Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» 12 de agosto de 2022

» Nos arquivos soviéticos, a vida real sob Stálin

» Propostas agroecológicas para o novo governo Lula

» Crônica: Influências

» Conversas entre a psicanálise e a terapia psicodélica

» Ab’Sáber: Caetano Veloso do transe à transa e depois

» 11 de agosto de 2022

» O capitalismo à beira da Grande Estagflação

» Entre ver estrelas e apagar pessoas

» Os possíveis estertores do neoliberalismo autoritário

Rede Social


Edição francesa


» Pathologies de la démocratie

» Vote Le Pen, une bataille de proximité

» L'Afrique du Sud lassée de ses libérateurs

» Le rêve américain au miroir du basket-ball

» Minsk se rebiffe contre le grand frère russe

» L'agriculture biologique dans l'Union Européenne

» Retrouver le rire de Bertolt Brecht

» En campagne avec les troupes de Jeremy Corbyn

» Au Chiapas, la révolution s'obstine

» Profession : député


Edição em inglês


» America's ageing nuclear facilities

» Julian Assange, unequal before the law

» Wuhan: the Covid diary

» The high price of becoming a student in Russia

» Why Parisians fear and loathe Saint-Denis

» Kosovo's problematic special status

» Summer in Moldova: will the party have to stop?

» Three little letters the world came to hate: IMF

» Will the FARC accords finally work under Petro?

» A tiny piece of Palestine, not quite forgotten


Edição portuguesa


» Dos lucros dos oligarcas aos vistos dos pobres

» Em defesa da água e do futuro do Algarve

» A escrita delas, África em Portugal (ou Donde sou)

» Vozes femininas e o livre imaginar

» O Comité de Salvamento Privado

» A burguesia francesa recompõe-se em Versalhes

» Que país pode ser independente?

» O fim do desencanto para os ex-guerrilheiros?

» Acarinhar Pinochet, destruir Assange

» Ardósia mágica


Comentários sobre esse texto:

As duas Bolívias que se enfrentam

O comentário anônimo do dia 11/10 é um perfeito exemplo da mentalidade dissecada pelo autor da matéria, quando se refere ao apego da oligarquia boliviana a seus "privilégios de nascença e de casta". O cidadão acredita na existência de "empreendedores natos", providencialmente gerados para salvar a humanidade da fome e da preguiça. Para chegar à defesa de Pinochet, Médici, Videla, e também, retrospectivamente, de tipos como Mariano Melgarejo basta uma pequena provocação, o mero questionamento do direito destes predestinados de dirigir todas as sociedades.


Gustavo Moreira
2009-01-07 18:23:40

Provocações de reacionários

Acho engraçado esses reacionários que vem num forum como o este para ficar postando comentários agressivos e estúpidos, além de pobres argumentativamente. Não sei o que eles pretendem com isso, apenas tumultuar? Desviar o debate? Baixar o nível do forum? Em fim, tal vez o melhor seja ignorar seus comentários e deixar eles mastigando sozinhos seus xiliques de recalcados, não?

Não me julgo suficientemente informada como para opinar sobre a crise na Bolivia mas simpatizo muito com Morales apenas pela coragem de tentar criar uma outra Bolivia, menos desigual.

Sobre o internauta que se desfaz em elogio aos emprendedores gostaria de dizer que durante a crise argentina muitos desses sábios emprendedores pegaram seu capital e foram embora do país deixando os empregados na pior e obviamente sem pagar direitos trabalhistas, etc. Muitos desses trabalhadores se uniram e criaram COOPERATIVAS (acho que o internauta revoltadinho nunca ouviu falar nisso) e dessa forma conseguiram sobreviver a uma das piores crises enfrentadas pelo país.

Um abç a todos e fiquei feliz de saber que tem mais este canal para o debate.

Uma pergunta, será que os reacionários que vem aqui provocar lêm os artigos ou apenas os títulos?

naT
Argentina


NaT
2008-11-15 20:37:39

As duas Bolívias que se enfrentam

Me consuelo creyendo que lo que Dalton colocó al respecto, sea una estúpida forma de reirse imaginando lo que pensarán quienes lean tales ridiculeses, no quiero pensar que alguien inteligente pueda creer seriamente en lo que él escribió.SURAMERICA UNIDA JAMÁS SERÁ VENCIDA!por ningún Imperio de turno!


WALTER DE URUGUAY.
2008-10-27 23:14:55

As duas Bolívias que se enfrentam

A esquerda já acabou com a União Soviética, Tchecoslováquia, com a Iugoslávia, Somália,etc.
Agora a esquerda está acabando com o Brasil, a Bolívia,etc.
Para que serve a Bolívia?
Para o narco-ditador comuno-fascista Evo Morales e sua máfia se divertirem, governarem e roubarem?
Para ser vendedora de cocaína?
Para causar problemas ao Brasil?

Se Bolívia serve para isto, por que não acabar com ela?O mundo só melhorou com o fim da União Soviética.
É algo a se pensar.


Dalton C. Rocha
2008-10-26 14:26:35

As duas Bolívias que se enfrentam

Creio que os conflitos de interesses tão inerentes nas relações de poder estão fazendo-se valer na questão da reorganização da Bolívia como nação soberana. Até que ponto as questões internas da Bolívia afetarão os países vizinhos, não se sabe. Temos realidades distintas nessa latino america do sul. Acho um exagero em dizer que temos uma unidade enquanto países sulaamericanos, vítimas do colonialismo e do neocolonialismo. Podemos estar no mesmo grupo de amparo às vítimas do militarismo americano e para por aí. Podemos criar uma união sulamericana a partir desse estágio da história da América do Sul, na qual sofremos do mesmo mal.Contudo, não podemos sustentar o discurso da identificação histórica que muitos insistem em defende-la. Somos países divergentes na constituição histórica,devemos parar que este discurso cínico e hipócrita de considerarmos uma unidade latina. Não temos unidade latina, temos que nos atentar que somos diferentes. Questionamos as relações de poder neste sistema capitalista. As relações são iguais em qualquer situção em que o poder permeia. O Brasil ainda não percebeu o que as demais nações sulamericanas já se atentaram. O Brasil é a força econômica na América Do Sul, e o discurso e as ações que se fazem ecoar nos países vizinhos é que somos uma força imperialista dentro da América do Sul. Desta forma, chegou a hora do Brasil assumir de fator o seu papel de força econômica, porém como uma ressalva. Temos a oportunidade de criar relações bilaterais inéditas, galgadas na diplomacia e no objetivo sinérgico entre as nações sulamericanas. Esqueçamos a referência americana de país imperialista, em troca, apresentamos a referência brasileira de moderação e diplomacia. Podemos dar o primeiro passo para a verdadeira unificação da América do Sul, a Bolivia tem que resolver suas questões, pela primeira vez em sua história, a oligárquia boliviana e os oligárquicos de todo o mundo não estão gostando. Isso éo que acontece quando se quer mexer no status quo da camada dominante. Deixemos de hipocrisia...


Eduardo
2008-10-14 15:29:14

Ainda bem que existem as elites

Meus senhores, um único empreendedor nato é capaz de organizar todo um negócio, buscar o financiamento necessário e permitir que 500 trabalhadores tenham garantidos seus empregos. Ao contrário, experimentem deixar para os 500 trabalhadores o papel de erguer uma empresa... resultado: 500 famílias passando fome. É por isso que, a cada vez que leio qualquer texto que retrata as elites como miseráveis sanguessugas, não consigo evitar de pensar mais uma vez: "ainda bem que existem as elites". O problema é que, por conta de décadas de esquerdização no Brasil, ainda não perceberam isso...



2008-10-11 04:59:07

As duas Bolívias que se enfrentam

Se Evo Morales é, de fato, um democrata, por que fez aprovar a nova Constituição dentro de um quartel e longe da oposição? Por que não concede mais autonomia às cinco Províncias da "Meia Lua", que são, afinal, as mais ricas e produtivas do país? E, não menos importante, quem vai controlar as nacionalizações estrepitosas feitas por Morales? Democracia pressupõe o controle social dos governantes pelos governados por meio de instituições democráticas estáveis, mas é isto o que ocorre hoje na Bolívia do MAS?


Bandarra
2008-10-04 03:00:50

As duas Bolívias que se enfrentam

Texto claro e esclarecedor. Senti falta de referências bibliográficas para aprofundar conhecimento..


Baggio
2008-10-03 14:08:57

respuesta al amigo fran.

AMIGO FRAN VC ,sin duda es un hombre ilustrado mais su ilustracion es solo academica , vc no sabe que pasa en america latina . VC no sabe lo que pasa en toda la region , vc no comprende el sentimiento de los povos de la region y mucho comprende lo de bolivia . tal ves vc fale algun idioma indigena , aprendido en alguna universidad . mas vc no conoce el alma de estos pueblos . pra vc debe virvir y padecer . ellos no son diferentes a nosotros , tal ves con costumbres diferentes , mas el alma es igual a lo que vc y eu queremos en la vida . que nuestros hijos sean universitarios exitosos . si amigo eso quieren los aymaras . mas es lo que yo tambien quiero . eu recorri gran parte de nuestra america latina y convivi con los pueblos de la region . pase hambre con ellos vi el desprecio de los que como yo somos hijos de europa o de otros laddos los trataban . mas no es asi amigo
vc tiene razon en mucho de que dice respecto a los indios . mas a vc le falta no solo la parte politica sino la humana
vc practicamente hace una diseccion . de laboratorio . sobre un campo social que esta vivo . amigo no comparto su vision . mas que nada por que yo vivido con gran parte de esa gente . y tambien falo gran parte las lenguas indigenas y ellos fueron mis maestros . tambien digo a vc que la politica no esta exento de esto . sin dudas es politico . mais un indigenismos como vc fala . esta solo en el miedo de la burguesia . pero ellos para ser reconocidos tienen que reconocerse a si mismo . si vc no se valora como vc hara valorarse ante los demas
PIENSE EN ESTO AMIGO FRAN



2008-10-01 22:19:34

As duas Bolívias que se enfrentam

É, tudo indica que o povo boliviano,quero ressaltar, a nação boliviana, esta tomando as redeas de seu próprio destino e, já não era sem tempo, cabe aos outros acatar e respeitar as decisões soberanas de uma nação, de um povo.


zeca
2008-09-29 20:22:26

As duas Bolívias que se enfrentam

Não, o comentário de Laura não é infeliz. Talvez seja sincero demais ou aberto o suficiente para constranger brasileiros que teimam em não enxergar o centralismo brasiliense de poder. Enquanto o federalismo não for efetivamente praticado no Brasil (em seus vários pontos de vista : tributário, político, etc), o comentário de Laura é válido, oportuno e infelizmente muito presente em todas as regiões do Brasil. Mas, e a Bolívia ....


guerios
2008-09-26 18:51:56

As duas Bolívias que se enfrentam

Interessante eu estou com 56 anos e ainda não consigo encontrar uma análise realmente latino-americana do nosso continente. Continua tudo importado das universidades européias. Aquela requentada ideologia dos anos setenta. Aquela bobagem das"veias abertas" Aquele velho colonialismo intelectual enrustido!
Vejamos, temos , na realidade dois países com DUAS GEOGRAFIAS, dois povos, línguas, história e conomia completamente diferentes, quando não completamente antagônicos. Na cordilheira evoluiu uma população índia, marcada pela altitude, pelo clima e, principalmente pela organização comunitária imposta pelos Incas. Vale lembrar que os Incas eram invasores que impuseram, à força uma sociedade teocrática e escravagista. Foram derrotados por um punhado de espanhóis analfabetos que aproveitaram a insatisfação das populações . Os Aimaras , que não faziam parte da elite quechua eram mantidos como mão de obra servil. Eram deportados em massa sob qualquer pretexto e não tinham a menor liberdade ou dignidade. Porisso eu acho que o "messianismo " desses movimentos indígenas não tem o menor fundamento.
Os índios não colonizaram as terras baixas porque eram adaptados à serra e não interessava o império inca que se espalhou pela cordilheira . Resultado, a população atual destas regiões veio de outros lugares e não tem muito a ver com as comunidades andinas. Principalmente não tem o menor interesse em virar comunidade andina e, pelo que eu notei não se sente nem um pouco boliviana.São emigrantes recentes e índios mestiços, com uma visão do mundo, expectativas totalmente diferentes(diferentes, não melhores ou piores) . Enquanto se usar parâmetros totalmente ideológicos nesta história, e insistir que existe um só país, o conflito só vai se acirrar. Porque cada comunidade só quer impor o seu modo de vida em vez de integrar e aproveitar as características da outra.


Fran
2008-09-23 17:07:42

As duas Bolívias que se enfrentam

Concordo com o Gustavo, entretanto Laura tem o direito de pensar como pensa. Se é que pensa.


Honneur
2008-09-23 02:32:26

As duas Bolívias que se enfrentam

O comentário da laura é lamentável!

Gustavo - Rio de Janeiro



2008-09-22 23:07:45

As duas Bolívias que se enfrentam

Isso mesmo! Coitadinhos, pobres Bolivianos! Acho que o Brasil nem deveria reclamar pelos investimentos feitos lá pela Petrobrás... Afinal, os espoliamos, roubamos partes de seu território e pagamos irrisórios 45% de impostos sobre o gas, quando o justo seria 145%.


Conrado
2008-09-22 06:04:55

As duas Bolívias que se enfrentam

Muito boa a materia. Mas a questao nao eh tao facil como muitos (que vem a questao de fora) a descrevem. Por exemplo, a Constitucao aprovada no dia 24 de novembro de 2007 dentro de um cuartel militar em Sucre e sem a participacao da oposicao, eh um ato totalemente antidemocratico. Basta com ler alguns artigos desta CPE para perceber que eh racista. Da privilegios aos indigenas e nao toma em conta que Bolivia eh um pais multitnico, NAO 100% indigena, por tanto todos deveriamos ter os mesmos direitos independente da historia e dos erros e das injusticas cometidas no passado. Se o Presidente Morales diz que seu governo eh democratico e transparente, entao como ele explica as agressoes cometidas por seus seguidores a jornalistas em Plan 3000 ou o apoio a camponeses que bloqueiam as estradas, atentando contra a livre circulacao da sociedade civil?


Gabriela Patiño
2008-09-22 05:17:47

As duas Bolívias que se enfrentam

la verdad escuchar un comentario como el del amigo DANIEL , da pena . tratar de utisar una crisis como el de bolivia . la crisis financiera internacional para pocisionar a BRASIL mas aun de lo que es es algo completamente en contra de lo que los paises de la region queremos . NO QUEREMOS UN SUBIMPERIO , queremos la union de los paises de la region con brasil incluido . pues ya BRASIL es el pais mas importante de la region , por peso geografico , economico y politico
mas la politica mesquina , ya no tienen lugar en la region . y mucho menos una especulacion miserable en el concierto de america latina . BRASIL aislado de region
mas aun tratando de sacar provecho de las crisis regionales y mundiales , es transitar un camino a la division y el aislamiento del BRASIL . SOLO LOS OSCUROS INTERESES del poder mundial se beneficiarian con tal actitud . la suma de todo es mas que brasil , pero ES MENOS QUE LATINOAMERICA SIN BRASIL . piense esto querido amigo DANIEL



2008-09-21 21:22:13

As duas Bolívias que se enfrentam

Qualquer semelhança com a elite brasileira....


leonardo
2008-09-21 00:51:51

As duas Bolívias que se enfrentam

Nunca...escrevi um artigo ou uma opinião... a simples observação da matéria nos leva a crer que isto ...se afigura ao cão com o osso na boca... por mais que o agrade... ou ....dissimule com gestos ...ele não larga . E se bater no cão ...fica pior ainda...pois ele pode ficar violento , ... pobre país ... pobre gente ... enfim.... é realmente triste .


Paulo
2008-09-18 21:55:24

As duas Bolívias que se enfrentam

Este belíssimo artigo nos remete a um diálogo com a obra do mestre Eduardo Galeano. Apoiamos a agenda e as iniciativas do governo Evo Morales, para que na Bolívia começe a se estancar o sangue de suas "veias abertas".


Rui Calaresi
2008-09-18 13:49:35

Como o Brasil deve atuar junto a Bolívia?

A diplomacia brasileira deve aproveitar a brecha deixada pela crise financeira global e pelas eleições americanas, para se consolidar de forma ainda mais cristalina como um líder regional.
Assim como o presidente Lula declarou hoje, não devemos nos posicionar de maneira intervencionista no nosso vizinho.
O que o Brasil tem de fazer é incentivar a democracia boliviana, e ajudar a tirar o poder das mãos dessa classe criolla dominante;isso para que possamos ter um parceiro de importância maior no que diz respeito a economia:uma Bolívia democrática, é uma Bolívia que nos ajuda mais a crescer economicamente, do que uma Bolívia fragmentada em clãs ideológicos.


Daniel Guimarães
2008-09-18 00:49:09

As duas Bolívias que se enfrentam

Devemos reconhecer nos problemas bolivianos algo de brasileiro. O povo do
Brasil continua refém da oligarquia, ainda que tenhamos um presidente de esquerda. O capital concentra os recursos e os meios de produção enquanto a população ignóbil, estende a mão esforçando-se para não entender que a esmola dada é milhares de vezes menor comparada ao que lhes foi confiscado culturalmente.


Arthur
2008-09-17 19:26:36

As duas Bolívias que se enfrentam

Muito bom, realmente, o artigo publicado. Precisamos pensar e atuar de forma mais efetiva em prol dos ideais que favoreçam as populações carentes de países como a Bolívia. Pensar, também, em uma forma de melhor distribuição de renda, na diminuição do poder das oligarquias e na construção de uma América Latina mais autônoma e independente dessas oligarquias e de interesses de países poderosos que a sugaram durante séculos.


Valesca Giordano Litz
2008-09-17 15:11:56

As duas Bolívias que se enfrentam



2008-09-17 00:42:00

As duas Bolívias que se enfrentam

Quem sabe um pouco mais além do que consta do texto tem que aplaudi-lo. Os sul-americanos não farão mais do que dever ao apoiar os povos indígenas da Bolívia. Lastimo a visão caolha da senhora que pretende o confronto do sul com o centro e o nordeste brasileiros. Deve ser das que vivem dentro do próprio casulo sem pensar no que existe além dela. "A Terra é minha casa, a humanidade minha família"(Gibran Kalil Gibran). Pense sobre isto minha senhora


milton Schelb
2008-09-16 21:52:46

As duas Bolívias que se enfrentam

felicitaciones por su trabajo de investigacion peridiodistica , muy bueno
lo que ocurre en bolivia es lo que ocurre en toda america latina . no por algo LULA fue electo en BRASIL , mas alla que haya cumplido o no el mandato del pueblo BRASILERO . AMERICA LATINA ya no es ni sera nunca lo que fue , lo que falta por saber si este cambio sera ’pacifico o una revolucion armada. si fuiera por gobiernos como el del señor
EVO MORALES sera pacifico . mas la derecha de la region asi en BOLIVIA asi en PARAGUAY es una derecha racista y clasista de la peor derecha del mundo
es un coctel expolsivo . derecha asesina mas el apoyo de lo peor de los estados unidos .mas los pueblos de region , ya no soportan las oligarquias de la zona con la vendicion los yanquis . es la hora de los pueblos originarios de nuestro continente . y tambien de los hijos de los esclavos negros como en el BRASIL
SE LLAMA REACCION al intento de frenar la historia , y ya nada frenara los cambios en la region , que no esta hecho por intelectuales , sino por el pueblo


ruben romberg
2008-09-16 20:04:55

Ual!

Esse é o primeiro texto que leio do "Le Monde" e vai muito além das minhas expectativas. Estou verdadeiramente impressionada com abordagem. Muito bom!


Julia
2008-09-16 13:03:35

As duas Bolívias que se enfrentam

Excelente texto...Dá o q pensar...

O que a região da Bolívia quer?
Autonomia. Separatismo. Mais independência administrativa, tributária e gerência dos recursos naturais locais?

A região sul do Brasil também deveria exigir o mesmo:chega de mandar o dinheiro dos nossos impostos para sustentar a corja no centro do país, o carnaval e as festas juninas no nordeste...


laura
2008-09-16 02:00:10

As duas Bolívias que se enfrentam

Excelente texto...Dá o q pensar...

O que a região da Bolívia quer?
Autonomia. Separatismo. Mais independência administrativa, tributária e gerência dos recursos naturais locais?

A região sul do Brasil também deveria exigir o mesmo:chega de mandar o dinheiro dos nossos impostos para sustentar a corja no centro do país, o carnaval e as festas juninas no nordeste...


laura
2008-09-16 02:00:10

As duas Bolívias que se enfrentam

Muito boa esta matéria. Tomei a liberdade de copiá-la no meu blog http://blogdeumsem-mdia.blogspot.com


Site: As duas Bolívias se enfrentam
carlos augusto de a. dória
2008-09-15 05:50:00

Imaginem o inverso. . .

"Não é nenhum exagero dizer que os dias que passam na Bolívia são o cenário do enfrentamento frontal de duas visões de mundo distintas, que lutam por fazer valer a sua legitimidade; uma fundada sobre um sólido aparato institucional e regulatório, construído ao longo de muito tempo no espaço do Estado; outra ainda tão carente de mecanismos concretos nesse mesmo domínio político que seria mais justo, aí, ao invés de chamá-la de ’visão de mundo’, reconhecê-la, mais que tudo, como um ’vislumbre’."

Parabéns! Ótima leitura destes nefastos acontecimentos. Proponho a inversão de papéis neste confronto entre autonomistas endinheirados e o frágil mas falastrão Evo: "Camponeses exigindo terras, desobedecendo o resultado de um referendo democrático e organizando um levante contra o Estado?. . . Terroristas!"


Bruno Dias Bravo
2008-09-15 00:03:16

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.