logo

abril 2006



COLÔMBIA

A possível troca humanitária

Na longa guerra travada entre governo e guerrilhas, já houve, em diversos momentos, troca de prisioneiros


Abelhaweb

27 de fevereiro de 1980. O grupo de guerilha M-19 ocupa a embaixada dominicana, detendo 60 pessoas, das quais 20 diplomatas. Depois de 60 dias, os guerrilheiros e o governo de Julio César Turbay entram em acordo para sua libertação.

2 de abril de 1996. Seqüestro de Juan Carlos Gaviria, irmão do presidente César Gaviria. Foram necessários 70 dias para conseguir sua libertação.

15 de junho de 1997. O presidente Ernesto Samper aceita que o exército deixe uma zona de 13 mil km2 por 100 horas. Na presença de observadores internacionais, as FARC libertam 60 soldados e 10 marines, em Cartagena del Chaira.

5 de março de 2001. Andrés Pastrana assina o primeiro "acordo de troca humanitária", em San Vicente del Caguán. Quinze membros das FARC, doentes, são trocados por 42 soldados e policiais.

28 de junho de 2001. As FARC libertam unilateralemente 242 pessoas em La Macarena (Meta).

23 de dezembro de 2005. Trinta policiais que haviam sido presos como reféns durante um ataque das FARC contra o povoado de San Marino (Choco) são imediatamente liberados.

(Trad.: Patrícia Andrade)