Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


Rede Social


Edição francesa


» En Afrique, la démocratie entravée

» Le grand partage du globe

» La France et son espace maritime de souveraineté économique

» Villes et comptoirs hanséatiques

» Le sultanat de Malacca à la fin du XVe siècle

» Les grandes poubelles de plastique

» Feu vert à la surveillance de masse

» G8 : policiers italiens condamnés... et promus

» L'Italie saisie par la tentation autoritaire

» En régionalisant, les gouvernements entendent préserver le cadre national d'une action cohérente


Edição em inglês


» The rift in the AfD

» The forgotten chapter of the women's movement

» The battle for narrative in Afghanistan

» Work less, pollute less

» July: the longer view

» Ethiopia's failed experiment in ethno-federalism

» What press freedoms for North Africa?

» The Balkans rediscover socialism

» China's balancing act: power or prosperity?

» The immovable Assad clan


Edição portuguesa


» O direito à alimentação no mundo continua por cumprir

» Filho da Preguiça

» Boca de Cena

» Pandemónio Pandomínio

» Em Cuba, rumo ao fim do mais longo embargo da história

» Edição de Julho de 2021

» «Ajude um caloiro»: requiem por um direito

» Acalmia em França?

» Edição de Junho de 2021

» O jornalismo no novo negócio dos "media"


Oligopólios Concentração Empresarial

Multinacional-pesadelo

Como uma pequena empresa de Arkansas transformou-se na maior corporação do planeta, ao rebaixar salários, reprimir sindicatos, chantagear governos e destruir pequenas empresas. Por que a tentação do "preço baixo" pode ser a porta de entrada para a contra-utopia neoliberal

Serge Halimi
1º de janeiro de 2006

O preço dos preços baixos

China, Uganda, Nicarágua, Suazilândia...: para abarrotar suas prateleiras de produtos baratos, a Wal-Mart espalha pelo mundo o trabalho sub-humano, os salários de fome e a repressão sindical

Jean-Christophe Servant
1º de janeiro de 2006

Abaixo os sindicatos

Em sua obra Nickel and dimed: Undercover in low wage USA, a autora relata sua experiência de assalariada do Wal-Mart, recebendo 7 dólares por hora. A passagem abaixo evoca a imagem que a empresa deseja mostrar de si mesma

Bárbara Ehrenreich
1º de janeiro de 2006

Quando as sociedades dizem não

Um balanço das campanhas de mobilização cidadã que estão conseguindo, com base em plebiscitos, evitar a implantação de lojas da mega-transnacional

Olivier Estèves
1º de janeiro de 2006

O vale-tudo da guerra econômica

Na disputa por mercados, que envolve Estados e grandes corporações, as novas armas incluem alta espionagem, roubo de tecnologias estratégicas e até chantagem para garantir acesso a informações

Ali Laïdi
1º de março de 2005

Com que armas eu vou?

Autoridades francesas já implementam política estratégica de informação econômica, mas a Europa permanece desarmada

Ali Laïdi
1º de março de 2005

A extorsão do descredenciamento

Além de pagar uma exorbitância – sem qualquer garantia legal – pela exposição de seu produto nas prateleiras dos supermercados e hipermercados, o fornecedor se vê ameaçado com a possibilidade de descredenciamento se não colaborar com uma “bonificação”...

Christian Jacquiau
1º de dezembro de 2002

A ditadura dos supermercados

Em menos de 30 anos, a França passou de 200 supermercados para mais de 5 mil, e de um único hipermercado, para mais de 1.200. As centrais de compras que eles criaram asfixiam os fornecedores. Esse verdadeiro oligopólio é a ditadura da distribuição

Christian Jacquiau
1º de dezembro de 2002

Palavras-chave no mesmo grupo
[temas atuais]

Outros grupos de palavras-chave

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel