Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» O Brasil na era das cidades-condomínio

» Cuba: reinvenção ou arranjo burocrático?

» O Banco Central nas mãos da aristocracia financeira

» Inteligência Artificial, novo pesadelo?

» Inteligência Artificial, novo pesadelo?

» Uma possível era pós-Lula

» Arábia, para pensar o Brasil

» Boaventura: da Ilha de Maré a outro mundo possível

» Polêmica: em defesa de Sérgio Buarque

» Polêmica: em defesa de Sérgio Buarque

Rede Social


Edição francesa


» Le libéralisme autoritaire

» Cette impardonnable exception française

» Les armes chimiques et bactériologiques font peser un risque sur la sécurité des populations

» La résistance des Parisiens aux projets immobiliers

» La très réelle politisation des hauts fonctionnaires

» Des réservoirs de pensée ?

» La filière française

» Libre circulation des données et barrières nationales

» L'Europe à la croisée des réseaux

» Depuis quarante ans crises et détentes se succèdent dans les relations russo-turques


Edição em inglês


» Authoritarianism as usual

» Sylvie Laurent on recovering the true legacy of Martin Luther King

» A tale of American hubris

» A new age of sea power?

» Can the Internet be saved?

» Could the Cold War return with a vengeance?

» Big Brother isn't watching you

» Michael Klare on Trump's new nuclear age

» Fukushima: seven years on

» The Russians are still coming


Edição portuguesa


» Cuba quer o mercado… sem capitalismo

» Como assinar o Le Monde diplomatique - edição portuguesa

» O duplo desafio da esquerda brasileira

» No Brasil, a crise galvaniza as direitas

» Edição de Abril de 2018

» Licença para matar

» A obsessão do défice

» «Maioria Absoluta»: onde há poder, há resistências

» Recibos verdes: finalmente um primeiro passo para uma verdadeira Segurança Social

» De que é que têm medo e de que é que temos medo?


Comentários sobre esse texto:

Teoria Geral da Relatividade, 94 anos

Quando crescer queria ser alguém como Eistein!


G-lune’S
2010-04-02 04:13:25

Teoria Geral da Relatividade, 94 anos

há um poema muito interessante, eleonora, que poderia ter sido escrito por galileu/newton/planck/eistein.

atravesso devagar teu nada
essa abstração do espaço
ocupado pela aparência inercial
nú das noções de conteúdo
como criatura que vive alhures
contemplativa dessa solidão
para que me vejas com nitidez
o mesmo ser o único menestrel
e então se não fores atemporal
uma só vez ao menos poderá me ver
e retornar antes mesmo eu tenha partido
desta vez menos devagar a tua visão
e ainda assim te atravessar.

de todos eles mas principalmente eistein nada ao longo da teoria teria um valor por enquanto absoluto na sua relatividade, não fosse a presença do elemento mais importante, o efetivamente absoluto na acepção mais ampla do termo: o observador! em quaisquer das hipóteses, como diz no poema, é ele o fundamento universal, talvez no dizer de arquimedes, a alavanca, única, do conceito teórico.

no trem, no navio, em um ponto qualquer do espaço/tempo, sempre estará ele a materializar a afirmação da teoria, senão a sua proposição.

certamente que a relatividade aguçou nosso papel como observador,contudo este muito pouco contribuiu para um novo modo de ver ao nosso redor. alguns de nós vimos einstein e sua teoria, mas como que o reafirmando, ele e sua teoria, para milhões de criaturas, continuará sendo um ilustre desconhecido.

o aquecimento apenas veio comprovar nosso desprezo pelas teorias e como, também, a figura do observador foi satirizada.

as duas bombas, a constância da guerra as maldades comuns e o próprio senso comum sobre essa sorte de fatos, apenas se comportam como fotons e pouco a pouco estamos nos encaminhando para o encontro com a parte final da curvatura.

imagino que einstein deva ter se feito muitas reflexões ao ler a carta de galileu para fortunio,e talvez quando tenha escrito ao presidente, o tenha feito quase como um mea culpa, e mesmo assim, com uma secreta ponta de orgulho íntimo por ver na prática a sua equação mais dileta.



2010-03-24 14:03:39


Título:

Texto da sua mensagem:

(Para criar parágrafos, basta deixar linhas em branco.)

Quem é você? (opcional)

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.