Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


Rede Social


Edição francesa


» En Italie, le défi de la « question méridionale »

» Changements d'échelle, tranquillité perdue

» Les scientifiques, responsables et inquiets

» Blancs ou noirs, tous les shérifs se ressemblent

» Des chaînes « tout info » bien peu dérangeantes

» Edelweiss et lutte des classes dans les Alpes

» « Ils voulaient des bras, ils ont trouvé des hommes »

» Une holding économico-criminelle

» Ce que furent les « années de plomb » en Italie

» En France, des archives bien gardées


Edição em inglês


» Saudi Arabia's diplomatic volte-face

» Global trade in plastic waste

» Gas pipelines and LNG carriers

» Rise and rise of the Israeli right

» Decline of Israel's Zionist left

» Knight who shed his shining armour

» How to sabotage a pipeline

» No more plastics in Southeast Asia paradise

» Whiteout for the skiing industry?

» Brussels rewrites history


Edição portuguesa


» Edição de Maio de 2021

» O Estado, o temporário e o permanente

» Disse mesmo unidade?

» "Catarina e a beleza de matar fascistas": o teatro a pensar a política

» Edição de Abril de 2021

» A liberdade a sério está para lá do liberalismo

» Viva o «risco sistémico!»

» Pandemia, sociedade e SNS: superar o pesadelo, preparar o amanhecer

» A maior mentira do fim do século XX

» Como combater a promoção da irracionalidade?


Uma história atormentada

Imprimir
enviar por email

Ler Comentários
Compartilhe

(01/10/2004)

21 de dezembro de 1965: O governo americano acusa o Camboja de conceder abrigo ao vietcongue. Os militares americanos recebem autorização de atacar o território cambojano.

14 de agosto de 1969: Está no governo Lon Nol, partidário da aliança com Washington.

29 de abril de 1970: Invasão do Camboja pelas tropas americanas e sul vietnamitas.

17 de abril de 1975: Tomada de Phnom Penh pelos Khmers vermelhos. Instauração de um regime de terror.

25 de dezembro de 1978: As tropas vietnamitas invadem o Camboja.

21 de setembro de 1979: A Assembléia Geral da ONU decide que apenas os Khmers Vermelhos representam o Camboja.

Janeiro de 1980: Os Estados Unidos começam, em segredo, a financiar a reconstituição do exército de Pol Pot.

21-26 de setembro de 1989: Retirada oficial dos últimos 26 000 soldados vietnamitas.

23 de outubro de 1991: Assinatura do acordo de Paris selando o retorno à paz. O país é colocado sob a tutela da ONU até a organização de eleições livres.

24 de setembro de 1993: Promulgação da Constituição. Norodom Sihanouk volta a ser Rei.

1° de setembro de 1998: Vitória do Partido do povo Cambojano (PPC), de Hun Sem, com 64 membros (41% dos votos) entre os 122 membros do Parlamento.

27 de julho de 2003: O PPC ganha outra vez as eleições legislativas. Entretanto, com 47,3% dos votos e 73 eleitos não obtém a maioria necessária para governar o país.




Fórum

Leia os comentários sobre este texto / Comente você também

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Leia mais sobre

» Camboja
» Reconversão dos países “socialistas”

Destaques

» O planeta reage aos desertos verdes
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» A “América profunda” está de volta
» Finanças: sem luz no fim do túnel
Mais textos