Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


Rede Social


Edição francesa


» Vieille régulation sociale et nouveau discours alarmiste

» Paix organisée dans les « kampungs »

» La foire aux libertés

» L'Italie, démocratie « de type spécial »

» La trajectoire originale du parti socialiste français

» Les médias et le changement

» Habits neufs et fausses pudeurs de l'extrême droite

» En Italie, le défi de la « question méridionale »

» Changements d'échelle, tranquillité perdue

» Les scientifiques, responsables et inquiets


Edição em inglês


» May: the longer view

» Saudi Arabia's diplomatic volte-face

» Global trade in plastic waste

» Gas pipelines and LNG carriers

» Rise and rise of the Israeli right

» Decline of Israel's Zionist left

» Knight who shed his shining armour

» How to sabotage a pipeline

» No more plastics in Southeast Asia paradise

» Whiteout for the skiing industry?


Edição portuguesa


» Em Gaza, um povo enjaulado

» Al Qods, cimento do mundo árabe

» Edição de Maio de 2021

» O Estado, o temporário e o permanente

» Disse mesmo unidade?

» "Catarina e a beleza de matar fascistas": o teatro a pensar a política

» Edição de Abril de 2021

» A liberdade a sério está para lá do liberalismo

» Viva o «risco sistémico!»

» Pandemia, sociedade e SNS: superar o pesadelo, preparar o amanhecer


Guerra civil prolongada

Imprimir
enviar por email

Ler Comentários
Compartilhe

(01/07/2003)

Maio de 1997 - As tropas da Aliança das Forças Democráticas para a Libertação (AFDL) derrubam o presidente Mobutu. Fim da “primeira guerra” do Congo. Laurent-Désiré Kabila proclama-se presidente da República Democrática do Congo (RDC).

2 de agosto de 1998 - Militares banyamulenge (congoleses tutsis de origem ruandesa) iniciam um movimento de rebelião em Kivu. “Segunda guerra” do Congo.

10 de julho de 1999 - Um acordo de cessar-fogo é assinado em Lusaka (Zâmbia), entre todos os beligerantes. Combates e massacres continuam.

24 de fevereiro de 2000 - A ONU aprova o envio de 5.537 homens para garantir um cessar-fogo.

16 de janeiro de 2001 - Laurent Kabila é assassinado e substituído por seu filho Joseph.

25 de fevereiro de 2002 - Abertura do diálogo inter-congolês em Sun City (África do Sul), entre os representantes do governo, dos rebeldes, da sociedade civil e da classe política.

30 de julho de 2002 - Assinatura em Pretória (África do Sul) de um acordo de paz entre a RDC e Ruanda (os últimos soldados ruandeses deixariam o solo congolês em 5 de outubro de 2002).

6 de setembro de 2002 - Assinatura em Luanda (Angola) de um acordo entre Congo e Uganda, que se compromete a retirar a totalidade de suas tropas do nordeste da RDC.

2 de abril de 2003 - Término do diálogo inter-congolês em Sun City (África do Sul). O ato final retoma dois acordos assinados em Pretória (17 de dezembro de 2002 e 6 de março de 2003). O poder é dividido entre o presidente Joseph Kabila e 4 vice-presidentes, representando o governo, os partidos de oposição, a sociedade civil e a oposição armada.

30 de maio de 2003 - Continuação dos massacres em Ituri (nordeste). O Conselho de Segurança da ONU vota o envio de uma força multinacional (sob comando francês). Os primeiros soldados chegam em 7 de junho.




Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos