Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Edição de 3 de junho de 2020

» Boaventura: as hierarquias que estão em xeque

» Quando a razão cínica toma a Ciência

» Sobre as boiadas que passam

» Uma inovação amazônida: o Geojornalismo

» Edição de 2 de junho de 2020

» O capitalismo ensaia sua distopia espacial

» Ultraliberais buscam sobreviver a seu desastre

» Regina, Jair e a manipulação da espontaneidade

» Não peçam o fim dos levantes, diz Alexandria Ocasio-Cortez

Rede Social


Edição francesa


» Sur le toboggan de la crise européenne

» Bouée pour la Grèce, béquille pour l'euro

» Faust et l'alchimie capitaliste

» Indétrônables fauteurs de crise

» Comment la droite américaine exploitait les émeutes

» Les Républicains peuvent-ils tirer parti des émeutes de Los Angeles ?

» Les États-Unis, une nation née dans la brutalité

» Un débat intellectuel en trompe-l'œil

» Le Texas en armes contre le confinement

» Shaw ou l'engagement ironique


Edição em inglês


» June: the longer view

» Another ‘Europeanisation'

» Miami: flood risk and development

» Texas opens again for business

» US in the spring of the pandemic

» Florida's flooded future

» Oman struggles to stay neutral

» Syria's quiet return

» UK coexists with coronavirus

» Austerity is the killer


Edição portuguesa


» Edição de Maio de 2020

» Defender os trabalhadores

» Todos crianças

» Há um problema com a representação jornalística da violência doméstica

» Chile, o oásis seco

» Edição de Abril de 2020

» O tempo é agora

» Achatar as desigualdades

» O olhar dos artistas

» Assine por 3 meses (€10) ou 6 meses (€18)


Direito à Habitação

Squats, locais de resistência

Moradias coletivas e precárias, refúgios dos sem-teto, sem-lenço e sem-documento, eles são, ao mesmo tempo, centros de associação, aprendizado e dignidade

Florence Bouillon
1º de outubro de 2005

Xangai, sem teto nem leis.

Entre dez milhões de pessoas que ocupam os dez bairros urbanos do centro da metrópole chinesa, 2,5 milhões já perderam suas casas depois dos anos 1990. Hoje, o barulho das pás cobre a voz dos expropriados

Philippe Pataud Célérier
1º de março de 2004

O fim do sonho norte-americano

Nos últimos trinta, o governo norte-americano vem cortando progressivamente as verbas destinadas à habitação social. A justificativa é desconcertante: a necessidade de limpar bairros insalubres, onde famílias carentes vivem isoladas do resto da cidade

Sudhir Alladi Venkatesh
1º de novembro de 2003

Portugal erradica suas favelas

Com um crescimento do PIB de 3,2% ao ano, uma inflação controlada em 2,1% e uma das mais baixas taxas de desemprego na Europa (4,5%), Portugal ainda apresenta indicadores de desenvolvimento humano pouco invejáveis: as favelas são sinais de pobreza que todos gostariam de empurrar para o passado

Emmanuel Vaillant
12 de março de 2000

Palavras-chave no mesmo grupo
[temas permanentes]

Outros grupos de palavras-chave

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel