Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» A desigualdade brasileira posta à mesa

» Fagulhas de esperança na longa noite bolsonarista

» 1 de setembro de 2020

» O fim do mundo e o indiscreto racismo das elites

» O milagre da multiplicação de bilhões — para os bancos

» Movimento sindical em tempos de tormenta

» 31 de agosto de 2020

» A crucificação de Julian Assange

» Nuestra America: os cinco séculos de solidão

» Ir além do velho mundo: lições da pandemia

Rede Social


Edição francesa


» Comme un rouleau chinois

» Décembre 1960, les Algériens se soulèvent

» La Biélorussie, un allié de Moscou dans l'escarcelle d'Ankara

» Parti communiste : grandes évolutions statistiques

» Russie et Turquie : deux anciens empires entre rivalité et coopération

» Discrétion chinoise aux Nations unies

» Pour qui les Américains ont-ils voté ?

» Et Napoléon III a choisi le libre-échange

» Population du Sri Lanka

» Les damnés de Las Palmas


Edição em inglês


» Russia and Turkey: partners and rivals

» China at the UN

» Sex, drugs and money or pure hearts?

» Oh, for a country home

» The post-virus city

» In search of the good life

» Africa's drugs free-for-all

» Africa's struggle for pharmaceuticals

» China's long UN game

» Palestinian bitterness


Edição portuguesa


» A segunda morte da Europa

» Ofereça uma assinatura de 6 meses, apenas €18

» Edição de Novembro de 2020

» A máquina infernal

» Requisição civil

» Um resultado que ninguém aceitará

» Edição de Outubro de 2020

» Distâncias à mesa do Orçamento

» Falsas independências

» Trabalho na cultura: estatuto intermitente, precariedade permanente?


Comentários sobre esse texto:

A crise financeira sem mistérios

Muito bem explicado as causas, efeitos, e ,mesmo que um tanto mais complexo, as possiveis iniciativas de solucoes. Artigos como este deveriam ter espaco no cotidiano de muitos brasileiros. Parabens.


Matheus Peredo Lisboa
2009-08-21 01:04:56

Excelente!

reportagem clara e muito bem explicada Explicar o que é bolha, como funciona a alavancagem, os setores, etc, é extremamente importante para a compreensão total do nosso momento econômico atual.


Patricia França
2009-03-14 15:04:01

A crise financeira sem mistérios

Muito elucidativo o texto. Se falou até agora sobre a crise, mas pouco se mostrou de como efetivamente ela se dá. Aqui sim, estamos muito além dos comentários mediocres que supostos entendidos do "mercado" apresentam nos telejornais. Obrigado.
Moacir Cabral - Aparecida de Goiânia-GO



2009-02-26 13:54:18

A crise financeira sem mistérios

O terrivelmente assustador artigo do professor Ladislau Dowbor - porque correto da primeira à última linha - deixa no ar a questão da saída. Onde fica? Uai, sô, no lugar de sempre, onde nós, bípedes insanos estamos tão acostumados a encontrá-la: a guerra.
Existem três agravantes na crise atual: Não há nada a vista que possa substituir o sistema (vá lá, "capitalista")econômico atual; o excessivo consumo dos recursos naturais nos últimos duzentos anos, exponencialmente inflacionado, que deixou o planeta à mingua; e por último, o excesso populacional (agravado com a escandalosa concentração de renda). Não sei se o que virá é o "Armagedon" bíblico, mas certamente o falecido escritor Norman Mailer estava coberto de razão quando, nos anos setenta, profetizou: "there’s coming a shit storm"


Paulo da Mata-Machado junior
2009-02-14 00:28:35

A crise financeira sem mistérios

Caros,

Uma dica: no site do prof. Ladislau Dowbor esse mesmo texto está disponível, inclusive com vários gráficos muito interessantes na seção sobre a crise financeira: http://dowbor.org/crise.asp .

Também é possível baixar o pdf do texto pela net nesse endereço: http://dowbor.org/crise/09crisesemm... .

abraços,
Tati


Tati
2009-02-03 01:53:23

A crise financeira sem mistérios

Não temos governantes suficientemente fortes e corajosos para enfrentar a escravidão dos tempos atuais. Milhões são submetidos incondicionalmente às regras do mercado financeiro, perdem tudo e nada podem fazer. É necessário um novo paradigma, popular e democrático, que afaste definitivamente a especulação financeira da vida das pessoas.


Nick Stones
2009-01-31 14:31:42

A crise financeira sem mistérios

[aplausos]



2009-01-29 22:44:37

A crise financeira sem mistérios

Aqueles que detêm e controlam o fluxo do dinheiro interferem no fluxo de energia vital. Interferem na vida. Eles sabem que a abundância do Universo é inesgotável. Cônscios desta afirmação os banqueiros do mundo sabem que abrindo ou fechando a torneira do dinheiro podem, interferindo no fluxo vital, tentar dominar o mundo ao seu gosto submetendo-o às zonas de escassez ou abundancia.
Mas, para que isso aconteça é importante que as massas não saibam que isso acontece e está acontecendo, e só é possível enquanto e porque elas não sabem disso.

Mas se o celeiro Universal do Divino Criador é infinito e em permanente expansão, então como pode haver escassez de qualquer coisa?
Algo precisa ser mais bem compreendido e reavaliado por nós.
Enquanto isso não acontece, contrata-se a mídia global para não deixar que isso aconteça.
E os banqueiros num simples digitar de teclado em seus computadores manipulam um dinheiro virtual, inexistente em circulação, e publicam seus lucros cada vez maiores.


Site: "Os remos dessa galé."
aldoluiz
2009-01-28 19:02:19

A crise financeira sem mistérios

Quase todos nós ja lemos como a crise foi construída, quem a construiu e quais são as "saídas" com mais ou menos pitadas de desastres para um futuro próximo.
Surpreende-me o fato de nenhum desses senhores e senhoras que provocaram isso tudo nao terem sido ainda presos e condenados.


eduardo albuquerque
2009-01-28 15:08:25

A crise financeira sem mistérios

Os títulos públicos americanos foram supervalorizados e vendidos aos seus compradores, porém, eram desvalorizados em mais ou menos 80 por cento.

Os imóveis tentaram ser o lastro de uma perda ainda maior, Iran e Iraque de sadan não mais negociam o petróleo em dólar, agora o petróleo é negociado em euro.

Sadan Pagou com a vida a retirada dos Petrodolares dos bancos americanos.

Iran está para ser invadido

A China nacionaliza as suas reservas de quase 1 trilhão de dólares.

Parece que tudo já estava previsto com a queda do muro de Berlim, os dois principais adversários financeiros : Americanos x Alemães.

A nova era está sendo construida com um novo oleoduto que vai abastecer as grandes empresas anglo-americanas de petróleo.

Quem vai pagar a conta da guerra do Iraque,Afeganistão, plano colombia, e tantas guerras contra o terror mundial ?

Investidores retiram o dinheiro de bolsas de valores em países com avanço trabalhista como no Brasil.

Para conter o avanço

os investidores de capital aberto - ações.



2009-01-28 01:00:59

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.