Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Cinema: Os últimos soldados da Guerra Fria

» A eleição mais árdua de Evo Morales

» Reviravolta no Oriente Médio: os curdos podem resistir

» Atualismo: assim percebemos o tempo no século XXI

» Porto ameaça cartão-postal amazônico

» Banco Mundial, parceiro de maldades de Bolsonaro

» Por que os EUA traíram a guerrilha curda

» Franz Kafka: como sair do labirinto

» Por trás do iPhone, o Estado e os militares

» Equador: bastidores e sentidos da notável vitória

Rede Social


Edição francesa


» Ces dures grèves des ouvriers américains

» 17 octobre 1961 : rendez-vous avec la barbarie

» La gauche dans son ghetto, la droite à la radio

» Les médias américains délaissent le monde

» Fruits et légumes au goût amer

» La Bolivie dans l'étau du néolibéralisme

» La crise suscite de sérieux remous en Irak et relance la guerre froide en Proche-Orient

» Les rivalités entre Washington, Moscou et Pékin

» Gauche latino-américaine, version Uruguay

» Fascisme, islam et grossiers amalgames


Edição em inglês


» Iraq's demographic time bomb

» October: the longer view

» Socialism resurgent?

» Power to decide who's guilty

» East Germany's loyal returnees

» Ankara realpolitik

» South Africa's lands must be shared

» Turkey's rival Islamists

» Argentina's unlikely presidential duo

» Reversing the polarities


Edição portuguesa


» A crise catalã nasceu em Madrid

» Quantas divisões há entre os curdos?

» Edição de Outubro de 2019

» Estabilidade para quem?

» Washington contra Pequim

» Edição de Setembro de 2019

» Portugal não pode parar?

» Quem elegeu Ursula von der Leyen?

» Edição de Agosto de 2019

» Plural e vinculado à esquerda


Comentários sobre esse texto:

O Fórum Social Mundial e a crise da globalização

Temo pelo pior.

Acho que essa crise traz oportunidades mas sou pessimista : ela acabará por ser "resolvida" da pior forma possível, os ricos falidos e cheios de armas da OCDE irão às armas, claro .

Já estão em armas, mas virá mais e pior do que se viu até agora.

Como se pode confiar que será tudo de mansinho ?

Os donos do poder capitalista ocidental existem e eles querem mais, custe o que custar, sempre . Espero o horror .


Clausewitz
2009-03-14 17:37:04

O Fórum Social Mundial e a crise da globalização

Gostaria de discordar. A democracia representativa se adapta muito bem às necessidades do nosso mundo. Democracia direta não é sinônimo de transparência financeira. Democracia direta parece hierarquia de escola de samba: todo mundo manda e ninguém manda, só o chefão. Democracia direta soa um certo castrismo. Nosso problema é acrediatr na democracia representativa como um modo de tirar a responsabilidade de nossos ombros. Vocês sabem do que estou falando, votamos nos parlamentares e depois viramos as costas para a sociedade. Ao fazermos isso, eles se sentem à vontade para corromper e serem corrompidos. Alguém se lembra em quem votou para vereador na primeira vez?


Muska
2009-03-03 15:28:33

O Fórum Social Mundial e a crise da globalização

È extremamente grave a situação bilões de pessoas vivem em condições sub-humana,o desemprego avança, o sistema ecônomico está falido, os trabalhadores rurais são massacrados pelos grandes, milões de criança já não tem infância desde cedo são empurrada para o crime a prostituição e o trabalho infantil,aé quando as autoridades permanecerão com os olhos fechados ?!


Osvaldo Ferreira dos Santos
2009-02-03 13:48:04

O Fórum Social Mundial e a crise da globalização

A hora é agora. Mesmo que ainda não tenha surgido a nova palavra de ordem e nem a autoridade capaz de apontar o novo rumo, é essencial que os fóruns sociais se multipliquem como exercício de superação da cultura subordinada à democracia representativa.
Um novo mundo é possível e cada dia mais urgente. Enquanto isso vamos definindo e redefinindo rumos. O caminho se fará ao caminhar.


Vicente Melo
2009-01-23 20:14:56

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.