logo

abril 2003



GUERRA ARBITRÁRIA

“Ainda há uma União Européia?”

Diálogo não desmentido entre Bush e o ministro das Relações Exteriores da Turquia explicita modo como o presidente norte-americano e seus colaboradores estão compreendendo as relações internacionais


O jornal Cumhuryet (A República) é o mais antigo da Turquia. Sempre foi totalmente independente (dos poderes públicos e financeiros) e a maioria de seus leitores é composta por intelectuais. No dia 25 de fevereiro de 2003, o jornal transcrevia o seguinte diálogo, na Casa Branca, entre o presidente dos Estados Unidos e o ministro das Relações Exteriores da Turquia:

George W. Bush: Os senhores não têm nada a fazer aqui. Voltem para seu país e façam com que o Parlamento aprove a autorização!

Yasar Yarkis: Estamos encontrando algumas dificuldades. Os prejuízos econômicos que a guerra vai provocar são consideráveis. Somos dois países aliados e esperamos sua compreensão.

Bush.: Nenhum aliado me dá tanta dor de cabeça quanto vocês!

Yarkis: A Turquia se insere num processo europeu e existem vozes discordantes na União Européia.

Bush: E ainda existe uma União Européia? Eu a rachei em três pedaços!

Yarkis: A Turquia é um país democrático que sempre acatou o direito internacional. Em relação a este caso específico, a decisão das Nações Unidas é muito importante para a Turquia.

Bush: Eu me pergunto se a ONU será indispensável no século XXI. Meus colaboradores estão refletindo sobre essa questão.

Este diálogo não foi desmentido pelos turcos nem pelos norte-americanos.

(Trad. Jô Amado)