro, é importante destacar que todo o país é hoje um imenso barril de pólvora. Como obra cinematográfica, Tropa de Elite é um trabalho impecável. Outra coisa muito diferente, é endossar a imensa violência do filme ou as teses do Capitão Nascimento como soluções finais para toda a conjuntura exposta na tela.
Isso seria como que endossar as teses fascistas, o que absolutamente não propuseram José Padilha, o diretor do filme, nem Luiz Eduardo Soares, um dos autores do livro Elite da Tropa.


Site: O retorno do(s) idiota(s)
Leandro Nogueira
2007-12-24 13:26:02

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.