'Enviar matéria', 'envoyer' => 'Enviar', 'reference_de' => 'a referência de', 'par_courriel' => 'por email', 'a_destination' => 'Enviar para:', 'donnees_optionnelles' => 'Dados opcionais', 'separe_virgule' => 'separe com vírgulas se escrever mais de um', 'sujet' => 'Assunto', 'titre_vouloir' => 'Título da mensagem', 'nom' => 'Seu nome', 'adresse' => 'Seu e-mail', 'texte' => 'Texto que irá junto com a mensagem', 'envoi' => 'Enviar', 'annuler' => 'Cancelar', 'enviar_title' => 'Enviar referência deste documento por email', 'enviar_por_email' => 'Enviar', 'referencia' => 'A referencia de', 'enviado' => 'foi enviado a:', 'sentimos' => 'Sentimos muito', 'problema' => 'Houve um problema e não se pôde enviar a mensagem', 'hola' => 'Olá. Talvez esta informação possa lhe interessar.', 'leer' => 'Leia mais...', 'enviado_por' => 'Enviado por: ', 'direction' => 'mas sem um endereço eletrônico válido', 'podemos' => 'não podemos enviar a mensagem', 'fermer' => 'fechar', 'documento' => 'Olá. Talvez este documento de', 'interesar' => 'possa lhe interessar.', 'descargarte' => 'Na página web poderá fazer o download de:', 'source' => 'fonte', ); ?> 'Envoyer l\'article', 'envoyer' => 'Envoyer', 'reference_de' => 'la référence de', 'par_courriel' => 'par courrier électronique', 'a_destination' => 'Envoyer á l\'adresse:', 'donnees_optionnelles' => 'Données optionnelles', 'separe_virgule' => 'séparer les adresses par des virgules si vous écrivez á plusieurs personnes', 'sujet' => 'Sujet', 'titre_vouloir' => 'Titre du message', 'nom' => 'Nom', 'adresse' => 'Adresse mail', 'texte' => 'Vous pouvez ajouter un texte', 'envoi' => 'Envoyer', 'annuler' => 'Annuler', 'enviar_title' => 'envoyer l\'article par mail', 'enviar_por_email' => 'envoyer par mail', 'referencia' => 'La référence de ', 'enviado' => 'a été envoyé à:', 'sentimos' => 'désolé', 'problema' => 'Il y a eu un problème et le courrier n\'a pas pu être envoyé', 'hola' => 'Salut. Cet article t\'interéssera peut-être ', 'leer' => 'Lire la suite...', 'enviado_por' => 'Envoyer par : ', 'direction' => 'mais sans une adresse de courrier électronique valable', 'podemos' => 'nous ne pouvons pas envoyer le message', 'fermer' => 'fermer', 'documento' => 'Salut, les documents de', 'interesar' => 'pourraient t\'intéresser', 'descargarte' => 'Si vous visitez le site vous pourrez télécharger les documents suivants :', 'source' => 'Source', ); ?> 'Enviar matéria', 'envoyer' => 'Enviar', 'reference_de' => 'a referência de', 'par_courriel' => 'por email', 'a_destination' => 'Enviar para:', 'donnees_optionnelles' => 'Dados opcionais', 'separe_virgule' => 'separe com vírgulas se escrever mais de um', 'sujet' => 'Assunto', 'titre_vouloir' => 'Título da mensagem', 'nom' => 'Seu nome', 'adresse' => 'Seu e-mail', 'texte' => 'Texto que irá junto com a mensagem', 'envoi' => 'Enviar', 'annuler' => 'Cancelar', 'enviar_title' => 'Enviar referência deste documento por email', 'enviar_por_email' => 'Enviar', 'referencia' => 'A referencia de', 'enviado' => 'foi enviado a:', 'sentimos' => 'Sentimos muito', 'problema' => 'Houve um problema e não se pôde enviar a mensagem', 'hola' => 'Olá. Talvez esta informação possa lhe interessar.', 'leer' => 'Leia mais...', 'enviado_por' => 'Enviado por: ', 'direction' => 'mas sem um endereço eletrônico válido', 'podemos' => 'não podemos enviar a mensagem', 'fermer' => 'fechar', 'documento' => 'Olá. Talvez este documento de', 'interesar' => 'possa lhe interessar.', 'descargarte' => 'Na página web poderá fazer o download de:', 'source' => 'fonte', ); ?> 'Envoyer l\'article', 'envoyer' => 'Envoyer', 'reference_de' => 'la référence de', 'par_courriel' => 'par courrier électronique', 'a_destination' => 'Envoyer á l\'adresse:', 'donnees_optionnelles' => 'Données optionnelles', 'separe_virgule' => 'séparer les adresses par des virgules si vous écrivez á plusieurs personnes', 'sujet' => 'Sujet', 'titre_vouloir' => 'Titre du message', 'nom' => 'Nom', 'adresse' => 'Adresse mail', 'texte' => 'Vous pouvez ajouter un texte', 'envoi' => 'Envoyer', 'annuler' => 'Annuler', 'enviar_title' => 'envoyer l\'article par mail', 'enviar_por_email' => 'envoyer par mail', 'referencia' => 'La référence de ', 'enviado' => 'a été envoyé à:', 'sentimos' => 'désolé', 'problema' => 'Il y a eu un problème et le courrier n\'a pas pu être envoyé', 'hola' => 'Salut. Cet article t\'interéssera peut-être ', 'leer' => 'Lire la suite...', 'enviado_por' => 'Envoyer par : ', 'direction' => 'mais sans une adresse de courrier électronique valable', 'podemos' => 'nous ne pouvons pas envoyer le message', 'fermer' => 'fermer', 'documento' => 'Salut, les documents de', 'interesar' => 'pourraient t\'intéresser', 'descargarte' => 'Si vous visitez le site vous pourrez télécharger les documents suivants :', 'source' => 'Source', ); ?> Diplô - Biblioteca: Cumplicidades
Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» Despotismo algorítmico, outra faceta da exploração

» Por que a pandemia afasta mulheres da ciência

» 31 de julho de 2020

» E se Brecht fosse Negro?

» Os conluios da Volks, do nazismo a Bolsonaro

» Literatura dos Arrabaldes: A poesia periférica na era Lula

» Tributar os super-ricos para reconstruir o país

» 30 de julho de 2020

» Não! A volta ao normal, não!

» As brumas do passado e o futuro da educação

Rede Social


Edição francesa


» « The Economist », le journal le plus influent du monde

» L'avènement du tourisme de masse... Près de chez soi

» Babel jeune et innocente

» Des usages de Bach

» Rendez-vous avec Frantz Fanon

» Dans la jungle de Bornéo, des visiteurs en quête d'authenticité

» « Il nous faut tenir et dominer Athènes »

» Égalité, identités et justice sociale

» D'autres pistes pour la santé publique

» En Chine, la vie selon Apple


Edição em inglês


» Hagia Sophia in Turkey's culture wars

» Pilgrimage routes

» Bolivia's shrinking glaciers

» It's the healthcare system, stupid

» The Twenty Years' war

» Government by the worst

» The eternal Johann Sebastian

» Wake up! I have things to say!

» Newspapers without borders

» Grounded by coronavirus


Edição portuguesa


» Offshores: paraíso para alguns, inferno para todos

» Edição de Julho de 2020

» Metáforas bélicas

» Alguém disse «sistémico»?

» Dois ou três lugares a preencher – a propósito de José Saramago

» A Jangada de Saramago

» Um homem chamado Saramago

» «O desastre actual é a total ausência de espírito crítico»

» Edição de Junho de 2020

» A fractura social


DOSSIÊ IRAQUE

Cumplicidades

Imprimir
enviar por email

Ler Comentários
Compartilhe

Em 1983, os dirigentes norte-americanos sabiam, graças à missão de Donald Rumsfeld, que o exército iraquiano utilizava armas químicas. Sem levar isso em consideração, forneceram uma ajuda de vários tipos – inclusive militar

Eric Rouleau - (01/02/2003)

O secretário norte-americano da Defesa, Donald Rumsfeld, não disfarça: é um “falcão”, partidário da força contra o presidente Saddam Hussein. Recentemente, zombou da “velha Europa”, essa França e essa Alemanha que se mostram reticentes em relação à guerra. Está convencido de que Bagdá vem enganando os inspetores das Nações Unidas e “se o presidente Bush decidisse recorrer à força, com certeza apresentaria ao mundo informações adicionais relativas às armas de destruição em massa do Iraque”.

Rumsfeld sabe do que fala. Em dezembro de 1983, foi enviado a Bagdá pelo presidente Ronald Reagan para restabelecer relações entre os dois países. A guerra entre o Irã e o Iraque estava no auge e, no dia 26 de novembro de 1983, o presidente norte-americano adotara uma orientação secreta – uma das raras, dessa época, que continua inacessível ao público – no sentido de ajudar Bagdá a conter “a revolução islâmica1”. Alguns meses depois, graças à missão de Rumsfeld, foram restabelecidas as relações diplomáticas entre os dois países. Os dirigentes norte-americanos sabiam, naquela época, que o exército iraquiano utilizava armas químicas. Sem levar isso em consideração, forneceram uma ajuda de vários tipos – inclusive militar2.

O silêncio oficial

Entre 1991 e 1998, os inspetores das Nações Unidas descobriram que os EUA tinham vendido ao Iraque peças de mísseis e componentes químicos e bacteriológicos

Essa ajuda também tinha a ver com o setor de armas de destruição em massa. Entre 1991 e 1998, os inspetores das Nações Unidas descobriram que os Estados Unidos tinham vendido ao Iraque peças de mísseis e componentes químicos e bacteriológicos. É verdade que as empresas alemãs, francesas e britânicas não ficaram atrás.

Essa cooperação ganhou proporções sinistras por ocasião do massacre de Halabja, em março de 1988. Cerca de 7 mil curdos iraquianos foram asfixiados com gases venenosos pelo exército de Saddam Hussein. Foi então que o Departamento de Estado norte-americano decidiu lançar uma campanha de desinformação. O pesquisador norte-americano Joost R. Hiltermann, que prepara um livro sobre o assunto, explica: “A história foi preparada pelo Pentágono. (...) Um novo documento do Departamento de Estado, tornado acessível recentemente, mostra que os diplomatas norte-americanos receberam instruções no sentido de confirmar essa linha [da responsabilidade iraquiana] junto aos aliados dos Estados Unidos, mas recusando-se a discutir os detalhes3.”

De todo esse período, não se ouve uma palavra nos meios oficiais em Washington. Questionado sobre Halabja por um jornalista, o porta-voz da Casa Branca respondeu: “Respondo pelo presidente Bush em 2003. Se você tem uma pergunta relacionada a declaralções feitas em 1988, deverá dirigir-se a outra pessoa.” Talvez Rumsfeld? Ou Richard Cheney, atual vice-presidente que, desde março de 1989 era o secretário da Defesa e deu prosseguimento à política de cooperação com Saddam Hussein?

(Trad.: Jô Amado)

1 - Ler “US Had a Role in Iraq Buildup”, The Washington Post, 30 de dezembro de 2002.
2 - Ler “Objectif Bagdad”, Le Monde diplomatique, setembro de 2002.
3 - Ler, de Joost R. Hiltermann, o artigo “America didn’t seem to mind poison gas”, International Herald Tribune, 17 de janeiro de 2003.




Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Leia mais sobre

» Guerras
» Poder Imperial dos EUA
» Armas Biológicas e Químicas

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos