logo

setembro 2002



DOSSIÊ 11 DE SETEMBRO

Superman

Em seu discurso sobre o estado da União de 29 de janeiro de 2002, George W. Bush revelou: “Em apenas quatro meses, nosso país consolou as vítimas, começou a reconstruir Nova York e o Pentágono, criou uma grande coalizão, capturou, prendeu e eliminou milhares de terroristas, destruiu campos de treinamento de terroristas no Afeganistão, salvou um povo da fome e libertou o país de uma opressão brutal.

A bandeira norte-americana tornou a flutuar em nossa embaixada em Cabul. Os terroristas que ocupavam o Afeganistão ocupam, agora, celas em Guantanamo e os chefes desses terroristas, que incentivaram seus seguidores a sacrificarem suas vidas, fugiram para salvar as suas.”

Ainda nesse mesmo discurso, o presidente norte-americano declarou: “Agiremos sem hesitação, mas o tempo não é nosso aliado. Não esperaremos que novos fatos ocorram, num momento em que o perigo aumenta. Não ficaremos passivos diante de um perigo que está cada vez mais próximo. Os Estados Unidos da América não permitirão que os governos mais perigosos do mundo nos ameacem com as armas mais destruidoras do mundo.

Nossa guerra contra o terrorismo já começou, mas não fez senão começar. Talvez esta campanha não termine antes de nosso mandato [janeiro de 2005], mas nós a incentivaremos e a travaremos durante este mandato.

Os Estados Unidos sempre defenderão com firmeza os princípios não negociáveis da dignidade humana: a primazia do direito, o limite do poder do Estado, o respeito pelas mulheres, pela propriedade privada, pela liberdade de expressão, pela justiça para todos e pela tolerância religiosa.”

(Trad.: Jô Amado)