Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Despotismo algorítmico, outra faceta da exploração

» Por que a pandemia afasta mulheres da ciência

» 31 de julho de 2020

» E se Brecht fosse Negro?

» Os conluios da Volks, do nazismo a Bolsonaro

» Literatura dos Arrabaldes: A poesia periférica na era Lula

» Tributar os super-ricos para reconstruir o país

» 30 de julho de 2020

» Não! A volta ao normal, não!

» As brumas do passado e o futuro da educação

Rede Social


Edição francesa


» « The Economist », le journal le plus influent du monde

» L'avènement du tourisme de masse... Près de chez soi

» Babel jeune et innocente

» Des usages de Bach

» Rendez-vous avec Frantz Fanon

» Dans la jungle de Bornéo, des visiteurs en quête d'authenticité

» « Il nous faut tenir et dominer Athènes »

» Égalité, identités et justice sociale

» D'autres pistes pour la santé publique

» En Chine, la vie selon Apple


Edição em inglês


» Hagia Sophia in Turkey's culture wars

» Pilgrimage routes

» Bolivia's shrinking glaciers

» It's the healthcare system, stupid

» The Twenty Years' war

» Government by the worst

» The eternal Johann Sebastian

» Wake up! I have things to say!

» Newspapers without borders

» Grounded by coronavirus


Edição portuguesa


» Offshores: paraíso para alguns, inferno para todos

» Edição de Julho de 2020

» Metáforas bélicas

» Alguém disse «sistémico»?

» Dois ou três lugares a preencher – a propósito de José Saramago

» A Jangada de Saramago

» Um homem chamado Saramago

» «O desastre actual é a total ausência de espírito crítico»

» Edição de Junho de 2020

» A fractura social


Comentários sobre esse texto:

O Fórum Social Mundial e a crise da globalização

Temo pelo pior.

Acho que essa crise traz oportunidades mas sou pessimista : ela acabará por ser "resolvida" da pior forma possível, os ricos falidos e cheios de armas da OCDE irão às armas, claro .

Já estão em armas, mas virá mais e pior do que se viu até agora.

Como se pode confiar que será tudo de mansinho ?

Os donos do poder capitalista ocidental existem e eles querem mais, custe o que custar, sempre . Espero o horror .


Clausewitz
2009-03-14 17:37:04

O Fórum Social Mundial e a crise da globalização

Gostaria de discordar. A democracia representativa se adapta muito bem às necessidades do nosso mundo. Democracia direta não é sinônimo de transparência financeira. Democracia direta parece hierarquia de escola de samba: todo mundo manda e ninguém manda, só o chefão. Democracia direta soa um certo castrismo. Nosso problema é acrediatr na democracia representativa como um modo de tirar a responsabilidade de nossos ombros. Vocês sabem do que estou falando, votamos nos parlamentares e depois viramos as costas para a sociedade. Ao fazermos isso, eles se sentem à vontade para corromper e serem corrompidos. Alguém se lembra em quem votou para vereador na primeira vez?


Muska
2009-03-03 15:28:33

O Fórum Social Mundial e a crise da globalização

È extremamente grave a situação bilões de pessoas vivem em condições sub-humana,o desemprego avança, o sistema ecônomico está falido, os trabalhadores rurais são massacrados pelos grandes, milões de criança já não tem infância desde cedo são empurrada para o crime a prostituição e o trabalho infantil,aé quando as autoridades permanecerão com os olhos fechados ?!


Osvaldo Ferreira dos Santos
2009-02-03 13:48:04

O Fórum Social Mundial e a crise da globalização

A hora é agora. Mesmo que ainda não tenha surgido a nova palavra de ordem e nem a autoridade capaz de apontar o novo rumo, é essencial que os fóruns sociais se multipliquem como exercício de superação da cultura subordinada à democracia representativa.
Um novo mundo é possível e cada dia mais urgente. Enquanto isso vamos definindo e redefinindo rumos. O caminho se fará ao caminhar.


Vicente Melo
2009-01-23 20:14:56

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.