Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Caetano Veloso, 80: O avesso do avesso do avesso

» 5 de agosto de 2022

» Revolução sexual, projeto feminista

» O dia em que Caio Prado aportou em Buenos Aires

» Ucrânia: as dores que o Ocidente não vê

» Por que aliar a saúde pública e às lutas ecológicas

» Em busca das origens do declínio ocidental

» 4 de agosto de 2022

» Boxe e escravidão: a história de Tom Molineaux

» Cinema: A arte brasileira sitiada num show de horrores

Rede Social


Edição francesa


» L'Europe en retard d'une guerre industrielle

» La naissance de Dracula

» Un barrage peut en cacher un autre

» Quand le bio dénature le bio

» CFDT, un syndicalisme pour l'ère Macron

» La Palestine, toujours recommencée

» Prêcher la haine au nom du Bouddha

» Petite histoire des grands moments de la science-fiction

» Au Japon, fausse audace économique, vrai nationalisme

» Quand une respectable fondation prend le relais de la CIA


Edição em inglês


» America's ageing nuclear facilities

» Julian Assange, unequal before the law

» Wuhan: the Covid diary

» The high price of becoming a student in Russia

» Why Parisians fear and loathe Saint-Denis

» Kosovo's problematic special status

» Summer in Moldova: will the party have to stop?

» Three little letters the world came to hate: IMF

» Will the FARC accords finally work under Petro?

» A tiny piece of Palestine, not quite forgotten


Edição portuguesa


» Dos lucros dos oligarcas aos vistos dos pobres

» Em defesa da água e do futuro do Algarve

» A escrita delas, África em Portugal (ou Donde sou)

» Vozes femininas e o livre imaginar

» O Comité de Salvamento Privado

» A burguesia francesa recompõe-se em Versalhes

» Que país pode ser independente?

» O fim do desencanto para os ex-guerrilheiros?

» Acarinhar Pinochet, destruir Assange

» Ardósia mágica


ESTADOS UNIDOS

Fundos de pensão acentuam desigualdade

Imprimir
enviar por email

Ler Comentários
Compartilhe

As aposentadorias dos fundos de pensão americanos, que dependem das oscilações do mercado de capitais, contribuíram para estagnação, ou até diminuição, da renda familiar da maioria. Melhoria, só para os 5% mais ricos

Bernard Cassen - (01/04/2002)

É conhecido o triste destino dos funcionários da Enron1, que não somente perderam o emprego, como também a aposentadoria. Acreditaram no discurso de seus chefes (que, por sinal, não aderiram ao fundo de pensão) e, para garantir uma velhice feliz, compraram maciçamente ações da empresa, cujo valor caiu, em um mês, de cerca de 90 dólares para menos de um dólar. Mas, vem sendo repetido, essa seria apenas uma exceção que confirma a regra: os fundos de pensão, desde que controlados (por quem?), constituiriam a melhor garantia – e até a única – para a continuidade e segurança dos regimes de aposentadoria.

Uma vez mais, o exemplo vem dos Estados Unidos. Analisando dois trabalhos universitários sobre o assunto, o jornal International Herald Tribune conclui o seguinte: de 1983 a 1998, ao contrário do que ocorre com a seguridade social e os sistemas que garantem rendas fixas, as aposentadorias pagas pelos fundos de pensão norte-americanos – que dependem das oscilações do mercado de capitais – contribuíram para uma estagnação, e até uma diminuição, da renda familiar, com exceção de 20% das faixas melhor remuneradas (+ 19%) e, principalmente, as 5% melhor remuneradas (+ 176%). Em 1998, por exemplo, 65% das famílias norte-americanas com um chefe de família de 47 a 64 anos dispunham de uma renda igual ou inferior àquela de que dispunha quinze anos antes uma família nas mesmas condições. As rendas familiares de categoria média caíram 13% entre 1983 e 1998. Os fundos de pensão, portanto, exacerbam as desigualdades e “inúmeros norte-americanos irão perceber uma fração menor de sua renda salarial quando se aposentarem2”. (Trad.: Jô Amado)

1Ler, de Tom Frank, “Mil e uma trapaças”, Le Monde diplomatique, fevereiro de 2002. 2International Herald Tribune, Paris, 22 de fevereiro de 2002.




Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Leia mais sobre

» Desigualdades Sociais
» Capitalismo Financeirizado

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos