Jornalismo Crítico | Biblioteca e Edição Brasileira | Copyleft | Contato | Participe! |
Uma iniciativa


» 5 de julho de 2022

» PEC do Desespero: E o dinheiro apareceu…

» Cidades: uma possível saída ao nó da terra

» Roubini: assim será a próxima crise capitalista

» Trabalhadores informais protestam em três capitais

» Como a mídia constrói a alienação econômica

» Argentina e Chile: por que a esquerda está em apuros

» 4 de julho de 2022

» Como a esquerda quer governar a Colômbia

» Direito ao aborto: “A mulher não é um hospedeiro”

Rede Social


Edição francesa


» Transformer la population en électorat

» Dans les cuisines du marché électoral

» Le poids des pamphlets, le choc des classes

» En Russie, réprimer plus et enfermer moins

» Apprendre à nager n'est plus donné à tout le monde

» Bouillonnement de l'art contemporain africain

» Les Sri-Lankais défient le pouvoir

» Clarice Lispector, l'étoile de Rio

» Séparatismes ukrainiens

» Les mineurs, la mer et autres histoires


Edição em inglês


» Ankara's interests in Afghanistan

» Fragmented Yemen

» Ukraine's logistical crisis

» Tensions and blackmail over Western Sahara

» Migrants still risk their lives to reach England

» Africa: agribusiness or diversity?

» Poisoning our oceans

» UN Earth Summits: how the rot set in

» In Mexico, will slow and steady win the day?

» Sri Lanka plunges into crisis


Edição portuguesa


» 16 de Julho: Que pode o teatro face ao crescimento das extremas-direitas?

» A sua assinatura, o seu livro

» Campanha de Verão 2022

» Casas sim, kantatas também!

» Campanha de Verão

» Oferta: a sua assinatura, o seu livro

» Lançamento: Atlas das Utopias Reais: Criatividade, Cultura e Artes

» Livro: Atlas das Utopias Reais: Criatividade, Cultura e Artes

» Leitura furiosa

» Lisboa e a Memória do Império. Património, Museus e Espaço Público


Roland-Pierre Paringaux

Jornalista.


Seus artigos nesse site:

Em nome do patrimônio mundial

A Organização das Nações Unidas para as Ciências, a Educação e a Cultura (Unesco) lança este mês uma campanha para a salvaguarda e proteção do patrimônio mundial. A lista de lugares e monumentos considerados “em perigo”, não cessa de crescer

1º de outubro de 2002

Abundância desastrosa

A euforia da “melhor safra dos últimos vinte anos” transformou-se num pesadelo: o mercado oferece aos lavradores um preço que corresponde a um terço do custo de produção. E assim, a Índia consolida seu trágico lugar entre os recordistas da miséria absoluta

1º de setembro de 2002

Golpe contra segurança alimentar indiana

A “lei do mercado” – abertura ao comércio internacional, o fim dos subsídios e liberação das tarifas alfandegárias –, imposta pela OMC em seu acordo com o governo indiano, está levando ao desespero e à miséria absoluta camponeses e lavradores pobres

1º de setembro de 2002

Aldeões sem história

Há muitos anos que os defensores dos direitos humanos não param de denunciar as violações de direitos e a impunidade que as acoberta. Recentemente, três dramas, reveladores desse estado de coisas, mobilizaram a opinião pública

1º de janeiro de 2002

Um território “contestado”

A Índia e o Paquistão reivindicam a soberania sobre a totalidade do território da Caxemira. O Paquistão declara que a maioria muçulmana lhe é favorável e pede a aplicação das resoluções da ONU, em particular aquela referente a um plebiscito

1º de janeiro de 2002

A fase afegã da guerra esquecida

A crise afegã chamou a atenção para um outro conflito, o da Caxemira, que opõe a Índia e o Paquistão por intermédio de combatentes muçulmanos. Se para Nova Déli são “terroristas”, para Islamabad, são “combatentes da liberdade”

1º de janeiro de 2002

Caçadores de dotes mortais

O dote, que encontra seu fundamento na tradição hinduísta, originalmente visava a indenizar por meio de uma doação as moças que não herdassem um imóvel. Com o tempo, sofreu uma derivação que incentiva a chantagem e os crimes da pior espécie

1º de maio de 2001

Tochas ardentes

"São recebidas, aqui, mais de 1.800 mulheres queimadas por ano", declara o professor Gurumurthy, que atende na sala de operação. Muitas delas chegam em macas, em farrapos ou em carne viva. Contorcendo-se em dores silenciosas ou gritantes

1º de maio de 2001

Em nome da honra...

O Paquistão islâmico possui uma característica bem específica de violência criminosa praticada contra as mulheres: o "crime de honra". A expressão evoca outras sociedades que aceitam esse tipo de crime, como em casos de adultério ou de vingança

1º de maio de 2001

Processo arquivado

Após ter lavado sua honra com o sangue de sua filha, o pai de Samia Sarwar organizou uma campanha contra as advogadas que ousaram defendê-la. Fez questão de processá-las, acusando-as de verdadeiras responsáveis pela morte de sua filha...

1º de maio de 2001

Um pacto global

Trata-se de uma iniciativa, da ONU, que leva em conta a dificuldade de algumas economias frente às forças do mercado, os limites da globalização em matéria de progressão social e o avanço da oposição a essa mesma globalização

24 de dezembro de 2000

Business e direitos humanos

A "batalha de Seattle" é um bom exemplo: as empresas transnacionais operam sob o olhar crítico dos cidadãos. O respeito pelos direitos humanos é visto como parte integrante da responsabilidade delas, da mesma forma que o respeito à cultura e ao meio ambiente

24 de dezembro de 2000

O bom exemplo do Senegal

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as mutilações genitais afetam cerca de 130 milhões de mulheres em vinte e oito países. Uma das raras luzes de esperança vem desta nação africana, graças ao exemplo de um punhado de camponesas

12 de junho de 2000

O duro caminhoda independência

Foram 25 anos de feroz repressão. Resultado: toda uma geração dizimada, uma outra assimilada pelos indonésios na lei ou na marra e o país mantido no subdesenvolvimento e no analfabetismo

12 de maio de 2000

À sombra de um tribunal internacional

A diretora do departamento de Direitos Humanos teme que "mais uma vez sejam os executantes a serem julgados, e não os mandantes desses crimes". Ou seja, que a justiça se interesse mais pelos milicianos timorenses que pelos generais indonésios

12 de maio de 2000

BUSCA

» por tema
» por país
» por autor
» no diplô Brasil

BOLETIM

Clique aqui para receber as atualizações do site.

Destaques

» A “América profunda” está de volta
» Armas nucleares: da hipocrisia à alternativa
» Do "Le Monde Diplomatique" a "Outras Palavras"
» Dossiê ACTA: para desvendar a ameaça ao conhecimento livre
» Escola Livre de Comunicação Compartilhada
» Finanças: sem luz no fim do túnel
» Israel: por trás da radicalização, um país militarizado
» O planeta reage aos desertos verdes
» Para compreender a encruzilhada cubana
» Teoria Geral da Relatividade, 94 anos