Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» 12 de agosto de 2022

» Nos arquivos soviéticos, a vida real sob Stálin

» Propostas agroecológicas para o novo governo Lula

» Crônica: Influências

» Conversas entre a psicanálise e a terapia psicodélica

» Ab’Sáber: Caetano Veloso do transe à transa e depois

» 11 de agosto de 2022

» O capitalismo à beira da Grande Estagflação

» Entre ver estrelas e apagar pessoas

» Os possíveis estertores do neoliberalismo autoritário

Rede Social


Edição francesa


» L'Afrique du Sud lassée de ses libérateurs

» Le rêve américain au miroir du basket-ball

» Minsk se rebiffe contre le grand frère russe

» L'agriculture biologique dans l'Union Européenne

» Retrouver le rire de Bertolt Brecht

» En campagne avec les troupes de Jeremy Corbyn

» Au Chiapas, la révolution s'obstine

» Profession : député

» La civilisation de la tomate

» Le capitalisme raconté par le ketchup


Edição em inglês


» America's ageing nuclear facilities

» Julian Assange, unequal before the law

» Wuhan: the Covid diary

» The high price of becoming a student in Russia

» Why Parisians fear and loathe Saint-Denis

» Kosovo's problematic special status

» Summer in Moldova: will the party have to stop?

» Three little letters the world came to hate: IMF

» Will the FARC accords finally work under Petro?

» A tiny piece of Palestine, not quite forgotten


Edição portuguesa


» Dos lucros dos oligarcas aos vistos dos pobres

» Em defesa da água e do futuro do Algarve

» A escrita delas, África em Portugal (ou Donde sou)

» Vozes femininas e o livre imaginar

» O Comité de Salvamento Privado

» A burguesia francesa recompõe-se em Versalhes

» Que país pode ser independente?

» O fim do desencanto para os ex-guerrilheiros?

» Acarinhar Pinochet, destruir Assange

» Ardósia mágica


Comentários sobre esse texto:

Tibete, ameaça à China?

O TIBETE SOFRE A INCAPACIDADE DOS HOMENS DE AMAR.

FAÇAMOS A NOSSA PARTE:
CARTA PELA LIBERTAÇÃO E O FIM DA VIOLÊNCIA NO TIBETE
http://www.PetitionOnline.com/tibet...

Acesse, assine, deixe a sua mensagem, divulgue!
Faça a diferença: dê o seu clique!


FMV
2008-04-11 18:17:27

Tibete, ameaça à China?

Mas que saco! Deixem a China oprimir o Tibete em paz!
Antônio Oliveira



2008-04-05 17:13:39

Tibete, ameaça à China?

Concordo com o autor e os comentários sobre o Tibet, porém, não sejamos hipócritas, pois países como os Estados Unidos e a própria França, Itália e a Grâ-Bretanha não seguem o estatuto dos direitos humanos e praticam um genocídio cultural imenso quando seus interesses estão em jogo. O caso mais factual é a invasão, na qual eles chamam de ocupação do Iraque.


Wladson
2008-03-30 03:28:33

Sem riquezas naturais?! Cumé?!

É uma completa INVERDADE (ou pura má-fé) que "o Tibet não tem riquezas naturais".

Tem sim, muito "interessantes", por sinal - OURO, LÍTIO e URÂNIO.

http://www.tibettrip.com/facts/natu...
http://tibet.dharmakara.net/TibetFa...

Além disso, o Tibet tem fronteiras com Myamar, Butão, Sikkim, Nepal e Índia - é um território há muito tempo disputado pela sua localização estratégica.


Jo
2008-03-28 09:37:38

Tibete, ameaça à China?

O Tibete era uma região inacessível procurada por aventureiros e estudiosos. Com o êxodo provocado pela acupação chinesa a beleza e a importância de sua cultura tornou-se conhecida. Também o drama da ocupação. Mas os propósitos e consequências vieram a conta gotas. O jornal Le Figaro noticia (ver mensagem anterior) que o Tibete é um território estratégico para o controle da água que será derivada a rio chines exangue e poluido através de um projeto titanesco. O Ocidente ou as nações comprometidas com a liberdade deveriam fazer mais pelo Tibete e seu povo. A França já empunhou a bandeira disposta a boicotar as Olimpíadas de Pequim. A destruição da cultura tibetana pela opressão e pela miscigenação étnica favorecida por enorme contigente de chineses alocados ao Tibete é abominável. Lembremos que a destruição de uma espécie, de um povo ou de uma cultura é para sempre. A China está ferindo de morte a Declaração Universal dos Direitos Humanos (ninguém fala nisso) que no seu artigo XXX estabelece: "Nenhuma disposição da presente Declaração pode ser interpretada como o reconhecimento a qualquer Estado, grupo ou pessoa, do direito de exercer qualquer atividade ou praticar qualquer ato destinado à destruição de quaisquer dos direitos e liberdades aqui estabelecidos." É preciso fazer jus a esta Declaração dos povos.


joão gualberto
2008-03-28 00:59:28

Tibete, ameaça à China?

Do jornal Le Figaro http://www.lefigaro.fr/sciences

Le Tibet, un territoire stratégique pour le contrôle de l’eau .

L’un de ces projets dans les cartons chinois inquiète particulièrement Tibétains, Indiens et défenseurs de l’environnement: il consisterait à capter les eaux de rivières tibétaines et ériger des barrages sur le Yarlung Tsangpo (Brahmapoutre), pour acheminer la ressource vers le Fleuve Jaune, exsangue, surpollué, et ne suffisant plus à la Chine du nord asséchée.

Dans un rapport récent, le gouvernement tibétain en exil estime que ce projet titanesque, vraisemblablement hors de prix, serait "d’une magnitude comparable à la Grande muraille construite au prix de centaines de milliers de vie humaines (...) même si ses partisans affirment que seules 25.000 personnes devraient être déplacées".

"Il est possible que le programme de 100 milliards de yuans (10 milliards d’euros) annoncé en mars 2007 pour le Tibet comprenne des préparatifs pour cette +Grande route de l’Ouest+ de transfert de l’eau", ajoute-t-il.


joão gualberto
2008-03-28 00:37:30

Tibete, ameaça à China?

É dificil acreditar que Frei Beto apoie a terrivel violência contra o povo tibetano e a ocupação do Tibet pela China. O mundo inteiro tem um dever com a vida em lutat pela libertação do Tibet. Om Mane Peme Hum, Gerry Maretzki


Gerry Maretzki
2008-03-27 22:41:45

Tibete, ameaça à China?

Um pouco de história sempre ajuda.....

A unificação do sub-continente Chinês foi progressiva, com a incorporação do Tibet à China apenas...no século XIV!
Isto é, antes da Flórida aos Estados Unidos, antes da unificação da Itália, da unificação da Alemanha e... antes da incorporação da Paraíba ao Brasil.

No século XIX, o Império Britânico(já depois da incorporação dos povos vizinhos, como a Escócia, estado Inglês), venceu a ’Guerra do Ópio’, e através do livre comercio da droga (rompendo com os ritos tradicionais reguladores do seu uso), conseguiu impor o estatuto colonial à China, incluindo o Tibet.
Com a independência Chinesa, na virada do século XX, o Tibet, de pouca importância político-econômica para o governo recem-instalado, permaneceu em mãos Inglesas.
Com a experiência adquirida na relação com a casta Brâmane na India, a Inglaterra manteve cooptada a elite religiosa Tibetana, até a reunificação final da China com a revolução de 1949.
Hoje, o maior significado, de longe, da ação política do Dalai Lama, é estragar a festa das olimpíadas de Pequim, de grande interesse para o Império do Ocidente.
Em tempo, sinto muito mais segurança em ver as tradições e tesouros Tibetanos preservados pelos próprios Chineses, do que saqueados pelos materialistas do continente Europeu, como vimos acontecer com inúmeras tradições e tesouros em outra latitudes do planeta.
Miguel


Miguel
2008-03-27 21:17:20

Tibete: até quando?

TIBETE: ATÉ QUANDO?

"Ao se pensar no Tibete as lembranças trazem o glamour, a contemplação, a vertigem da espiritualidade nas alturas... No entanto, a realidade imposta ao "topo do mundo" é algo inaceitável... 50 anos subjugados pela China. 50 anos de silêncio obsequioso da comunidade internacional diante do gigante vermelho. 50 anos de afronta aos direitos humanos. 50 anos de genocídio de mais de um milhão de tibetanos. 50 anos de destruição de mais de 6 mil monastérios. 50 anos de extermínio de um povo humilde e resignado.

É hora mais do que nunca de se perguntar o que o mundo fará pelo Tibete? Onde estarão as Nações Unidas? Onde estará o Tribunal Internacional de Justiça? Onde estarão os países e as organizações internacionais defensoras e promotoras dos interesses globais? O Tibete não será patrimônio para a humanidade? A sua cultura, as suas tradições milenares, a sua religião, a sua filosofia de não-violência não serão um paradigma exemplar aos valores desenfreados da pós-modernidade no ocidente? Não haverá espaço na Terra para a sobrevivência do Tibete? Com a morte do 14º Dalai Lama o Tibete será definitivamente despersonalizado, desfigurado, enterrado? O Tibete não merece a atenção dos povos? Do direito internacional das gentes?

Na hegemonia do poder e da violência reinantes na Terra não haverá lugar para o pacífico Tibete? Simbolicamente acontecerá uma marcha para a retomada do país, pelos tibetanos, saindo de Dharamsala, na Índia, por volta de 10 de março desse ano de 2008, com previsão de seguir, por cinco meses, cada mês representando uma década da dominação de sangue, com chegada igualmente simbólica marcada para o dia 8 de agosto, rumo à fronteira indochinesa, instante da abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim...

Também aproveitando esse momento único na história, após a invasão de meio século, do massacre de inocentes protagonizado pelos chineses, realizar-se-á uma "Olimpíada do Tibete", em Dharamsala, cidade sede do governo tibetano no exílio, residência oficial do Dalai Lama, seu líder político e espiritual máximo. Acontecerá de 15 a 25 de maio, como "um pequeno passo esportivo, mas um grande salto político"... Pois o que se quer é a libertação do Tibete! Entretanto, isso só virá com a participação de todos, com a devida pressão da opinião pública mundial, com a manifestação dos cidadãos dos diversos recantos do planeta, com a mente construtiva e a esperança renovada dos seres humanos, com a sua manifestação, com a nossa, em fortalecimento a uma sucessão de fatos imprescindíveis para o restabelecimento da independência do Tibete.

O que vamos fazer? O que fará cada um de nós? No site do movimento se pode inscrever e se solidarizar com a causa - http://tibetanuprising.org . Isso nos parece ser o mínimo para os homens que se dizem do bem. Mas se pode muito mais...

Para o Dalai Lama, cujo significado do título que carrega é “oceano de sabedoria”, "certas ideologias perdem o seu sentido com o correr do tempo. Sendo a vida o nosso bem mais precioso, devemos considerar a vida do próximo como mais preciosa e mais importante ainda que a nossa. Essa observação se faz pertinente ao longo de todas as épocas. Especialmente nestes tempos atuais, sobre os quais pende a ameaça da destruição total do mundo, se apresenta cada vez mais convincente". Assim, invertendo os papéis, do nosso amor e da nossa compaixão dependem agora o Tibete e o seu povo.

Alea jacta est, a sorte está lançada! Com a palavra, você! E não só! O que vamos conseguir dependerá de todos nós! Seremos merecedores do Tibete? As gerações futuras serão merecedoras das virtudes e riquezas do Tibete?"
(Flávio Marcondes Velloso, marcondesvelloso@itelefonica.com.br)



2008-03-27 13:54:47

Tibete, ameaça à China?

EXATAMENTE PQ AO MUNDO GLOBALIZADO NÃO INTERESSAM, GENUINAMENTE,ASPECTOS CULTURAIS E ESPIRITUAIS, TÃO IMPORTANTES NO DESENVOLVIMENTO DE INDIVÍDUOS MAIS "SADIOS", SOCIEDADES MAIS INTEGRADAS, È QUE ASSIM, NENHUMA MOBILIZAÇÃO DIANTE DE TAL PERDA QUE REPRESENTA O "DESMAMTELAMENTO" DO TIBET.
MAS CONTUNUO ACREDITANDO E TORCENDO C/ MEU CORAÇÃO BUDISTA QUE ESSA NAÇÃO NÃO TERÁ O MESMO DESTINO QUE OUTRAS NAÇÕES VIVENCIAM POR RAZ ES QUE SE ASSEMELHAM. PQ ACREDITO QUE "AS SEMENTES" QUE ESSE POVO PLANTOU POR LONGOS SÉCULOS,SEMPRE FORAM DE AMOR E COMPAIXÃO.
DESEJO ISTO, C/ TODO O MEU CORAÇÃO E A MINHA MENTE!

NAMASTÊ!

ANGELA.


aNGELA
2008-03-27 03:13:56

Revanche!

Apesar de não partilhar da ideologia da revista, preciso dizer que esse é realmente um texto imparcial, sóbrio e que conseguiu compreender a realidade do povo tibetano. As minorias, especialmente seus representantes mais jovens (e porque não descuidados?) querem revanche!


rafael
2008-03-27 01:27:48

Tibete, ameaça à China?

É uma lástima,e o pior é que vemos o Brasil,que até mesmo durante a ditadura militar,não teve coragem de romper a tradição de apoio à autodeterminação dos povos,apoiar essa ocupação desnecessária( o Tibet não tem riquesas naturais).Vermos, partidos libertários como o PC do B e PT assim como figuras notórias como Frei Beto, apoiar e justificar a repressão violenta e a descaracterização de um país,que nunca fez parte da China,sempre foi ocupado,no passado por tropas imperiais chinesas e hoje por tropas imperialistas da mesma China


Alberto Mafra
2008-03-27 01:05:24

Tibete, ameaça à China?

O Tibete deveria já ter sido tombado como patrimônio cultural ( e religioso ) da humanidade.
E os movimentos devem continuar lutando por isto .
A violência será lamentável , pois é diametralmente oposta às idéias budistas .
Concentremos nossos desejos de iluminação para aquêles que tem posições importantes nessa questão , é a minha idéia .


claudia
2008-03-27 00:50:48

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.