Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» A China tem uma alternativa ao neoliberalismo

» Marielle, Moa, Marley, Mineirinho

» As trapaças do gozo individual

» Vermelho Sol, fotossíntese da violência

» Assim arma-se a próxima crise financeira

» Quantos anos o automóvel rouba de sua vida?

» Guerra comercial: por que Trump vai perder

» Mulheres indígenas, raiz e tronco da luta pelo território

» Por que a educação voltou às ruas?

» O ditador, sua “obra” e o senhor Guedes

Rede Social


Edição francesa


» Boulevard de la xénophobie

» Une machine à fabriquer des histoires

» Un ethnologue sur les traces du mur de Berlin

» Le stade de l'écran

» Un ethnologue à Euro Disneyland

» Lénine a emprunté ses règles d'action à des écrivains radicaux du siècle dernier

» Le rêve brisé de Salvador Allende

» Un ethnologue à Center Parcs

» La dilapidation mortelle des ressources

» Pas de démocratie sans conflit


Edição em inglês


» Manufacturing public debate

» August: the longer view

» Trump returns to the old isolationism

» Yellow vests don't do politics

» Kurdish territories in northern Syria

» The changing shape of the Balkans: 1991 / 2019

» Minorities in Kosovo

» Borders 1500-2008

» Man with a mission or deranged drifter

» The Louise revolution


Edição portuguesa


» Edição de Agosto de 2019

» Plural e vinculado à esquerda

» Os talibãs de São Francisco

» Edição de Julho de 2019

» Inconsistências (ou o sono da razão?)

» Comércio livre ou ecologia!

» Edição de Junho de 2019

» As pertenças colectivas e as suas conquistas

» A arte da provocação

» 20 Anos | 20% desconto


Comentários sobre esse texto:

O petróleo e o tempo



2009-08-26 09:00:57

O petróleo e o tempo

Caro André, meus parabéns pelo artigo. Como sempre, você é muito preciso. A correlação entre os recursos petrolíferos e enfraquecimento institucional das nações detentoras é um fato preocupante. O princípio de maior eficiência deve ser preservado para garantir a continuidade dos investimentos. No entanto, o momento também exige o fortalecimento de princípios democráticos em torno do “pré-sal”. O debate é necessário. A pressa nesse momento pode ser desastrosa para as futuras gerações.


Gervásio F. Santos
2008-09-25 23:57:40

O petróleo e o tempo

Correção: o site é www.agenda21empresarial.com.br (e não como constou: Brasil, um país de futuro, sim!). Grato. Desculpem a confusão.
Ary da Silva Martini



2008-09-08 20:51:16

O petróleo e o tempo

Excelente artigo, André. A equação que se impõe à geração de plantão é "extrair, refinar e comercializar o óleo com sustentabilidade". Parece difícil,mas não é fácil! Um grande abraço.


Ary da Silva Martini
2008-09-08 05:30:31

O petróleo e o tempo

Caro Andre!

Não podemos esquecer que ainda tem muitos desafios pela frente,o governo esta fazendo da descoberta do petróleo no pré sal da bacia de Santos,uma bandeira de perpetuação de poder, até para dá a notícia porecisou de palanqe e fanfarras.
Vale salientar que no oriente médio, existe a classe minscula dos beneficiados com a mega produção do petróleo, na Venezuela o povo continua pobre mesmo sendo uma potência do petróleo e um grandefornecedor dos EUA.
No Brasil mesmo com a auto suficiência já anunciada, continuamos sendo um país de muitos miseráves e um dos maiores coletores de impostos do planeta.
Precisamos entrar no caminho da ética, transparência e honestidade, e criar leis que realmente combata a corrupção política,com penas severas e confisco de bens, caso contrário será mais uma das nossas riquezas que serão delapidadas pelas autoridades constituintes do nosso país.


amaropereira
2008-08-29 23:38:11

O petróleo e o tempo

Parabéns,André. Você será sempres um grande mestre. Será que não seria o caso de se criar aqui no nordeste uma mega estatal para dirigir a produção do biodiesel? A redenção do semi-árido via mercado não se revelará instável? será que não vivemos esse complexo mercantilista do "explorar". do achar, do encontrar, em contraposição ao fazer/empreender?


josé Carvalho
2008-08-28 02:57:51

O petróleo e o tempo

Parabéns,
muito lúcido o artigo sobre as jazidas de petróleo pré-sal. Seria importante destacar também os cuidados necessários com o meio ambiente, que também estará protegido se a opção da prudência recomendada pelo articulista for observada pelo governo brasileiro.


Marcus Di Flora
2008-08-26 16:57:35

O petróleo e o tempo

Parabéns ao articulista. As descobertas do Pré Sal oferecem ao Brasil fantásticas oportunidades. Uma espécie de " a sorte está lançada". Mas nunca é demais acentuar as oportunidades perdidas. O caso das areias monazíticas é indicativo.Na época, o país se opôs à sua exploração e algum tempo depois as areias já perdiam interesse comercial. O artigo estaria completo se mencionasse a batalha que se desenvolve hoje em favor de fontes alternativas de energia ou recordasse o desabamento dos preços do petroleo após os choques dos anos 70 e 80 quando o mundo aprendeu a economisar petroleo. A historia poderia se repetir ?


Ib Teixeira
2008-08-26 15:56:14

O petróleo e o tempo, até a guerra.

Concordo em parte com a linha de raciocício do autor, pois se pararmos para analisar a situação do petróleo no mundo, iremos verificar que grandes nações fatalmente se utilizarão da força (com pretextos diversos) para colocar corporações privadas nacionalmente interessantes em exploração. As corporações são os pesos que movimentam a balança do mercado financeiro, favorecê-las é vantajoso para qualquer grande potência que tenha destaque pelo seu grande mercado consumidor. Acredito que a exploração gradativa seja menos prejudicial em vários sentidos, mas não podemos ignorar o cenário político atual, muito menos a História.


Site: Luiz Cotias
Luiz Eduardo Cotias
2008-08-20 21:34:00

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.